Posts com Tag ‘maanaim maranata’

Muitos irmãos últimamente nos procuram se é verdade que o VPC gedelti gueiros cobra aluguel pelo maanaim de Domingos Martins à igreja cristã maranata?

Bem – não podemos confirmar porque ainda não tivemos acesso a esses documentos que estão com o Ministério Público do Espírito Santo – mas que ele tem direito a exigir aluguel – ele tem!

O maanaim de Domingos Martins é propriedade (as áreas construídas) da família gueiros.

gedelti doou o terreno do maanaim para a igreja na década de 70 sob pressão do pastor Barros. Doou terrenos que ele provavelmente já tinha comprado desviando dízimo da igreja. Alguns anos depois da morte de barros gedelti transferiu os terrenos com áreas construídas de novo para a posse dele.

Portanto por lei ele hoje tem todo direito de cobrar aluguel à igreja cristã maranata para uso das áreas construídas.

Ele, gedelti gueiros, deixou para a própria igreja cristã maranata a mata atlântica como propriedade – a mata atlântica que é reserva natural aonde não pode tocar em uma árvore e muitos menos construir!

https://obramaranatarevelada.wordpress.com/2013/06/09/maanaim-domingos-martins-o-verdadeiro-manaim-area-construida-esta-de-posse-dele-e-da-familia-e-os-escravos-la-trabalhando-de-graca-pra-ele/

https://obramaranatarevelada.wordpress.com/2013/06/09/maanaim-maranata-ohhh-homem-que-toma-cafe-com-deus-minusculo-mesmo-explica-para-um-otario-como-nem-eu-qual-seria-o-beneficio-do-pr-arlinio-em-assinar-documentos-que-dao-usufruto-para-a/

Mesmo que ele venha a ser condenado a devolver os bens e seja afastado definitivamente da direção ou até expulso da ICM os frequentadores do maanaim terão que conviver com o rastro da cobra enquanto viver!

certidão maanaim de domingos martins pag. 2

certidão maanaim de domingos martins pag. 4

certidão maanaim de domingos martins pag. 5

Anúncios

Realmente os Maanain’s andam com o trabalho escravo, claro que os irmãos na grande maioria realizam seu trabalho com amor, achando que é para Jesus,

o que sempre achei estranho é que os pastores não trabalham, vão apenas para assistir as aulas, tem muitos irmãos que por muitos e muitos anos só vão para trabalhar, nunca para participar dos seminários, por que só os pastores tem privilégios?

Isto é contra as Escrituras, pois Jesus até lavou os pés dos discípulos, trabalhou na carpintaria até 30 anos de idade, e nos restantes 3 anos anunciou a palavra de Deus, não teve onde reclinar a cabeça, não teve privilégio algum, veio para servir e dar sua vida..

Eu também já trabalhei muito e derramei muito suor, achando que era para Jesus, já fui muito bem recompensada pelo Senhor, pois suas bençãos são sem limites, hoje tenho nojo destes falsos profetas, nos desgastamos para enriquecer alguns mercenários,

agradeço a Deus por ter me aberto os olhos, e ver que a tal obra nunca existiu, obra de Davi… tudo conversa. Deus não faz acepção de pessoas, todos os seres humanos são pecadores, todos são amados igualmente, todo aquele que vai a Jesus de maneira alguma é lançado fora, são palavras do próprio Senhor Jesus.

Estes falsos profetas sempre se serviram do trabalho escravo, agora ficam lançando maldiçoes em quem sai da ICM, ao invés de agradecer, pelos anos em que foram muito bem tratados e servidos de graça, quem acham que são?

CV me permita fazer uma pergunta a estes mercenários, a pergunta é:

Quem são vocês para se colocarem no lugar de Deus, desde quando Deus deu autoridade para amaldiçoarem as ovelhas que foram compradas com preço de sangue?

fonte: http://cavaleiroveloz.com.br/index.php/2011/11/muita-coisa-esta-errada-dentro-desta-igreja/#comment-54009

Revista Fui!.page08

Durante esses anos nunca poderíamos imaginar que presenciaríamos essa lavagem de roupa suja que o VPC fez em vídeo conferencia.

seita maranata - destruindo famílias

seita maranata – destruindo famílias

E quem está pagando a conta cara desta falta de transparência, são milhares de pessoas por todo o país e até fora no exterior que estão decepcionadas com tamanha falta de vergonha e transparência do Líder Espiritual de uma Igreja que tinha uma trajetória honrada ao longo desses anos, e isso já esta tomando uma proporção sem fim.

