Clamor Pelo Sangue de Jesus

Outro Evangelo da maranata - clamor, revelações, bibliomancia, dons falsos

Outro Evangelo da maranata – clamor, revelações, bibliomancia, dons falsos

1. Clamor Pelo Sangue de Jesus
fraude do dízimo na maranata

clamor pelo sangue de Jesus na ICM

A doutrina do “Clamor” é a condição imprescindível do adepto proferir uma frase pré-elaborada como um mecanismo fundamental para provocar a atenção de Deus. Essa doutrina consiste na dogmatização da frase “Clamamos pelo poder do sangue de Jesus”, em sua estrita literalidade, obrigatoriamente proferida no inicío de toda oração petitória, como um mecanismo incondicional para que a aspersão do sangue de Jesus (a Graça de Deus) possa ser executada na vida do crente. Ensina-se que somente sob condição de recitar a frase, fazendo menção de um pedido pelo sangue de Jesus, é que a oração chegará válida ao trono de Deus, de modo que, só assim, a remissão dos pecados, pelo sangue de Jesus, seja efetivada na vida do crente – no que perfaz uma reza. Em outras palavras, um mantra repetido de cor a cada início de reunião e em preces de súplica, sem o qual, segundo a doutrina da Maranata, torna-se sem validade a oração proferida e em cuja ausência não pode, efetivamente, haver comunhão com Deus e remissão dos pecados.

O fundamentalismo da observância desse dogma seria um modo do crente apresentar-se diante de Deus o reconhecimento da fórmula (a sua crença e oferta) para a remissão de seus pecados, de modo que, sem a menção…pelo poder do sangue de Jesus”, o crente não estaria validando, para a sua vida, o poder remidor do sangue de Jesus. Na prática, entende-se que a doutrina cristã da remissão dos pecados não depende mais exclusivamente do arrependimento dos pecados e, sobretudo, da fé (crença) na obra messiânica de Jesus Cristo, mas sim, para a teologia da Maranata, a remissão só teria, de fato, eficácia sob a condição indispensável de o adepto recitar o mantra “…pelo poder do sangue de Jesus” no início da oração. Não obstante a doutrina da Nova Aliança ensinar que todo pedido deve ser feito “em nome de Jesus” (ou seja: por comissão de Cristo), crendo, de antemão, de pura consciência, no Sacrifício do Cordeiro Eterno (Aspersão do sangue de Jesus), a Maranata, porém, atualizou essa doutrina, ensinando, agora, que além disso, é imprescindível o crente suplicar, clamar ou pedir “… pelo poder do sangue de Jesus”, caso contrário, a remissão dos pecados ou a proteção divina não terá eficácia.

Sendo assim, na Maranata, o adepto antes do início de qualquer atividade na Igreja deve obrigatoriamente “clamar pelo poder do sangue…” para que efetivamente ele e os reunidos sejam limpos dos pecados e tenham suas vidas renovadas, e, por fim, tornem-se espiritualmente “aptos” para realizar as tarefas eclesiásticas (cultos, mutirões, ensaios, reuniões etc.). Seja atividade de cunho espiritual ou até mesmo secular, enfim, o “clamor pelo sangue…” deve ser sempre recitado para que Deus esteja a abençoar a atividade. Se aquele que for conduzir a oração e nela esquecer ou ignorar a menção do “clamor”, imediatamente, o orador será censurado por um zeloso e atencioso adepto, o qual, por sua vez, recitará devidamente a reza. É também o “clamor” reputado como instrumento para chamar a atenção de Deus para o crente ser revestido de proteção e segurança divina, conta investidas do Maligno. Segundo tal dogma, o crente deve “estar no clamor” para que, só assim, Deus possa operar com sucesso numa empreitada em que o crente esteja a realizar e que, porventura, seja suscetível de tribulação ou fatalidades (exemplo: itinerário de uma viagem, deslocamento, passagem por um local perigoso etc.), o que, também, para isso, é necessário “renovar o clamor” a cada interrupção fortuita ou suspensão necessária que se faz no percurso do objetivo final.

2. Revelação

A “Revelação” é o instituto de maior autoridade de fé, ensino e prática na Igreja Maranata. Para a liderança da Maranata, a maior autoridade espiritual em matéria de ensino cristão ou doutrina não está essência e primariamente na Bíblia Sagrada, mas, observa-se, que a “Revelação” é esta fonte maior de autoridade e justificativa para todas as doutrinas, usos, costumes e dogmas da Instituição. É ensinado que somente pela ”Revelação” é que a Bíblia Sagrada pode ser compreendida, pois, em especial, a liderança da Maranata “alcançou a revelação” e compreendeu a Bíblia “além da letra”, descobrindo aquilo que supostamente Deus houvera escondido durante os longos anos da história da Igreja e que, agora, nos últimos dias, revelara à “Igreja Fiel” ou à “Obra do Espírito Santo”, os chamados “segredos da Obra”. A liderança educa, implicitamente, os membros na compreensão de que Deus não registrou de forma clara e evidente o Evangelho do Reino nas Escrituras, por isso Ele, nos últimos dias, concedera a “revelação” a algumas pessoas para que pudessem reafirmar a “Obra do Espírito Santo”, complementado com novas doutrinas e costumes que não estavam claramente revelados ou mesmo não estabelecidos nas Sagradas Escrituras.

Os membros da Maranata aprendem, claro, a respeitar os ensinamentos da Bíblia, entretanto, conforme àquilo que previamente o Presbitério interpreta e estabelece como verdade. Logo, anuncia-se que a real confiança dos membros deve estar canalizada não naquilo que a Bíblia primariamente ensina – “a letra” -, senão naquilo que o Presbitério ou os pastores da Maranata diz ter obtido de Deus, ao interpretar as passagens bíblicas por “revelação” do Espírito Santo. As Escrituras Sagradas, portanto, têm a sua autoridade diminuída, sendo reputada como um livro comum de apenas relatos históricos, comumente definidas como “letra velha” ou “letra morta” – até mesmo é lhes atribuído um caráter mortífero ao afirmarem que “a letra mata, mas o Espírito vivifica” (leia-se: a “revelação” vivifica). Só através do acessório da “Revelação” é que as Escrituras podem ser destrinchadas, entendidas, naquilo que realmente elas querem ensinar para os verdadeiros servos fiéis que estão na “Obra do Espírito Santo”.

Na verdade, a tal da “revelação” cancela o ensino original da Bíblia em favor de algo novo, secundário e supostamente mais autoritativo, que, segundo essa teologia, Deus revelou somente há pouco tempo para a “Igreja Fiel”. Portanto, ensina-se indiretamente que – embora muitos, em sua ingenuidade, não percebam – a Bí­blia é apenas uma parcela da revelação verbal de Deus, e que Ele tem apregoado, ou continua apregoando novas doutrinas, de uma forma extrabíblica, à parte das Escrituras, ao Presbitério da Maranata. A “Revelação” é portada especialmente pelo Presbitério central ou Comissão Executiva da Instituição Maranata cujos componentes são estimados como aqueles que estão mais evoluídos em sede de “revelação”, de tal modo que é sob a justificativa de “revelação” que as novas doutrinas são elaboradas, os particulares dogmas são estabelecidos e os usos e costumes são impostos para todas as Igrejas da Maranata, cabendo tão somente aos demais pastores e membros, passivamente, aderir às “revelações” emitidas pelo Presbitério.

É inadmissível que a “Revelação” seja contrariada, desobedecida ou mesmo questionada, sob pena da pessoa ser acusada como pecadora de “idolatria” ou “blasfêmia contra o Espírito Santo”, que, em termos práticos, será ostracizada dentro no sistema e, por fim, convidada a se retirar da Igreja. Tais revelações vêm por inter­médio de algum “líder divinamente inspirado”, ao que se chama de “ungido do Senhor”. A Maranata, assim, atribui autoridade divina à pessoa dos pastores, pois que – quando falam, segundo eles mesmos, em nome de Deus, isto é, a “revelação” – são infalíveis e cujas palavras ditas “reveladas” têm a mesma autoridade ou mesmo maior autoridade do que as Santas Escrituras. Pela “revelação” ser a maior autoridade de ensino, nem mesmo argumentos ou questionamentos pautados na Bíblia Sagrada são admissíveis, porque é ensinado que qualquer prescrição bíblica que confronte com a “revelação”, verdadeiramente, é porque o questionador está lendo a Bíblia “na letra”, “na razão” e “não alcançou a revelação daquilo que está além da letra”.

Em virtude disso, as “revelações” supostamente emitidas por Deus, por intermédio dos pastores da Maranata, são impossíveis de serem testificadas ou avaliadas em sua procedência, porque jamais alguém poderá averiguar que o pastor falou de fato por intermédio de Jesus Cristo, cabendo ao membro tão-somente obedecer subservientemente. A “Razão” é antagônico da “revelação”, pois seria tudo aquilo que não se enquadra na “revelação” da Maranata, ou seja, aquilo que os pastores do Presbitério afirmam o que é o certo. Em suma, conforme a teologia da Maranata, as Escrituras Sagradas não são reputadas como a última revelação de Deus à Igreja, tampouco a maior autoridade de ensino cristão, muito menos o testificador daquilo é certo ou errado; senão, ensina, que Deus ainda hoje estar a “revelar” novas doutrinas, dogmas, práticas, usos e costumes, por intermédio de pastores, àqueles que se dispõem em ouvir a voz do Espírito Santo e viver a “Obra como forma de vida”, obedecendo passivamente as ordenanças e doutrinas emanadas do Presbitério.