Nunca diáconos nem ungidos ou pastores que eram subalternos a GG tiveram autonomia para comprar um material de limpeza para a igreja com o dinheiro de ofertas ou dízimos dos fiéis. Tinha que pedir aos irmãos para comprarem, vergonhoso isso!

Diga-se de passagem nem mensagem eles podiam pregar se não estivesse dentro do contexto imposto pelas circulares do PES imposto pela cúpula, infelizmente para mim eles só são meros administradores dos bens da ICM.

A diferença que faziam era de igreja para igreja. As de bairro rico, mas favorecido esbanjam sonorização de primeira, bebedouro elétrico, ar condicionado e etc, outras estão a míngua com telhados quase despencando e os pastores nada podem fazer.

Onde havia necessidade os irmãos bancavam de seus bolsos enquanto a elite usufruía com dinheiro do PES e inclusive as Igrejas pobres eram construídas com trabalho escravo dos irmãos e as irmãzinhas levavam lanches na igreja para o trabalho não parar.

Enquanto igrejas como PC 4 eram contruidas com a Empresa de GG, a GJJ Empreendimentos Jurama juraminha ,. Muito desumano isso!

VERGONHA, DIZIMO MAL ADMINISTRADO !

As aulas agora no manaaim devem começar com GG chamando seu amigo e companheiro (QUE AMIGO) pr Arlinio de caído desequilibrado e doido, típico de quem tem pessoas a seu favor para apoiá-lo como fez Pr Wallace e o cara de pau do VPC ainda teve a cara de pau de dizer que o Pr Arlinio esta com amnesia.

Amnesia deve estar ele pois esqueceu das maldades que fez com a igreja, com as grosserias que tivemos de tolerar dele e até hoje temos que engolir suas mentiras e dissimulações, e esses pastores puxa saco ficam lá aguentando os berros deles, não tem respeito por suas vidas!

Quero ver quem vai apoia-lo nessa loucura em prol de uma fatia de processos, seguros. cursos de microlins, filtros que curam câncer, calçadas de diamantes, mãos de obra escrava para reformar igrejas, compras de terrenos e colocar em nome dessa Empresa falida ICM.
Espero que pastor que tem caráter e vergonha não se associe a esse VPC. sejam inteligentes e caiam fora desse barcos enquanto podem.

Nem manaaim vocês tem! Tudo é dele, a obra é dele, a ICM é dele e se deixar até a vida de vocês é dele!

http://cavaleiradaverdade.wordpress.com/2013/06/10/nem-manaaim-voces-tem-tudo-e-dele-a-obra-e-dele-a-icm-e-dele-e-se-deixar-ate-a-vida-de-voces-e-dele/

Imagem

Durante o ano de 2001 toda área construída estava em nome da ICM_PES. O bom velhinho que de bom não tem nada, levava documentos para Pr. Arlinio assinar.

Ele e aproveitou uma gama de documentos que Arlinio assinava sem nem prestar atenção,nem questionar pois não tinha essa direito e sendo assim, assinou passando tudo para ele. ou seja. o verdadeiro manaim, área construída, está de posse dele  e da família. E os escravos lá trabalhando de graça pra ele.

Porque assim como a ICM tem dono o manaaim também tem e se chama Gedelti, não é do PES, nem da ICM é dele! E não me venham defender dizendo que ele comprou  com dinheiro dele que não foi, foi com dinheiro dos dízimos.

Velho esperto em, uma parte da mata atlântica que não se mexe. é reserva e ficou para a ICM  mas todo investimento para o mannain,pertence ao Gedelpapa.

Alguns Pastores não sabem, alguns sabem, mas o povo não sabe!

MP isso merece ser investigado!

Essa família Gueiros é detentora de todo poder e dinheiro da ICM fruto de dízimos dos membros.

O hospital Metropolitano foi comprado em cotas, mas o PES , comprou grande parte e ficaram pensando que seria para atender aos irmãos do PES  mas isso não é verdade. pertence a filha dele. está em nome dela, inclusive já postei isso e também o Vitoria Apart  a papagueiros de saia filha  também é dona,

A casa caiu! Salve-se quem puder!

CVa

fonte: http://cavaleiradaverdade.wordpress.com/2013/06/04/durante-o-ano-de-2001-toda-area-construida/

 

o papai pegou toda area de maanains e templos que tem valor para garantir tua herança – os servos da obra podem ir para mata atlântica – a (s)obra fica prá obra

Imagem

Durante o ano de 2001 toda área construída estava em nome da ICM_PES. O bom velhinho que de bom não tem nada, levava documentos para Pr. Arlinio assinar.

Ele e aproveitou uma gama de documentos que Arlinio assinava sem nem prestar atenção,nem questionar pois não tinha essa direito e sendo assim, assinou passando tudo para ele. ou seja. o verdadeiro manaim, área construída, está de posse dele  e da família. E os escravos lá trabalhando de graça pra ele.

Porque assim como a ICM tem dono o manaaim também tem e se chama Gedelti, não é do PES, nem da ICM é dele! E não me venham defender dizendo que ele comprou  com dinheiro dele que não foi, foi com dinheiro dos dízimos.

Velho esperto em, uma parte da mata atlântica que não se mexe. é reserva e ficou para a ICM  mas todo investimento para o mannain,pertence ao Gedelpapa.

Alguns Pastores não sabem, alguns sabem, mas o povo não sabe!

MP isso merece ser investigado!

Essa família Gueiros é detentora de todo poder e dinheiro da ICM fruto de dízimos dos membros.

O hospital Metropolitano foi comprado em cotas, mas o PES , comprou grande parte e ficaram pensando que seria para atender aos irmãos do PES  mas isso não é verdade. pertence a filha dele. está em nome dela, inclusive já postei isso e também o Vitoria Apart  a papagueiros de saia filha  também é dona,

A casa caiu! Salve-se quem puder!

CVa

fonte: http://cavaleiradaverdade.wordpress.com/2013/06/04/durante-o-ano-de-2001-toda-area-construida/

Bom dia!

http://gazetaonline.globo.com/_conteudo/2013/05/noticias/cidades/1442027-o-maanaim-se-transformou-num-balcao-de-negocios–diz-ex-pastor.html

seita maranata - destruindo famílias

seita maranata – destruindo famílias

Muito louvável a resposta do MM a sociedade e aos fiéis que hoje o tem como referência, pois na hora que o escândalo surgiu e estava no auge, a demamda foi grande, os retirantes ganharam estrad, e o MM se viu na necessidade de acolher os que sairam – e os acolheu – pois estavam sem rumo…

Inclusive, ainda hoje vemos muitos saindo e sem rumo pois a convivência na ICM durante anos e aprendendo que só ali havia salvação, que era “obra filha única” etc fica dificil a cabeça entender que há vida fora dp cativeiro maranata.

Acredito que o VPC – “vértice da piramide do crime”, sempre despeitado e arrogante não engoliu ser denunciado ao MP pelo MM. Sabendo como nós sabemos do que esse esperto mercenário é capaz, imagine o quanto deve ter ficado insatisfeito com o dihdim caindo devido a saida dos escravos do cativeiro.

Lendo a matéria não pude deixar de perceber o trecho onde MM diz “transformação do Maanaim num “balcão de negócios”.

Concordo plenamente com ele e vou mais além, especificamente, na cozinha dos pastores (elite) eram feita as conspirações, ali se decidia tudo… menos, calor, o espiritual.

Ali se decidia quem seria a bola da vez tudo na base do sinhorevelô… e ai, meu amigo, era banco, expulsão de pastores (se não jogasse no time) compras, vendas, quem teria suas empresas na lavagem e tambem muitas gozaçoes; e até relatos dos crimes cometidos com muito deboche, tal qual o crime do “apaga” na Grande Evangelização aqui denunciado pelo CV. Esse “apaga” era motivo de muitas gargalhadas pelos pastores que ali estavam e outras coisas mais ilicitas que faziam e achavam estar em oculto.