3. Bibliomancia

A teologia da Igreja Maranata estabeleceu como dogma a utilização sistemática e imprescindível da Bibliomanciacomo instrumento norteador da vida em geral do crente da Maranata. A prática é feita rigorosamente da seguinte maneira: primeiro, ora-se recitando o “clamor”; depois, de olhos fechados, abre-se randomicamente a Bíblia, aponta-se o dedo indicador a esmo e ler um fragmento de um texto ou versículo; dependendo do teor, positivo ou negativo, se obtém supostamente a resposta divina – intitulada pela Maranata de “Consulta à Palavra”. Alega-se que a “Consulta à Palavra” é uma doutrina revelada por Deus para um povo escolhido e nobre que está disposto a ouvir a voz e realizar a “Obra do Espírito Santo”. A teologia da Maranata justifica a adoção dessa prática pelo o seguinte raciocínio: assim como nos idos da Velha Aliança os sacerdotes consultavam ao Senhor pelo Urim e Tumim, hoje no tempo da Nova Aliança, do Espírito Santo derramado, usa-se a estrutura e organização do livro Bíblia como instrumento de “consulta”.

É o meio pelo qual se utiliza para resoluções de dúvidas e tomadas de decisões do dia-a-dia. É enfaticamente ensinado que a “consulta ao Senhor” é devida a todo adepto no que diz respeito a qualquer decisão nas áreas da vida profissional, espiritual e sentimental – quando, por exemplo, for adquirir algum objeto ou bem, adentrar em algum negócio, realizar uma empreitada, iniciar algum namoro, definir o noivado e casamento, enfim, para saber se tal pretensão está sob a “permissão” e “vontade do Senhor”. Bem como é o recurso doutrinário que utilizam para “consultar a Deus” sobre a procedência de dons espirituais (visões e revelações) concedidos pelos membros. Ensina-se que a liderança, tanto sobre assuntos administrativos ou eclesiásticos, lança mão dessa prática para tomar conhecimento da suposta vontade divina – se Altíssimo aprova ou reprova determinada decisão administrativa ou doutrinária.

4. Pentecotalismo Indiscriminado

De doutrina pentecostal, os Dons Espirituais, para a Maranata, porém, são hermeticamente os nove mencionados na Carta aos Coríntios, com uma ênfase desmedida ao dom ciência que, segundo seu particular entendimento teológico, é subdividido em três categorias: revelações, visões e sonhos. Em toda reunião, especialmente em “Cultos Proféticos”, há abundante manifestação – a granel – de revelações e visões. Nos “Cultos Proféticos” ou nas reuniões de “Grupo de Intercessão”, as ditas “revelações” são dadas sempre com caráter adivinhatório para saber a razão dos sentimentos particulares que há no coração das pessoas, seja das que estarão no culto de logo mais (normalmente visitantes), seja dos membros que apresentam um comportamento nada satisfatório aos interesses do sistema; através das quais afirmam que o Senhor ou um anjo supostamente dará a benção libertadora ou apresentará seu projeto de Salvação ou, no caso de membro inútil ao sistema, Deus concederá uma “orientação”.

Por revelação, também, determinam nos Culto Proféticos quem serão os “varões” que ministrarão o louvor e a mensagem do culto convencional. A “revelação” também é utilizada como subterfúgio para revestir de autoridade inquestionável e cumprimento estrito das decisões da liderança sobre a vida dos adeptos, seja no disciplinamento e exclusão de membros, seja na concessão de funções e cargos eclesiásticos, seja no controle da vida alheia sobre aquilo que ela pode ou não fazer. As “visões”, por sua vez, são apresentadas sempre com mensagens ilustrativas e figuras metafóricas cujo teor também é adivinhatório e cuja interpretação sempre é interpretada logo em seguida, que a chamam de “discernimento da visão”. As “visões” também são a respeito dos sentimentos dos visitantes ou sobre a vida em geral dos membros. Condicionados com a profusão de “dons espirituais”, é terminantemente proibido que o culto convencional careça de algum “dom espiritual” (visão, sonhos ou revelação). Para tanto, pastores cobram, literalmente, do corpo de membros que “busquem” dons espirituais para apresentá-los no “Culto Profético” ou ao “Grupo de Intercessão” (quando se trata sobre a vida de terceiros), sob pena de a igreja ser reprimida ou de o adepto, que não é “usado em dons” corriqueiramente, ser estigmatizado como réprobo espiritual.

5. Culto-Profético

Culto-Profético consiste numa reunião que ocorre 30 minutos antes do culto convencional e que perdura mais ou menos 15 minutos. É destinado ao um “momento de busca” para que Deus dê “dons espirituais” (visões e revelações) referentes às necessidades do subseqüente culto, assim como o período em que testificam e interpretam os dons espirituais trazidos pelos presentes. A composição da reunião é de no mínimo 03 membros – para que a “consulta a Palavra” possa, de fato, ser executada – e necessariamente sob a liderança de um varão detentor de cargo eclesiástico. A reunião só é permitida àqueles que já fizeram o “Seminário de Principiantes”, exceção feita às crianças que podem participar, salvo, ilogicamente, permissivo até a adolescência, em que iniciarão um período de observação para se realmente estarão aptos a serem batizados. Após a devida oração de “clamor” e o obrigatório cântico de “louvor de clamor” que principiam a reunião, os componentes que foram agraciados supostamente por Deus, apresentam as visões e as revelações que dizem terem recebidos. Logo depois de os profetas contarem os detalhes dos eventos espirituais que obtiveram, os dons têm sua procedência testificada pelo crivo da “consulta à Palavra”, na melhor de três leituras de versículos bíblicos. Realizado a “consulta”, os dons que foram “aprovados pelo Senhor”, são interpretados pelos demais componentes da reunião, que eles chamam esse quadro de “discernimento da visão”. Por fim, escolhem 05 (ou 04) louvores para o culto convencional – que sejam sugestivos aos conteúdos dos dons espirituais apresentados e aprovados -, obedecendo estritamente à determinação de o primeiro hino ser um “louvor de clamor” (cuja letra há menção da remissão pelo sangue de Cristo) e os outros de glorificação, de arrebatamento, de crianças e “corinho” (hino curto e animado).

 5.1. A Consulta dos Dons

Consulta dos dons (visões e revelações) é realizada fundamentalmente pela “consulta à palavra” (Bibliomancia) durante os “cultos proféticos”. Após a apresentação do “dom espiritual”, alguém, presente no culto-profético, obrigatoriamente se levanta para recitar o “clamor” e orar para requerer a bênção de Deus para a “consulta”. De modo que, logo em seguida, 03 consulentes abrem as suas Bíblias aleatoriamente e cada um ler um versículo apontado pelo dedo, escolhido a esmo. Segundo a doutrina da Maranata, dependendo do teor dos versículos, obtém-se a resposta da procedência dos dons espirituais, na melhor de 03 leituras de versículos. Por exemplo, três positivos e nenhum negativo ou dois positivos e um negativo são resultados que expressam a aprovação de Deus; em caso inverso, não há aprovação de Deus. Porém, independente da resposta dada pela “consulta”, o dom espiritual sempre sujeitar-se-á, posteriormente, à vontade (opinião) do pastor ou “ungido”, que eles justificam pelo dogma do “Ministério Acima dos Dons”.

 5. Infalibilidade Pastoral

Infalibilidade pastoral é um dogma da teologia da Maranata o qual consiste que o Presidente e o Presbitério, bem como os pastores e “ungidos”, quando deliberam (leia-se “orientam”) algo em matéria de fé, moral (costumes) e sobre o destino da vida alheia, estão sempre corretos e dignos de absoluta obediência. Isto porque se acredita na Maranata, como na Católica, que, na clarificação solene e definitiva destas decisões, tais cargos e, sobre todos eles, o Presidente, gozam de assistência sobrenatural do Espírito Santo, que os preserva de todo o erro e desvio, com o fim de orientar para que a “Obra” seja “perfeita” e “dinâmica”. Um dogma de altíssima relevância ao sistema e de obediência restrita por parte dos membros. A infalibilidade pastoral foi longamente discutida e criticada como doutrina católica-romanista, sobretudo pela Reforma Protestante, contudo, constatou-se que a Maranata resgatara esse conveniente dogma para seu sistema de liderança eclesiástica. O apelo à “unção da infalibilidade” é restrito somente aos pastores e “ungidos” (esses sob a tutela daquele), visto que suas decisões e “orientações” são ditas divinamente reveladas ou que estão em direta e íntima conexão com o Espírito Santo.

Uma vez proclamadas e definidas solenemente, as decisões transformam-se em “revelações” ou “orientações do Senhor”, ou seja, em verdades inquestionáveis e infalíveis que todo e qualquer crente da Maranata deve aderir, aceitar e acreditar de uma maneira ingênua, subalterna e irrevogável – até que venha outra “revelação” e a revogue, conforme os oportunismos da Instituição. Em caso de ponderações, contestações ou desobediência a pastores e às “revelações” do Presbitério, o membro incorrerá ao pecado da “Idolatria”, e, por desobedecê-los, “tocar-se-á nos ungidos do Senhor”, no que implicaria no pecado imperdoável – a “blasfêmia contra o Espírito Santo” – vez que se ensina que a figura do pastor age por ex catedra (posição revelada pelo Espírito Santo). Na verdade, esse recurso tem como objetivo isentar a liderança de futuras gafes, responsabilidades ou necessidade de retratações perante membros, ex-membros ou mesmo autoridades legais, para assim governar e dominar as pessoas sem justificativas e a bel prazer.