Mas Deus tudo viu e o resultado comneça a parecer está nos jornais, uma organização criminosa capaz de colocar no bolso os melhores profissionais do crime e tendo como VPC – “vértice da piramide do crime” essa cabra de mais de 80 anos… mas para arquitetar o mal tem sáude de ferro.

Ele agora, diante do MP e da PF dá uma de velho indefeso.
Não se iludam com o bom velhinho pois ele está melhor que todos nós juntos e pelo jeito vai dar muito trabalho ainda.
.
.
LONGA VIDA AO MONARCA!!!

CV.

fonte: http://cavaleiroveloz.com.br/index.php/2013/05/maranata-19-denunciados-por-estelionato-formacao-de-quadrilha-e-duplicata-simulada/comment-page-1/#comment-53179

“O Maanaim se transformou num balcão de negócios”, diz ex-pastor

Ex-pastor da Maranata que rompeu com a igreja foi denunciado pelo Ministério Público e diz que é inocente

CLÁUDIA FELIZ | cfeliz@redegazeta.com.br
Foto: Carlos alberto Silva

Carlos alberto Silva

O Ministério Público denunciou 19 pessoas por suposto desvio de dízimo da igreja

Ainda menino, Mário Luiz de Moraes tornou-se membro da Igreja Cristã Maranata, e ali permaneceu por 39 anos. Nesse período, virou pastor e membro da diretoria do primeiro Maanaim – acampamento – da instituição, no Estado. Até que, em dezembro de 2011, oficializou seu rompimento com a igreja. 

A causa: Mário Moraes, que é advogado, diz que embora tenha denunciado irregularidades no uso de dinheiro, e assistido à transformação do Maanaim num “balcão de negócios”, não era ouvido pela cúpula da instituição, sendo apontado como “traidor” e “caído”.

Mas sua postura não impediu que o Ministério Público Estadual o inserisse na lista de 19 pessoas denunciadas à Justiça por suposto desvio de dízimo da igreja. Ele foi denunciado por estelionato e formação de quadrilha, fato que diz ter recebido com surpresa. “Nunca recebi um centavo da igreja, a título de nada”, garante, embora na relação de membros cujas empresas receberam valores do Presbitério apareça o recebimento de R$ 316.893,43 pelo escritório Moraes e Barcellos.

O advogado assegura que apenas seu sócio – Moraes desligou-se da sociedade em junho de 2012 – atuou em processos da Maranata, e que o valor pago pela igreja ficou apenas com esse sócio. No Maanaim, diz que “nunca assinou um cheque”, porque a unidade era subordinada ao Presbitério, que comprova, contratava e pagava.

“Mundo negocial”

Moraes lembra que em abril de 2003 enviou a membros da comissão executiva da igreja – cujo vice-presidente era o hoje presidente do Conselho Presbiteral Gedelti Gueiros – pedido de esclarecimentos.

 

No documento, afirmava que o refeitório do Maanaim havia se transformado em “um balcão de negócios sempre voltados para as áreas médica e política, onde figuravam várias personagens ímpias”. 

A Maranata teria entrado no “mundo negocial” ao comprar 10% das ações de um hospital na Serra, e criar um centro oncológico no mesmo hospital. Também por desativar um ambulatório odontológico no Maanaim – “para irmãos carentes” – e criar uma empresa privada, em Cariacica.

A “apropriação de recursos de dízimos e ofertas para empréstimos pessoais, via cooperativa, para aquisição de cotas de um hospital em Vila Velha” também foi apontada, citando ainda a exposição na mídia de pastores em festas.

Nota simulada

Em 2010, um prestador de serviços o procurou, segundo ele, dizendo que Antônio Angelo dos Santos, então vice-presidente da igreja, pedia nota fiscal simulada para “comprar dólares para ajudar irmãos no estrangeiro”.
Moraes diz que relatou o fato a Gedelti Gueiros, e o fez de novo quando descobriu que “o contador Leonardo Alvarenga também passou a emitir notas para retirar dinheiro da igreja”.

Um procedimento administrativo foi aberto e, segundo Moraes, constatou desvio superior a R$ 20 milhões. Mas, na Justiça, a igreja só cobrou ressarcimento de R$ 2,1 milhões.

“Nunca compactuei com os desvios na igreja. Não sei por que fui denunciado, mas provarei minha inocência”.

 

Fonte: A Gazeta

fonte: http://gazetaonline.globo.com/_conteudo/2013/05/noticias/cidades/1442027-o-maanaim-se-transformou-num-balcao-de-negocios–diz-ex-pastor.html

doutrina do medo que deixa os escravos da obra obedientes ao presbitério investigado

icm-terror-psicologico from A Marques on Vimeo.

lavagem cerebral na igreja cristã maranata

lavagem cerebral na igreja cristã maranata

Para entender o que este homem, gedelti gueiros, faz na cabeça das pessoas que buscam Deus precisasse entender esses seminários e a psicologia dessa obra no total.

Este video demostra como ele manda o pessoal saír da obra: “vai embora, você não faz falta nenhuma…”

Essa mensagem a esta altura da “lavagem cerebral” é bem interessante. Quem está presente nesta “aula” na maioria aceitou essa “obra” como forma de vida. Na maioria deixou amizades para trás, amizades e até familiares. Trocou sua vida social totalmente por esta obra. Se não fosse pela vida profissional praticamente não teria convivio algum com outras pessoas além dos irmãos da obra. A esta altura é uma tremenda crueldade falar para um ser humano que se entregou totalmente à “oubra” dele – “vai embora, você não faz falta nenhuma”.

Deixaram famíliares de lado em troca dessa obra maligna, casamentos já estão à beira da separação ou destruídos e o escravo da obra ainda mais se sente “obrigado” a agradar e obedecer ao deus da obra – a essa altura esse deus, gedelti gueiros, grita no pulpito:“vai embora, a obra não precisa de você!”

Pare e reflita sobre a maldade que este “pastor maligno” está cometendo. Veja você mesmo:

A obra não precisa de você – vai embora! from A Marques on Vimeo.