 5.1. Ministério Carismático

Na Maranata, considera a autoridade dos pastores, ungidos e acima de tudo do Presbitério como Carismáticados pastores, ungidos e, sobretudo, o Presbitério. Os líderes da Maranata são considerados muito especiais pelos seus liderados. Eles são vistos como pessoas que receberam revelações especiais do próprio Deus ou de anjos; reivindicam-se possuir uma missão designada por Deus e ensina-se que eles detêm habilidades especiais de modo que estão, dentro dos limites de seu ministério, acima de qualquer código de ética e não podem ser negados nem contraditos. Essas habilidades especiais são em decorrência da “unção” que supostamente receberam do Espírito Santo para atingirem um estado tal de espiritualidade avançada e superior que podem enxergar tudo de forma muito mais aguçada e entender a vida alheia mais do que a própria pessoa, de modo a exercer, a bel-prazer, o controle sobre os mínimos detalhes das vidas seculares e até sentimentais dos liderados, julgando e controlando-os com o pretenso objetivo de edificá-los espiritualmente.

Uma vez a liderança sendo carismática, fundamentalmente apela-se do subterfúgio da Espiritualização das decisões. Isto é, todas diretrizes, seja administrativas, doutrinárias e organizacionais, das mais simples a mais complexas, são justificadas como provenientes de “revelação” de Deus ao líder. Nada é feito pelo recurso do bom senso, da objetividade ou da dedução lógica, antes a “razão do homem” é perigosa e deve ser rejeitada, de tal maneira que as “palavras reveladas” da liderança são as que possuem a maior confiabilidade àquilo que seja o correto. Afirma-se que “nessa Obra” não há dedo do homem como a “religião”, pois tudo é revelado. Simplesmente tudo, conforme a teologia da Instituição, é Deus quem revela ao pastor ou ao Presbitério, ficando a responsabilidade dos liderados de somente obedecê-los. É muito comum, por isso, apelar-se à exaustiva repetição da frase “O Senhor revelou que…” ou “O Senhor mostrou que…”, com o fim da liderança revestir de autoridade e inquestionabilidade suas decisões e, de certa forma, coagir o cumprimento restrito e subalterno dos liderados. Porém, quando se resolve alterar alguma rotina, doutrina ou costume do sistema, não obstante alegarem que o próprio Deus mudou de idéia – revelou outro método -, justifica-se, na verdade, que é porque “Obra é dinâmica”.

 5.2. Ministério Acima Dos Dons

Ministério acima dos Dons é um dogma de alto cumprimento e observação na Maranata. Segundo o entendimento teológico da Maranata, esse particular dogma consiste que a opinião ou a vontade do ministério, observando a hierarquia (“ungido” e pastor, em matéria de igreja local; Coordenadores, Presbitério e Presidente, a nível geral), está acima de qualquer dom espiritual. A palavra do pastor, por essa doutrina, é a palavra final, e tem mais peso do que a própria “consulta” e do que um dom espiritual, o qual o pastor pode sustar ou aceitar sua aplicação, livremente. Todo dom espiritual, após ser “consultado”, deve, por fim, ser submetido pelo crivo do pastor, para ser endossado ou rejeitado. Ainda que Deus – suponha-se – conceda um sonho, uma revelação sobre a vida de determinado membro ou mesmo sobre a vida do pastor, o próprio pastor ou o “ungido” tem toda a autoridade de aprovar ou reprovar esse dom espiritual. Em suma, a vontade do pastor está acima da vontade do próprio Deus. Isso é facilmente observado nos Cultos Proféticos e Grupos de Intercessão quando há supostas revelações e visões sobre a vida particular dos membros, e o pastor, então, é quem dá o ultimato se elas deverão ser acolhidas ou rejeitadas, de acordo com suas conveniências e perspectivas.

 5.3. Cobertural Espiritual

Nas igrejas locais, como um espelho do governo central, o totalitarismo também é intenso, a respeito dos pastores sobre seus inferiores – Cobertura Espiritual. Ainda que a Maranata diga, em teoria, que seus pastores são doutrinados segundo o Evangelho de Jesus, na prática, sua autoridade religiosa é fundamentada e similar ao sacerdócio veterotestamentário, pois são figuras mediadoras ou canais entre Deus e a igreja; vez que suas palavras, ordenanças são sempre revestidas da capa das “revelações”, “orientações” e “profecias” de Deus que eles recebem sobre a vida alheia. Os adeptos da igreja são diretamente subservientes ao pastor da igreja local, tendo que sempre que lhes justificarem ou comunicarem, por exemplo, das suas decisões pessoais na área profissional (ou estudantil), na área sentimental e na área espiritual, a fim de obter o aval ou aprovação do pastor.

Por exemplo, viagens com a família, evangelizar, realizar determinados cursos em hora de atividades da igreja, até mesmo namoros e casamentos, também, só serão efetuados se passarem, de antemão, pelo crivo do pastor. É muito comum namoros serem desfeitos e casamentos serem proibidos (às vezes, até terminados) por ordens de pastores, sempre se justificando supostamente em revelações de Deus que dizem eles terem obtidos. O mesmo vale aos casamentos, que são contraídos por ordem do pastor – a partir da constatação de que o casal tenha condição financeira apropriada, e após alguns meses de namoro, entende-se que não há o porquê de não casar, se ambos estão, acima de tudo, firmados na Maranata -, pois, Deus dará a bênção, independentemente da maturidade do amor. Essas revelações sobre a vida alheia também podem ser oriundas de diáconos, obreiros, senhoras e professoras, contudo, devem previamente ser submetidas ao crivo do pastor. Ressalte-se que em alguns ministérios, namoros e casamentos ainda são incitados por revelação de algum pastor, prática dogmatizada no passado pela Maranata; mas o Senhor, hoje, revogou – justifica-se.

 5.4. Soluções Espiritualizadas

Dado ao ensino das Decisões Espiritualizadas e que a liderança e liderados devem responsabilizar todas as suas ações à pessoa de Deus pela Bíbliomancia, logo, condicionara-se a compreender que os desdobramentos e implicações da vida são sempre solucionados e explicados pela visão do Reducionismo religioso ou doSimplismo das espiritualizações. Sejam circunstâncias seculares, sentimentais ou espirituais, ensina-se que tudo é solucionado e explicado através de uma visão espiritualizada e simplista de causa e efeito. As soluções e explicações da vida do crente estão conforme àquilo que ele, enquanto adepto da Maranata, gera em função de cumprir e praticar as atividades e doutrinas da Maranata. Em outras palavras, recorrem a uma teoria reducionista religiosa que tribulações seculares seriam decorrente da falta de obediência e fidelidade ao sistema; ao passo que vitórias profissionais, estudantis e sentimentais são sempre associadas à obediência às tarefas e práticas da Maranata. Sempre explicam as circunstâncias da vida através desse simplismo infantil. Apresenta-se uma fé de causa e efeito, uma religião mecânica, que, no fim, converge ao entendimento de servir a Deus segundo o utilitarismo das partidas e contrapartidas.

6. Teofanias e Aparições

As Teofanias e Aparição de Anjos são relatadas na Maranata em uma abundância impressionante. Conta-se que anjos ou “um ser de branco” (Jesus) estão sempre se fazendo presentes às dependências da instituição e em ambientes onde há adeptos da Maranata, sobretudo nos locais de cultos e “maanains”, de modo que alguns membros são capazes de vê-los e ter experiências únicas de até contatos visuais e físicos. Nos seminários, reuniões e cultos, no momento das ministrações, afirma-se que alguns irmãos vêem anjos, invisíveis, que estão sempre a trazer libertações, operando curas, retirando pecados e opressões espirituais no interior das pessoas, bem como concedendo até dons espirituais quando os adeptos estão reunidos em Cultos Proféticos e Grupo de Intercessão.

Relata a liderança e alguns membros que ela própria e alguns adeptos – que normalmente ninguém sabe quem são – estão a sempre a ter tais experiências teofânicas e a ver anjos em corpo presente, cujas aparições mais comuns são: ora vigiando e assegurando as regiões limítrofes do “maanaim”; ora concedendo “experiências de salvação” às pessoas; ora trazendo consigo mensagens proféticas de Deus à Maranata; ora curando familiares de pastores; ora trazendo “cola” de vestibulares e concursos a estudantes “valentes” dedicados à “Obra”; ora informando pessoalmente novos louvores, costumes e práticas religiosas a líderes e membros mais espirituais da Maranata.

A liderança costuma ensinar que, diante das suas numerosas experiências com anjos, constatou-se que eles sempre estão a trazer consigo “bênçãos” aos irmãos que estão presentes nos cultos, reuniões e seminários, de modo que aqueles que faltam às atividades eclesiásticas acabam fatalmente perdendo essas ”bênçãos”, pelo fato dos anjos não ter lhes encontrado lá, na hora do evento. Também, visões e revelações alcançadas pelos adeptos são fundamentadas, em quase sua totalidade, por manifestações angelicais que sempre estão a operar na vida das pessoas. Orações também são dirigidas a Deus a fim de que Ele possa enviar o “anjo da cura”, ou o “anjo da libertação”, ou “anjo da proteção”, enfim, a depender das necessidades do orador.