> SEM DIZER QUE ALI JÁ ROLOU CADA UMA CASO! AM SE OS BELICHES FALASSEM!!!!!
> ATÉ PR CHEFE JÁ DESFRUTOU DO SERVIÇO DO QUARTO TRIPLEX MOTEL,APESAR DE
> CAMA SER DURA !!
> !!!!! SÓ QUE ROLOU UM ABAFA BÁSICO!!!!!!!!
> Infelizmente este comentário parece ser verdade. Já o ouvi algumas vezes
> por voluntários que tinham frequencia no maanaim.
> em portugues claro… adultério ou fornicação ali dentro? Foi isso q
> entendi…
>
> adultério ou fornicação ali dentro?
>
> Aqueles alojamentos me enojavam, não por sujeira mas por eu ter que sair
> do conforto da minha casa para ter que compartilhar da intimidade de um
> monte de homens porcos sem educação que eu não conhecia e nem queria
> conhecer. Ter que levar para aquele lugar tapa ouvidos se quisesse dormir,
> primeiro pelas conversas intermináveis e chatas dos imbecis que insistiam
> em desobedecer a hora do silêncio, segundo pelos roncos altíssimos. Não
> sei se alguém gostava daquilo, mas eu odiava.
>
> A única lembrança ruim que tenho do alojamento, quando ao chegar em casa
> de um 3° periodo (?) , não mais achei minha blusa azul NOVINHA que
> acabara de ganhar da minha esposa e que não usei nenhuma vez, por que não
> fez frio nenhum lá.A vergonha alheia que senti em contar que “um irmão”
> que já havia feito o 3° período simplesmente me roubou . não entendia como
> poderia isso ser possível…….. Hoje mesmo após saber que pastores do
> PES roubaram milhôes do dízimo, não consigo entender como um “irmão” vai
> ao seminário e na cara dura tira coisas da mala de outro “irmão”!!!
>
> se o dos homens era assim, imagine o das mulheres , fofocas, risadinhas
> ,preparação para o desfile de modas, falta de educação e respeito para com
> aqueles que queriam descansar , além dos odores desagradáveis e dos roncos
> insuportáveis, realmente era muito complicado “dormir” naquele ambiente.
> Graças a Deus estou livre desse constrangimento.
>
> As vezes um momento que era para ser de alegria se tornava insuportável.
> Eu nunca gostei de dormir cedo e gostava de ficar conversando mas não
> podia porque num alojamento gigante tinha que respeitar quem queria
> dormir. Então eu ficava escutando os roncos e os peidos, arghhhh. Seria
> melhor se fossem quartos onde pessoas com os mesmos gostos ficassem
> juntas, mas como disse nosso irmão falta verba $$$$. Afinal eles tem que
> juntar dindin pra comprar mais mansões em Miami, quem sabe uma em Abu
> Dabi?
>
> Eu nunca dormi no alojamento, não conseguia, roncos infindos!! E no
> alojamento feminino as meninas acordavam e começava a sinfonia das
> sacolas… Sempre falei pros rapazes, vc quer ver como são as tchutchucas
> do maanaim de verdade vão para o alojamento, terão a visão do inferno!!
> kkk
>
> …Os pastores dormem em um chalé bem confortável, poderiam dormir no
> alojamento também.
>
> E as esposas deles, as filhas, as amiguinhas das filhas, as funcionárias
> do PES, as dondocas da alta sociedade Maranática…Esse povo aí nunca
> enfrentou um banho gelado ou morcegos sobrevoando os alojamentos e muito
> menos precisaram fazer fila pra banho, pra escovar os dentes, pra usar o
> banheiro. Eu fui muito ao Maanaim, mas não dá pra dizer que aqueles
> alojamentos são um hotel 5 estrelas, aliás, estrela nenhuma né?
>
> Havia toda essa distinção para a “alta sociedade maranática,é?” Nunca
> soube disso, Sabia dos pastores.
>
> É então reflexo da “sociedade de privilégios”, característica nacional,
> Mais uma prova de que a ICM é somente mais uma igrejinha com todos os
> vícios da sociedade onde surgiu como acepção de pessoas depedendo da sua
> classe social. Isso em claro contraste com o que o Senhor nos ensinou.
>
> Sim, as filhas e esposas dos pastores que passaram pela Igreja que eu
> frequentava nunca ficavam nos alojamentos conosco, e eu, assim como as
> outras jovens, como não éramos da “alta” nunca podíamos ficar em chalé
> nenhum, só as dondocas de Vila Velha 1 e Praia da Costa.
>
>
> enquanto os dizimistas se amontoam todos…
>
> os que recebem o dizimo: carro importado, empresas na europa, dolares para
> o exterior, apartamentos de luxo em Miami
> eeeeee povão trouxaaaaaaaaaaaaaaaa
> Fiquei sabendo que ate tiro rolou no alojamento de trabalhadores, o irmao
> ainda tem a bala alojada na cabeça, mas houve o famoso abafa
>
> os alojamentos da OBRA tem que ser melhores rapaz. É da OBRA que você tá
> falando não é? POis é, alojamentos revelados, na velocidade da luz. A
> questão não é a qualidade e a inevitabilidade de acontecidos
> desconfortáveis, a questão é a OBRIGATORIEDADE de ir pra lá amigo, eu não
> gosto daquilo, não sou soldado pra dormir em alojamento e se voce procurar
> saber os alojamentos militares tem comida de primeira. Agora uma coisa, a