6. Meios de Graça

Os “Meios de Graça” é uma doutrina que, depois da “Revelação”, da Bibliomancia e do “Clamor”, é a mais importante da teologia da Maranata. Trata-se de uma readaptação dos “meios de graça” do catecismo de Westminster e dos estudos de John Wesley às práticas dogmáticas da Maranata. Segundo a liderança da Maranata, Deus revelou um segredo para si, “Cinco Armas Espirituais, que os servos fiéis poderiam executar para o crescimento espiritual, assim como para vencer e solucionar as tribulações da vida secular, familiar e sentimental. São os 05 Meios de Graça:

a) Madrugada é a reunião de orações que deve ser fundamentalmente realizada nos templos da Maranata, estritamente às 06h:00min da manhã. É expressamente determinado que todo membro envolvido no sistema se faça presente ao templo para o “culto da Madrugada”, pois, em especial, é através da participação efetiva nesses cultos que os membros são “aperfeiçoados” na vida espiritual e “libertos” de problemas da vida. Acredita-se que a presença à liturgia da “madrugada” como uma condição em si mesma para que o adepto torne-se espiritual e vença as adversidades da vida secular;

b) Jejum, de sábado para domingo, rigorosamente cronometrado de 00h:00min até às 09h:00min; sim, por incrível que pareça, parte do jejum é dormindo. Alegam que tal horário foi revelado pelo próprio Deus, pois que estaria de acordo com o relógio da Eternidade e, após os fundadores da Maranata (atuais líderes) terem pelejado bastante em 72 horas de jejum à época, hoje Deus, por misericórdia, concedeu essa condição/horário bem confortável para “jejuar”;

c) Louvor, entoar somente os “louvores revelados” por Deus à Maranata. Ensina-se que os hinos de exclusividade do hinário da Maranata são advindos diretos da Eternidade (por emissão de anjos ou do Espírito Santo) aos seus compositores, de tal modo que somente esses hinos são os permitidos para serem entoados na congregação. Assim, louvores cristãos de outros grupos são rebaixados espiritualmente, considerados como “cospel”, “da mescla”, “sem revelação” ou “do homem”, por isso, são terminantemente proibidos de serem entoados pelos membros – salvo raríssimas exceções, como alguns cânticos tradicionais de domínio público;

d) Oração, realizada lançando mão do recurso irremediável do “clamor”;

e) Palavra Revelada, é um nome pretensamente piedoso, com ares de espiritual, dado pela teologia da Maranata ao método exegético da Interpretação Alegórica das Escrituras. Esse dogma é uma forçada interpretação alegórica das passagens bíblicas, nas quais, segundo a Maranata, se pode encontrar oculto, “além da letra”, as verdadeiras mensagens reveladas por Deus à Igreja, que somente alguns servos fiéis conseguem “alcançar” a tal “revelação além da letra”. Trata-se, na verdade, de uma espécie de cabala cristã ou da antiga interpretação alegórica cujo precursor fora o teólogo judeu Filo de Alexandria. Ensina-se que ao decifrar as supostas mensagens ocultas dos simbolismos, tipos e números das Escrituras, a pessoa é agraciada pelo Espírito Santo (o dom da sabedoria) com tal da “Palavra Revelada Além da Letra”. Julga-se que a mensagem divina “revelada além da letra” é a maneira real que Deus se agrada dos seus servos em transmitir a sua Palavra; ao passo que o sentido primário e objetivo da mensagem bíblica seria meramente “letra morta” ou “velha”, visto que a “letra mata mas o Espírito vivifica” (entenda-se como “revelação além da letra”). Alega-se que só a Maranata “alcançou” esse “segredo”.

Os Meios de [obter] Graça devem ser feitos periodicamente pelos adeptos, a fim de crescerem cada vez mais na graça e na comunhão com de Deus, bem como para se libertarem das tribulações e das opressões do Inimigo. Embora a Palavra apregoe que a Salvação e a Graça de Deus vêm através da fé em Cristo Jesus, a teologia da Maranata induz uma compreensão confusa, pois além de pregar isso, prega que sem o exercício e a prática reforçada dos “Meios de Graça” – que se denomina “pagar um preço”- o crente não terá méritos para adquirir bênçãos, graça e dons espirituais de Deus.

7. Escatologia

Segundo a isolada Teologia Escatológica da Maranata, o Presbitério obteve uma revelação divina na qual lhe passou “segredos” sobre a interpretação bíblica sobre os relatos dos Últimos Dias, segredos que as demais Instituições desconhecem. Afirma o Presbitério que as trombetas relatadas no Capítulo 8 do Livro de Apocalipse já tiveram as suastrês primeiras já tocadas em nosso tempo, de modo que estaríamos vivendo a iminência da quarta trombeta. Para o órgão responsável pelo doutrinamento da Maranata, a Primeira Trombeta fora já tocada quando a terça-parte de todo o verde da Terra já fora queimado e destruído – embase-se tal dogma em especulações de estudos científicos, como o desmatamento da Amazônia e queimadas na África; a Segunda Trombeta também já fora tocada, quando se afirma que a terça-parte da vida marinha estaria morta – ampara-se para tal dogmatização em estudos do falecido e famoso oceanógrafo Jacques Cousteau – entretanto, o Presbitério esquece-se de “provar cientificamente” sobre o destino da terça-parte dos navios e embarcações; e a Terceira Trombeta, que também fora já tocada, pois que a terça-parte da água potável dos rios e lagos do planeta se tornaram amargas e salobras – é também tal afirmação dogmática justificada “cientificamente”. Por fim, alegam que o anjo do Senhor responsável pelas tribulações dos Últimos Dias, quando “encheu do fogo do altar, e o lançou sobre a terra”, na verdade, não se trata de uma ação de juízo, senão que o anjo manejou o Espírito Santo e o derramou sobre a vida dos crentes.

8. Batismo sob Permissão Divina

Batismo nas Águas só é permitido caso o neófito seja previamente aprovado por uma suposta revelação de Deus ao “Grupo de Intercessão” – “se o Senhor permitir” – independentemente da confissão de fé e postura do neófito. Após o referido grupo pôr em pauta os detalhes da vida e aferir credenciais e atributos do novo convertido, e depois do pastor ouvir as opiniões dos componentes de tal grupo sobre a vida do neófito, no fim, algum dos componentes entrega a “revelação” de aprovação ou reprovação, e o grupo decide se o neófito pode ou não ser batizado, através da testificação da “revelação” pela “consulta ao Senhor” (Bibliomancia). Deus, segundo a Maranata, revela a tal grupo que determinado neófito está apto ou não para “descer às águas”. Caso Deus aprove, será batizado; caso contrário, aguardará alguns meses, até o período de batismo para novamente ser submetido ao “Grupo de Intercessão” (e à “consulta”), para testificar se agora Deus permitirá se o neófito pode, finalmente, batizar. Por fim, ressalte-se que a Maranata não vê com bons olhos o novo membro egresso de outra Instituição Evangélica que já é batizado, de modo que é comum eles serem jeitosamente convidados a batizarem novamente, mas agora sob a atmosfera da Maranata; pelo que o neófito, geralmente, acaba cedendo – por força da inclusão social – a fim de se sentir aprovado e aceito no sistema.

Batismo no Espírito Santo não se considera pela constatação real dos frutos do Espírito Santo, ou seja, pela transformação numa nova criatura pela habitação do Espírito na vida do crente ou pela manifestação dos carismas espirituais, mas, segundo a teologia da Maranata, a constatação de que o adepto fora agraciado com a habitação do Espírito Santo é feita de modo similar ao crivo da “permissão para batizar” no “Grupo de Intercessão”. Nesse caso, é pela bibliomancia também, contato que agora é realizada de forma pessoal. No final do “Seminário de Principiantes”, na última aula, os veteranos ouvintes do seminário se retiram do recinto, permanecendo somente pastores, diáconos e os neófitos. Os neófitos presentes são convidados a realizarem a “Consulta à Palavra”, com o “clamor” antes devidamente recitado para revestir de sucesso o ato, a fim de obterem a “resposta de Deus” se eles, cada um dali, receberam o “Batismo no Espírito Santo”. Após abrir a Bíblia e escolher aleatoriamente o verso, o neófito aguardará que um pastor ou um diácono achegue a ele para aferir o teor do versículo. O neófito que for aprovado pelo crivo da bibliomancia (verso com teor positivo), fora “batizado no Espírito Santo”, logo, estará antecipadamente pré-aprovado para batizar nas águas e apto a ir aos períodos mais avançados dos seminários. Caso não seja “batizado no Espírito Santo”, terá que aguardar um tempo, em espera ao próximo “Seminário de Principiantes”, para então repetir novamente tal ato bibliomântico na última aula, para assim, talvez, ser finalmente “Batizado no Espírito Santo”. Frisa-se que a reprovação do neófito nesse “Batismo” (versículo de teor negativo), de antemão, já o proíbe automaticamente de “batizar nas águas” – “o Senhor não permitiu”, até o dia que seja “batizado no Espírito” no seminário.

9. Marcas do Passado

Na teologia da Maranata é ensinado sobre as “Marcas do Passado”. Tal dogma significa que certos membros devam ser irredutivelmente desconsiderados, em herança àquilo que ele cometera no passado, para aquisição de cargos e funções que são diretamente ligadas à liturgia e à doutrina eclesiástica da Instituição (obreiro, diácono, ungido, pastor, senhora linha de frente e professora etc.). Sabe-se que na doutrina cristã todo ser humano fora pecador e é nascido de novo quando crer e arrepende-se e é transformado em nova criatura em Cristo, mas na evolução da teologia da Maranata é levado em conta que certos pecados ficam, porém, eternamente estigmatizados na vida do crente, de tal modo que, por “revelação do Senhor”, não é permitido que o adepto “marcado” possa ter os mesmos direitos de qualquer outro crente da Maranata. Atos de outrora como vida despudorada, criminalidade, fichado na polícia, ex-presidiário, pecado sexuais, casado mais de uma vez, filho bastardo, divorciado, enfim, atos dessa estirpe “religiosamente escandalizáveis“ são considerados como “marcas do passado”. O membro detentor de uma “marca do passado” está fadado eternamente a meras atividades de higienização e manutenção de patrimônios; salvo algumas exceções que alguns, a depender da projeção no sistema e envergadura social, são contemplados, no máximo, com o cargo de obreiro ou professora, devido a algumas conveniências, implicações empáticas e parentescas junto à liderança.

 9. Dízimo

Sobre o Dízimo e Dinheiro, publicamente nada é falado, como, por exemplo, são as cobranças de dízimos e ofertas na “Religião”, alega a liderança. Adota-se, porém, o estabelecimento do dízimo judaico – o legalismo dos 10% dos vencimentos – cobrados, indiretamente, em reuniões fechadas, em reuniões sobre batismo e em algumas aulas de Seminários, sob pena do “desacertado” ter as funções cassadas e “diagnosticado” como “enfermo espiritual” caso habitualmente pare ou diminua o valor de suas contribuições. Haja vista que há um controle de quem são os dizimistas da igreja, assim como o quanto eles contribuem. Os dizimistas necessariamente devem entregar o dízimo com o recibo e canhoto devidamente preenchidos ao “tesoureiro” da igreja, para facilitar o controle, no que, também, impede as doações de caráter particular.

Em teoria, os pastores não são remunerados, pois eles não são “profissionais da Bíblia”, pois o certo é servir voluntariamente, já que a Bíblia não aprova isso – consoante os ensinos da teologia da Maranata. É muito comum, portanto, a liderança se extasiar e se desfazer de outras Denominações religiosas por causa dessa política diferenciada que envolve dinheiro. Entretanto, não há transparência nos gastos e arrecadações da Instituição, e nem memorial descritivo dos custos e apuração da igreja local. Tudo é oculto e nada pode ser revelado, sob pena do membro que deseja obter tais informações ser boicotado e discriminado pela liderança e membros.

“Porque virá tempo em que não suportarão a sã doutrina; mas, tendo grande desejo de ouvir coisas agradáveis, ajuntarão para si mestres segundo os seus próprios desejos, e não só desviarão os ouvidos da verdade, mas se voltarão às fábulas.” 2 Timóteo 4:3-4

fonte: http://obramaranata.wordpress.com/dogmas-e-costumes/

comentários
  1. ABISMADO disse:

    AMEI MUITO INTERESSANTE A VERDADE TA AI SÓ NÃO ENCHERGA QUEM NÃO QUER LA AS PESSOAS SÃO AMORDAÇADAS PROIBIDA DE ESPRESSAR O QUE PENSAM

  2. Clézio Medeiros disse:

    vamos Antônio Marques, estou esperando sua moderação! publique, covarde.

    • a marques disse:

      Clézio Medeiros

      DELETEI – este espaço não serve para formatados, filhotes de gedelti gueiros – volte para lá, você com certeza está no lugar certo!
      Deve ser um daqueles que tira $suas$$$$$ vantagens$$$$ formatando inocentes que buscam Deus!!

      O COVARDE falou!!

      (…)
      Deletei.

      Acho interessante quando algum anônimo aparece dizendo-se “firme” e que “a obra em que vivo é verdadeira” (expressões suas); mas não explica quê “obra” é essa; e nem como alguém consegue ficar “firme” neste ninho onde a elite espalha heresias, está envolvida com crimes (em tese), os donos de balcões de negócios continuam manipulando a membresia, os Judas beijam Judas nos becos escuros e o monarca proclama: TÁ TUDO CERTO!!!

      É só isso que V. consegue fazer em “defesa da obra”? Em nome de sua denominação pseudocarismática V. aparece aqui para difamar alguém? Então, V. escolheu o lugar errado. E V. quer jogar pedras em alguém que não seja em mim?! Não!!! O direito de levar pedradas é meu. Jogue-as em mim.

      Este Blog discute doutrinas, heresias e ideias e neste contexto o espaço está disponibilizado. Esperei que V. aproveitasse o espaço para contestar o artigo… e nada. Faltou argumentos, não é?

      Por falar em “ego ferido” (expressão sua) comece a pensar:

      1. A falsa unção fez o estrago previsto. Chega a autorizar a meia verdade e a mentira “em defesa da Obra”. É assim que o poço de iniquidades não se farta de iludidos. A apostasia gedeltiana manda, os maranáticos obedecem e caem no buraco da enganação e poço de iniquidades…
      .

      .
      http://cavaleiroveloz.com.br/index.php/2012/02/poco-de-iniquidades/
      .
      2. Afrontas e constrangimento aparecem com FRUTOS PODRES dos meias-solas que agem como emissários do palácio da rainha desfigurada. Claro, a autoridade eclesiástica recebida é para representar o PES sob o comando do mágico da linguagem do não-pensamento, finalmente sob investigação dos Órgãos Públicos.
      .
      http://cavaleiroveloz.com.br/index.php/2009/11/a-linguagem-do-nao-pensamento/
      .
      Investigação chega a líderes da Maranata

      .
      Pastor da maranata gedelti gueiros na mira do inquérito criminal

      .
      3. Deus vê o coração. Enquanto formatados e meias-solas remendados olham a aparência (bermuda, bigode, calça, saia), exercem fá na crença do chefe religioso fecham as portas dos Céus para os “de fora” e inventam profetadas e revelagens; certos donos de bancas de negócios arrombam as almas dos crentes (e os cofres da ICM-PES) e armam negócios com Judas e enchem os bolsos nesses banquetes de ladrões. Retrato triste!!!
      .
      http://cavaleiroveloz.com.br/index.php/2011/12/banquete-de-ladroes/
      .
      4. Não é de admirar alguns desses emissários do palácio da rainha desfigurada assumindo o púlpito para dar aulas nos Seminários da Obra… a fim de consolidar a formatação de icemitas. Ora, esse “projeto de salvação” do bolso dos mercenários precisa de formatados e meias-solas obedientes para a continuidade dos negócios… em “defesa da Obra”.

      5. Não duvide: agora alguns conseguem entender as DENÚNCIAS deste SITE; mesmo porque a expressão “não exponha a Obra” é nada mais que cortinas de fumaça. Este é o projeto pseudocarismático quadragenário!

      6. O jogo de influência dos Judas beijando Judas, distribuindo comissões, escondendo as fraudes e inventando profetadas e revelagens… Hipocritamente! O ninho está sujo… muito sujo.
      .
      http://cavaleiroveloz.com.br/index.php/2012/02/decididamente-nao-ficarei-no-ninho/
      .
      7. O olhar deste SITE é para a “igreja de Deus… corpo de Cristo”, como deixei em um artigo mostrando algo encantador surpreendente.
      .
      http://cavaleiroveloz.com.br/index.php/2011/04/lavando-os-pes/
      .
      8. O “outro evangelho” (Gl. 1.6) exposto pelo icemita-mor e os meias-solas gerados no gedeltismo funciona muito bem nesta monarquia quadragenária cheia de cortinas de fumaça, heresias e mitos. E não é de admirar a NOTA À IMPRENSA de autoria do Ministério Público Estadual
      .
      http://cavaleiroveloz.com.br/index.php/2012/04/nota-a-imprensa/
      .
      O JUÍZO VEM!

      Sejam fortes retirantes. Lembrem-se da mulher de Ló.

      CV.

  3. GO TO HELL!!! GO TO HELL!!!GO TO HELL!!!GO TO HELL!!!GO TO HELL!!!GO TO HELL!!!GO TO HELL!!!GO TO HELL!!!GO TO HELL!!!GO TO HELL!!!GO TO HELL!!!GO TO HELL!!!GO TO HELL!!!GO TO HELL!!!GO TO HELL!!!GO TO HELL!!!GO TO HELL!!!GO TO HELL!!!GO TO HELL!!!GO TO HELL!!!GO TO HELL!!!GO TO HELL!!!GO TO HELL!!!GO TO HELL!!!GO TO HELL!!!GO TO HELL!!!GO TO HELL!!!GO TO HELL!!!GO TO HELL!!!GO TO HELL!!!GO TO HELL!!!GO TO HELL!!!GO TO HELL!!!GO TO HELL!!!GO TO HELL!!!GO TO HELL!!!GO TO HELL!!!GO TO HELL!!!GO TO HELL!!!GO TO HELL!!!GO TO HELL!!!GO TO HELL!!!GO TO HELL!!!GO TO HELL!!!GO TO HELL!!!GO TO HELL!!!GO TO HELL!!!GO TO HELL!!!GO TO HELL!!!

  4. Amanda disse:

    É um COVARDE mesmo… deve ter uma vida vazia, acho que nem você mesmo deve se aguentar, se você está na lama então se suje sozinho, e lave a sua boca para falar desta obra, por que se você saiu com certeza era algum desonesto e eles não permitiram, e agora fica ai jogando pedra na igreja, se você saiu problema seu, ficasse na sua, ODIO, MAGOA, RANCOR nada disso provem do Senhor e se você possui isso com certeza não fala em ESPIRITO E SIM POR VINGANÇA, seu CAÍDOOOOOOOOOOOOOO!
    .
    .
    .

    Querida este lugar é para quem procura a VERDADE e não para discutir com quem prefere cego seguindo o anti cristo de gedelti

    Se você está tão segura – volte para obra – você está enfraquecendo a obra, você está procurando o que? não escutou seu chefe maior? saia da internet! saia destes blogs! é tudo lugar de caído! vão ser todos comidos pelo bicho!

    Volte e não volte mais aqui se não estará pecando contra a obra!

    ACORDA!!

    uma “igreja” que foi fundada por homens com pacto com satanas NÃO TEM DEUS! Tem muitas vítimas fieis a Deus iludidas com um deus vivo além da letra (além das Escrituras Sagradas!!), iludidos com consulta à palavra usando a Sagrada Bíblia como uma máquina lotérica em busca de respostas…

    tudo isso porque eles não têm capacidade de divulgar e entender as Escrituras assim como Deus falou e do jeito que Ele falou.

    “Todo aquele que ultrapassa a doutrina de Cristo e nela não permanece não tem Deus; o que permanece na doutrina, esse tem tanto o Pai como o Filho.” (2 Jo. 1.9 – RA-SBB)

    um criador, fundador da obra que prega separação entre famílias, que declara no púlpito que seus maiores inimigos são sua própria família.

    “Mas, se alguém não tem cuidado dos seus, e principalmente dos da sua família, negou a fé, e é pior do que o infiel.” (ITm. 5:8)

    NÃO É UM HOMEM QUALQUER – é o fundador, criador da maranata – da família gueiros de vila velha – tudo em pró do deus que ele obedece – deus mamon

    http://cavaleiroveloz.com.br/index.php/marcados-para-morrer/

    NÃO TEM DEUS NESSA OBRA PARA REVELAR NADA A NÃO SER DE INTERESSE DOS SEUS FUNDADORES E DONOS!

    ACORDA – você não mais poderá dizer que não foi avisada e conhece a verdade!

    http://cavaleiroveloz.com.br/index.php/2009/12/eu-e-o-meu-tambor/

  5. DEUS disse:

    VOCÊ É UM CAÍDO!!! UM EX-MEMBRO DA IGREJA CRISTÃ MARANATA QUE AGORA LITERALMENTE ESTÁ CUSPINDO NO PRATO QUE COMEU!! fFCAR FAZENDO ESSES ATAQUES BOBOS É COISA DE CRIANÇA!!! CADA UM TEM DIREITO A ESCOLHER SUA RELIGIÃO E PRONTO ACABOU!!! VOCÊ NÃO É PERFEITO, ENTÃO NÃO BUSQUE A PERFEIÇÃO NOS OUTROS!!!
    A PAZ DO SENHOR JESUS!!!~
    .
    .
    .
    EH MESMO?

    Leia então a quem você segue:
    https://obramaranatarevelada.wordpress.com/2013/01/19/igreja-maranata-pastores-da-maranata-ficaram-ate-6-vezes-mais-ricos/

    • Eurípia Inês disse:

      Você, post de 20 de janeiro de 2013 às 1:25, se intitula Deus? E sendo Deus chama o irmão A. Marques de “caído”? Deus não trata assim a ninguém.

      O que o A. Marques denuncia aqui não é “ataques bobos” e nem é “coisa de criança”. Pelo contrário, o Ministério Público, a Polícia Federal, a imprensa(Jornal “A Gazeta) e os milhares de retirantes estão aí dando as provas do que existe dentro da sua religião. Isso não é nada bobo ou infantil….

      Ninguém aqui está buscando perfeição. Leia os artigos e mostre onde tem alguém procurando isso. Não encontrará. O Blog existe para ajudar quem quer saber a verdade sobre a nebulosa religião “igreja cristã maranata” e isso ele(Blog) faz muuuuuuuuuito bem.
      Fiquei 20 anos nesta religião e não sabia nada sobre ela. Agradeço a este irmão que você chama de “caído”, por tido essa coragem. Um dia você reconhecerá isso.

      Leia, pesquise, se informe. Não fique com raiva dos que denunciam a verdade. Ninguém está inventando nada e o sofrimento de quem se entregou a esta igreja é muito grande e talvez não tenha cura. São feridas enormes que ela causou em muita gente. É muita destruição de famílias, bens, fé e muitos outros danos.

      Paz.

      Eurípia Inês.

  6. valfredo disse:

    ESTOU SAINDO A 8 ANOS DESTA IGREJA, QUE CONGREGUEI DESDE CRIANÇA E JA NÃO CONCORDAVA COM AS COISAS QUE EU ESTAVA VENDO DAI PROCUREI VARIOS PASTORES PARA CONVERSAR E DISSERAM QUE EU ESTAVA DANDO OUVIDO AO INIMIGO, AGORA QUE CONSEGUI ME DESAGARRAR E AINDA CARREGO MUITAS SICATRISES QUE ERDEI NESTA”OBRA” AGORA SIM PELA MISERICORDIA DE DEUS ESTOU LIBERTO

  7. Corajosa disse:

    Acerca do clamor pelo sangue de Jesus, quero acrescentar algumas palavras.
    Como já foi dito, clama-se pelo sangue de Jesus o tempo todo, por qualquer motivo, mas não há confissão de pecados. Essa prática não existe dentro da icm.
    A doutrina do clamor pelo sangue de Jesus, de repetir esse ritual, nos remete à ideia que o sacrifício único de Jesus na cruz não foi válido, não foi suficiente, havendo necessidade desse “clamor” constante, repetidas vezes.
    Além disso, se alguém cometer algum pecado, a igreja não perdoa, ficando essa pessoa marcada para sempre e, apesar da prática constante desse clamor, passa a ideia que aquele pecado nunca será efetivamente perdoado, deixando assim, a pessoa com o peso da culpa.
    Enfim, essa doutrina do clamor pelo sangue de Jesus e a falta de perdão por parte da igreja é uma estratégia de Satanás para incutir na mente da membresia, de forma subliminar, que o sacrifício único de Jesus na cruz não teve, na prática, nenhuma validade.

  8. Ariel R. disse:

    Quem pratica a fraude não habitará no meu santuário; o mentiroso não permanecerá na minha presença.
    Salmos 101:7

    O Senhor odeia os lábios mentirosos, mas se deleita com os que falam a verdade.
    Provérbios 12:22

  9. Laudio disse:

    Caros irmãos em Cristo, pelo que li até agora, todos querem a mesma coisa: “ir morar com Cristo na Eternidade”, porém estão se de gladiando por nome de igreja. Irmãos entendo muito bem o intuito deste blog que é mostrar as pessoas membros da icm, que agora tudo o que estava escondido veio a tona, e temos que aceitar esta realidade, pois debruçávamos em nossos janelas espirituais (conceitos) e ficávamos/apontando a deficiência das outras igrejas, porém é com muita tristeza, pelos 20 anos (com muitas experiências com Deus) que eu e a minha família (esposa profetiza e usadíssima pelo Senhor) e meu filho (gerado por promessa) estamos se tornando mais um retirante. Informo que não tenho nenhuma denominação em vista, mas estamos buscando a orientação de Deus, pois quero continuar servindo a Obra Verdadeira (que iniciou-se no Eden e não a 45 anos conforme sempre pregavam e que a qual eu sempre me opus). Bem irmãos, eu sei o que os irmãos estão sentindo e que estão debatendo a favor desta igreja, mas digo é hora de bater em retirada, pois como o senhor tirou a icm da presbiteriana, acredito que ele levantará outra fiel.
    Em um momento mais oportuno, estarei dando meu depoimento, porém fora da panelinha.

    • Eurípia Inês disse:

      Irmão Laudio,

      Entendo perfeitamente o que você e sua família está sentindo. Nós que denunciamos aqui e em outros Blogs, sentimos a mesma decepção, a mesma dor e indignação por termos sido enganados.

      As experiências que você diz ter tido com Deus, você continuará tendo onde quer que você esteja porque Ele não precisa de um instituição pra te abençoar.

      Você está certo em buscar a orientação de Deus. É isso mesmo. Ore, leia a Bíblia que Deus não vai te desamparar. Somos milhares de retirantes que estão sendo curados e com as vidas libertas do jugo, da mentira, das heresias, falsos dons e tantos outros males que assolam a maranata.

      Irmão, não falamos isso com prazer. O que nós queríamos era que houvesse arrependimento e a direção da igreja voltasse às Escrituras Sagradas. Mas, isso não aconteceu e pelo que foi demonstrado ontem em praça pública, isso não vai acontecer.

      Não espere que Deus levante outra igreja fiel(casa de tijolos feita por mãos). Nós somos a igreja de Jesus Cristo. O nosso coração é a habitação do nosso Deus. Essa mentalidade de igreja perfeita e fiel foi introjetada em nossa mente. Nós fomos levados a ter um ideal de igreja perfeita que não existe por que ela somos nós mesmos e nós somos imperfeitos.

      Precisamos entender que ser crentes não é ir à igreja(não somente), o importante é SER igreja onde quer que nós estejamos.

      Os crentes em Jesus já são igreja de Jesus e isso não está obrigatoriamente ligado ao fato de se criar ou construir novas igrejas.

      “Onde estiverem dois ou três reunidos em meu nome, aí estou eu no meio deles.” (Mt. 18:20)
      Veja que se você se reúne em família aí já estará Jesus.

      Continue firme na sua decisão em Buscar uma direção de Deus e ele te guiará como tem feito conosco.
      Você encontrará uma igreja para congregar.
      Servir a Jesus é muito diferente de tudo que aprendemos dentro da icm.

      Que Deus possa abençoar você, sua esposa e filho.

      A paz do Senhor Jesus.

      Eurípia Inês.

  10. liberta disse:

    Bem não é facil se libertar deste sectarismo religioso não,a manipulação é muito forte,mas Deus sempre me mostrava e eu não tinha noção do que Ele queria me falar.Hoje vejo que a maranata usou so o tempo da lei para reger-nos como escravos da icm e não “servos do Senhor” dizeres deles que tb ta na lei,pq depois do tempo da graça o Senhor nos diz na palavra”não vos chamei mais servos e sim amigos.Agora pare e pense,vc tem obrigaçoes a força com o seu amigo? é escravo do seu amigo? não.a icm usa de “servo devedor “para aprisionar os membros as falsas doutrinas de tal forma que vc se sinta sempre devendo a Deus e pagando as penitencias com madrugadas e bla, bla …..sinceramente me sinto livre e liberta disso,quem esta lendo peça a Deus a mesma esperiencia que pedir , de ser experimentado pela graça, peça so isso para Deus, pq a maranata não conhece e nem sente isso não.Medita la letra do hino maravilhosa graça,maranata não vive nem uma vogal daquele hino que diga de passagem não é da instituição,veja bem…. MARAVILHOSA GRAÇA,MAIOR QUE O MEU PECAR,COMO PODER CANTA-LA COMO HEI DE COMEÇAR.se ela é maior que o meu pecar, pq então julgar a todos pelos seus pecados e pq diciplinar os servos que erraram no argumento de Deus diciplina a quem ama? olha a forma que Deus tratou aquela prostituta…..áquele que não tiver pecado atire a primeira pedra.exemplo de graça e amor ao proximo. POIS ALIVIA A MINHA ALMA E VIVO EM TODA CALMA,nunca tive paz na icm,sempre somos “povos atribulados né” sempre cobrada por madrugadas e etc…sempre me julguei indigna e inutil perante Deus pq a icm nos faz pensar assim”Deus não precisa do homem”,então pq a biblia diz que Deus não enviou os anjos pq confiou a no trabalho das nossas mãos? se fossemos insignificantes para Deus,ele não teria feito o homem imagem e semelhança Dele,ou sera que a icm acha que Deus não gosta de si mesmo?!!!!? Deus ate elogiou a Davi dizendo… homem segundo o coração de Deus.Deus nos ama demais a ponto de mandar o seu filho morrer por nos. E mais sobre a falta de paz, sempre cobrada na icm, dentro do lar, aquele que nunca se sentiu assim ta mentindo e feio, é so parar para meditar na propria vida. PELA MARAVILHOSA GRAÇA DE JESUS,GRAÇA QUAO MARAVILHOSA,GRAÇA DE JESUS, ALTA COMO O FIRMAMENTO ALTA E SEM FIM,GRÇA QUAO MARAVILHOSA SUFICIENTE A MIM,É MAIOR QUE A MINHA VIDA INUTIL E MEU PECADO VIL.se ela é maior que meu pecado pq tenho que dia apos dia julgar quem erra?ela é maior que qualquer coisa pq julgar aqueles que nao são contra nos e sim por nos?o que nos diferencia dos outros se a graça nos nivela? a graça é maior que usos e costumes, é maior que o seu passado que nem Deus se lembra mais. A graça tem começo,depois da lei,mas não tem fim.OHHHHHHHHHHHH gloria! O NOME DE JESUS ENGRANDECEI O GLORIA DAI, MARAVILHOSA GRAÇA,QUAO RICAS BENÇÃOS TRAZ, O SEU PODER TRASNFORMA O PECADOR FALAZ.falaz significa enganador, fraudulento,ela tendo este poder de transformação,pq a icm não da esta chance para quem erra e peca?quem ja viu homosexual ,presos,prostitutas terem chance ou serem libertos na instituição? a graça nao faz distinção de pessoa, e nunca foi usada na icm, conheço pessoas que sairam da icm por não conseguir se libertar do homosexualismo,acredito que alguem ai tb conhece.gente a graça transforma e pronto, se ela ta na igreja, ela tem que alcançar alguem. ESTOU SALVO COM A VERDADE, POR TODA A ETERNIDADE,PELA MARAVILHOSA GRAÇA DE JESUS.conhecei-vos a verdade e a verdade vos libertará,somos salvos e escolhidos por Deus desde o ventre de nossa mãe, Deus ja tem os seus escolhidos em todos, eu disse todos os lugares,Salvação é um segredo que Deus não revelou para a icm que diz que esta se dá pelo ato e processo,explica entao o ladrao na cruz?qual foi o processo?este hino diz estou salvo por toda eternidade, isto é para quem tem a graça de Deus que uma vez provada jamais sai do coração.Eu entendi pq a icm diz que é processo,pq assim vc fica sempre cumprindo com a escravidão da igreja para comprar sua salvação com uma madrugada, um jejum dormido,uma limpeza de banco, um dizimo e dai vai…. e tem mais, que tem a graça não perde a salvação, se pecar perde galardão e não salvação,iterpreta este misterio de Deus? Quem ja cantou este hino pensando assim? certamente so os que Deus trabalhou a mente. Na icm nunca conheci a graça que as outra igrejas evangelicas tanto falava, a graça que fazia Martim lutero perder o sono,estou feliz demais com meu Amado Deus.A minha experiencia de saida se deu por uma palavra ao qual o Senhor me deu, que vou procurar o texto e postar aki em breve.Orei ao Senhor e disse, Senhor, não tenho falicidade nesta igreja,vivo uma falsa paz,me sinto um fracaço ,uma derrotada por não cumprir as orientaçoes da igreja,mas acredito que o Senhor e seu poder esta alem disso,me socorre Pai fala comigo como sempre falou desde a minha infancia(nao era ainda icm) sabes que te amo Pai liberta minha alma……. Depois abri a biblia e saiu um texto que diz” que a quartorze anos libertou um alguem do cativeiro” quem tem mais contato com a biblia ai me ajudem a localizar este texto novamente por favor.E digo ,acredite ou não é o tempo que tenho de “obra” corretos 14 anos.Ao meu esposo, o Senhor disse em uma direçao de onde ele ficaria, se na icm ou outra denominação ja escolhida, o texto saiu em jeremias 38,aquele que ficar nesta cidade morrere a fome e a pestilencia, mas aqueles que se unirem aos caudeus em outra cidade, este tera vida.olhem bem os verbos usados na oração, eu vou ou eu fico? e olha a resposta, é clara demais não acham?
    E tem mais, acerca de outro assuntos, a igreja não forma pastores,e sim Deus,na biblia não existe ex pastor, a não ser Saul eleito pelo povo, tem muitos pastores mais de 125 hoje deixando a instituição, gente não são caidos, pq se fossem caidos, entao temos que concordar que foram eleitos pelo povo como Saul e a “revelação” da icm falhou em todos.Em todo este tempo aprendi a sentar no trono e julgar a todo e a todos que são contra a maranata,fui manipula julguei ate meu pai que saiu da icm .Perdi o conceito de honra ao pai né, vai vendo ai como vamos nos disvirtuando sem querer da verdade fundamental da palavra,a icm, é uma sala de tribunal,tudo vem de cima e nos so na obediencia…. Nao a Deus,mas ainda bem que a graça existe. Eu era tão manipulada que achava que se eu lesse materias deste tipo eu trazia juizo para o meu lar e minha vida, é o que a icm diz para não sabermos da verdade,quanto eu adorei este bezerro de ouro chamado obra, ate sem querer.O povo vive assombrado achando que se sair da linha recebe o castigo de Deus, irmão Deus não é este bicho que a icm prega, a obra que é, ela te pune, igual as seitas ai fora, ate uma uma que antes de ser maranata participei , os testimunhas de Jeova, ficava reparando as iguais semelhanças e ja cheguai ate dizer, mais é identico a icm é uma seita, a começar pelos templos iguais né, maranata, mormons, testimunhas de Jeova….. isto é para vc não errar o caminho, e quem disse que não existe seita cristã? na pratica não existe msm não mas na placa da igreja sim veja la jim jones a dele era cristã.gostaria de relatar muito mais, mas acho que o mais importante é ressaltar que experimente da graça de Deus e verá sua vida transformadas,so lamento tantas vidas manipuladas, mas Deus será com elas.digo mais”maranata o Senhor jesus vem”……. vira sim com mão forte , valente em guerra cobrar daqueles que estao aproveitando da fe de tantas vidas inocentes,Deus vai dar cabo de cada uma.

  11. Desiludido disse:

    Hoje cheguei a uma conclusão, e conversando com um amigo meu pude constatar aquilo que já era esperado.
    Conversando com um amigo meu fiquei assustado com o estrago que esta seita faz na vida das pessoas, e me identifiquei um pouco com a situação, ele se desligou por motivos profissionais antes de todos estes escandalos acontecerem e ficou meio que hibernado durante alguns anos, visitou algumas igrejas diferentes e se afastou totalmente aos poucos desta seita;
    Mas devido as maldições e lavagens cerebral, e a ideia fixa de obra perfeita, não conseguiu se identificar com nenhuma denominação diferente, não conseguiu se libertar por completo e mesmo
    ciente dos erros e heresias no meio desta “igreja” e esta disposto a se arriscar dinovo em uma nova incursão ao ninho sujo e fedorento; (isso é pior do que Crack)

    Tudo aponta para um colapso iminente neste sistema, tudo está em descredito entre o povo,
    o povo aprendeu o que não podia aprender, dissimular, fingir, mentir, etc.. Isso porque estão sem respaldo, ou não se convenceram dos fatos, duvidas e mais duvidas rondam as familias que ali estão, o PES faz pouco caso dos pobres e necessitados, como será os próximos anos?

    Como é que um povo despreparado, cheio de questionamentos e erros doutrinários vai conseguir sobreviver, e a merce do adversário e suas manhas?
    Se não houver um arrependimento sincero, entrega plena a vontade de Deus revelada na sua palavra, mudança de comportamento, começando pela elite, assistiremos tristes durante muito tempo as consequencias de todo esse mal ao longo dos anos?

    As heresias correm a solta nesta Igreja, e o povo não consegue reagir devido a imposição dos que governam esta oubra;

  12. marcos emerik disse:

    igreja criada por pensamento humano,gera mentes com valores para essa vida e perde o verdadeiro sentido da criaçao divina.

    • For the benefit of English readers not from Brazil. This message is about Maranatha Christian Church ( Igreja Crista Maranata )’s practice of ” Pleading The Blood “. An English study from a website is in the following link that will explain concerns people have with this doctrine of “pleading”, in particular how many people in Maranatha understand the phrase “plead the blood” to be MANDATORY. This is a false legalistic practice, not unlike the prayer “hail mary” that catholics use (or making the “sign of the cross”).

      http://whoseworkisitanyway.blogspot.ca/2013/06/pleading-blood.html

  13. Actually this post covers a lot of different things related to teachings and practices in ICM. I recommend, for English speaking people, wanting to know more about this group, and what to ask the ICM pastors/deacons/workers on your first day there the things talked about on this website:

    http://whoseworkisitanyway.blogspot.ca

    Typically things are done secretly there, and my goal in posting English info is to make sure they won’t be able to dodge the difficult questions, I am expecting new members to ask. The days of secrecy and unclear speech are over. Just as Luther and the printing press exposed the errors of a certain religious system – so too today the internet is a powerful tool to expose anything we should be wary of. Press them for details until they’ve answered your questions. Study the bible and come to your own conclusions in prayer.

  14. To the author of this blog. Can you please add this website to your page list? I plan to move on from this subject of ICM later this year, and leave any communications about the subject of ICM, exclusively through my own blog:

    http://whoseworkisitanyway.blogspot.ca

    The subject is getting boring, and I want to move forward and focus on other things. A lot of negative feelings arise when I think about this subject, it’s not pleasant, and so I need to step away from this at some point. At the same time I don’t want to lose contact with the former member community, and so a link from your blog/site will help me remain connected and able to help others, and keeping these warnings on the radar. Please let others know as well.

    http://whoseworkisitanyway.blogspot.ca

  15. Joilson Carvalho disse:

    Ao moderador do grupo: Falar mal é fácil, se a Maranata está totalmente errada, qual é a certa? para onde devo ir?

    Mostrar o erro, digamos assim, é fácil, agora eu quero de vc a solução: Para onde devo ir? Qual a denominação correta segundo seu entendimento? Me diga por favor.
    .
    .
    .
    MORTES INCONTÁVEIS devido a contrabando com o dízimo e o satélite que não podem ser publicados aqui devido ao FATO de fazerem parte de investigações internacionais!!!!

    ASSASSINATOS sob ordem dos homens que se dizem deuses e financiado com o dízimo que corem em segredo de justiça!!

    CORRUPÇÃO na politica capixaba e Brasileira!!!
    CORRUPÇÃO na justiça capixaba (com resultado do assassinato do Juiz Alexandre Martins!!!)
    CORRUPÇÃO na polícia militar, federal e civil financiada com o dízimo!!!

    MILHARES DE LARES, CASAMENTOS destruídos por causa dessa obra satânica!!

    E você permanece por não saber para onde ir… me parece mais uma tentativa de justificar sua permanência na seita…

    Para aonde ir? JAMAIS darei recomendações sobre uma placa – cabe a cada um ESTUDAR a história da placa que quer seguir! A sua história e seu objetivo!! Poucos que hoje usam o nome de Jesus – O realmente seguem! Mas foi para isso que Deus deu um cérebro ao homem!!
    A QUEM amar? – só JESUS CRISTO! Não a placa!
    A QUEM defender? JAMAIS a placa – só Jesus!
    A QUEM seguir – somente Jesus Cristo!
    Quem me orientará – SOMENTE as Escrituras Sagradas!

    PAZ

  16. julian disse:

    VAI LENDO E APRENDE:

    A MARANATA É UMA SEITA culpada de:

    Assassinatos diretos no Brasil sob ordem dos homens que se apresentam como deus!
    Assassinatos indiretos de mais de 3000 INOCENTES que nem conhecem a existência dessa seita maligna!!!
    Assassinatos INCONTÁVEIS devido ao contrabando de armas com o dízimo da seita para América Latina!!!
    Assassinatos INCONTÁVEIS devido ao comércio de armas do antigo exército russo para Africa financiado como o dízimo dos escravos icemitas!!!
    MORTES INCONTÁVEIS devido ao trafico de drogas com o dízimo!!!!

    CORRUPÇÃO na politica capixaba e Brasileira!!!
    CORRUPÇÃO na justiça capixaba (com resultado do assassinato do Juiz Alexandre Martins!!!
    CORRUPÇÃO na polícia militar, federal e civil financiada com o dízimo!!!

    MILHARES DE LARES, CASAMENTOS destruídos por causa dessa MERDA de obra!!

    E você entra aqui falando que é obra de DEUS???? Qual é seu DEUS???? Você ou é doente ou muito BURRO ou PAGO para postar uma MERDA dessas!!

    Procura ajuda!!!!!

    Esse POVO maranata tem bilhete de enxofre!!

    VAI A ÚLTIMA DESSA OBRA DO DIÁBO – fresquinha com carimbo do próprio – para conheceres o destino do teu dízimo que MATA nas ruas Brasileiras com DROGAS que financias com o TEU DÍZIMO:

    Pastor envolvido em tiroteio, disputa por controle do tráfico, duas pessoas morreram, pastor foi baleado, sei não em maranata, que obra é essa tua gedelti ?

    http://gazetaonline.globo.com/_conteudo/2014/06/noticias/cidades/1489893-duas-pessoas-morrem-e-pastor-e-ferido-em-conflito-de-traficantes.html

    Busca a DEUS – sim e para esse fim tem que ficar BEM LONGE dessa obra de satanás!

    Vê se ACORDA!!!!!!!!!!!!!

    https://obramaranatarevelada.wordpress.com/a-letra-mata-mas-o-espirito-vivifica/

  17. Ozias disse:

    Caros amigos vocês estão fazendo uma coisa que só cabe a Deus fazer, julgar quem está certo ou errado, só Deus é Juiz reto e justo que não cometeu e nem comete pecados. ” NÃO JULGUEIS PARA QUE NÃO SEJAM JULGADOS” O que Deus quer é que amemos uns aos outros assim como ele nos amou, parem de hipocrisia porque todos nós somos pecadores e carentes da misericórdia de Deus, se a Maranata prega heresia ou é seita deixe que depois eles acertam com Deus, aquele que não tiver nenhum pecado que atire a primeira pedra, vigiai irmãos e não deixe que o inimigo das nossas almas crie dissensões entre irmãos. Graça re paz.
    .
    .
    A corrupção é geral e não somente nas questões de dinheiro. A doutrina corrompida gera falsos dons e o povo corrompido gosta de ser enganado e continuar com o ego massageado.

    A decadência gera iniquidades. Estranho mas esta é a verdade.

    http://cavaleiroveloz.com.br/index.php/a-decadencia-da-maranata/

    Assunto importante: clamor, consulta, dons e jejum obrigatório
    http://cavaleiroveloz.com.br/index.php/2017/01/arrependei-vos-e-crede-no-evangelho/

    Fala de formatado é assim mesmo: … deixa Deus julgar… depois eles acertam com Deus… não julgueis… parem com hipocrisia… quem não tiver pecado atire a primeira pedra… somos pecadores…

    Interessante que, de covardes, esses homens

    acreditam na doutrina revelada ensinada pelo mestre-mor,
    fogem de atitudes corajosas em defesa da “fé que foi dada aos santos”,
    não assumem o comprometimento com o Reino de Deus,
    não assumem o testemunho a favor de Cristo,
    se ajoelham para imposição demãos de falsos profetas mancomunados com maus pastores na defesa de interesses inconfessáveis
    e o pior:
    morrem repetindo as meias verdades que decoraram de apostilas e aprenderam de fantasmas que aparecem no “chatélite” construído com componentes eletrônicos contrabandeados.

    http://cavaleiroveloz.com.br/index.php/a-incredulidade-e-pecado/

    “Ó geração incrédula e perversa! Até quando estarei eu convosco, e até quando vos sofrerei?” Leia o episódio da cura do epilético com a simples expulsão do demônio Mateus 17.14-21

    CV

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s