> maranata constrói mansões em DOMINGOS MARTINS com dinheiro desviado, por
> que não construir os seus 3000 chalés?
>
> sou reservada e nunca gostei desse investimento “espiritual”, ir ao
> Maanaim é sim uma imposição, você pode até procrastinar, mas se quer
> cargos e etc… não tem como ser diferente: Organize sua mochila chiando
> ou não, e siga os bons.
> Observando mais amplamente, dada a sociedade ” ? ” em que vivemos, não
> é diferente dentro do “acampamento” de anjos, existe de A a Z os
> privilegiados. Alojamento e comidas separadas. Pastores e os filés são
> apresentados. Esposas e filhas de pastores são agraciadas por revelação.
> Desde que o mundo foi mundo esses ditames nunca mudaram (lê-se: Desde que
> a ICM foi ICM).
> Quando estive lá, nada passou despercebido, sempre achei importante
> observar tudo sem ares de críticas, mas para conhecimento, não perdi
> tempo, acho que ganhei mais autoridade para falar o que falo aqui.
> O eixo maior é o dinheiro que se movimenta lá dentro, porque nada cai por
> acaso alí nas muralhas espirituais.Todos os membros são convidados
> (obrigados) a fazer sim os estudos, ou será visto como desacertado, fraco
> na fé. Se você mora na capital que tem uma “fazendinha encantada” dessas,
> ainda o custo é menor, mas se você mora numa média de 900km, tem que
> enfrentar os percalços.
> A rotatividade financeira é clara, faça às contas.Por deveras, os casais
> já tiveram muitos problemas em seus lares, quando ela a esposa entendia a
> OBRIGAÇÃO de frequentar e o esposo não, ou ao contrário. Um se achando
> mais espiritual do que o outro, numa disputa imprópria para um lar que se
> diz edificado por Deus. Pasmem! Começa a rachar. Neste exemplo quero
> colocar ela como sendo a que quer ir ele não, pois bem, é um pulo
> milimétrico para declarem guerra. Ela passa a achar que está na “BENÇA’ na
> fazendinha encantada, e sua casa e seu marido as moscas por muito pouco
> tempo, afinal, as aves de rapina chegam mais rapidamente do que as moscas.
> Se fosse dá exemplos, aqui… talvez ficasse falando sozinha, mas eu creio
> que em algum coração, cada letra seja valorizada.
> Está provado que todas as igrejas locais e etc, estavam e estão passando
> pela fase da economia, e aonde não existe manutenção a degradação é mais
> voraz.
> Os recursos sagrados, eram para a obra de si mesmo e não convertidas as
> melhorias, dada a demanda da membresia.Aqui se questiona, o que os olhos
> dos inocentes viam e não tinham como confrontar.Aqui se questiona, o que
> os passos dos inocentes avançavam e não tinha como seguir seus próprios
> destinos.
> É provado que a criação de chalés e o número de 3.000 mil é pouco para o
> que se arrecada. Mas, é estudado psicologicamente que o homem é o “ser da
> falta”.
> O luxo e o bom gosto nessas localidades faraônicas, não justifica aos
> membros, estarem se esbarrando da forma flagelante a qual são tratados,
> não existe mesmo razão dessa inópia.Quem não tem queixas que compreenda de
> forma ampla o que nos reportamos, e não se prenda a PEDRA QUE JESUS NÃO
> TINHA PARA RECOSTAR.O Antônio na sua postagem, falou de algo
> primorosamente importante: PIOR DE TUDO, É ISSO MESMO .
>
>
> É assim que a classe fica no seminario após a aula do supremo GG sobre
> Pascoa,ninguém entende nadica de nada,ele fala o coelho,bacalhau depois
> disse que na Oubra não se prega uso e costume,foi o que entendi no
> comentario sobre comidas proibidas pele GG,,
>
> “Curta a obra com Moderação, pois ela é curta… e fique de olho aberto,
> senão vão sumir com o seu $$$….
>
> Irmãos eu sei bem do que vocês estão falando… Antes de ser tecladista
> das Aulas de Gedelti, eu passei por este sufoco, depois de virar Popstar e
> entrar pra nata dos amigos de Vila Velha 1 e Praia da Costa, tudo mudou
> completamente, e vos digo que a diferença entre os alojamentos comuns e os
> reservados é como se eu fosse comparar o Céu e o Inferno…. Eu ficava
> impressionado com tamanha regalia, só porque comecei a dar minha cara a
> tapa tocando nas aulas de Gedelti e Amadeu… Não posso reclamar, pois fui
> um dos poucos que tive “tais regalias” de Ficar em alojamentos reservados,
> Chalés e fazer as refeições no refeitório do Gran Mestre… Vocês não
> fazem idéia de como era o cardápio das refeições desde o café até a ultima
> refeição, extremamente farto e variado, com direito a mesa de frutas de
> sobremesas variadas e tal… Eu estava ali… sim estava, gostava ??? Sim
> gostava, mas na minha cabeça eu me perguntava Meu Deus por que tanta
> diferença de tratamento ??? .
>
> Digo popstar como forma irônica odiava este apelido que o pessoal de Vila
> Velha 1 e da Catedral me colocaram … Eu nunca me achei merda nenhuma….
> Me lembro que antes de todas as aulas em que eu tocava, a minha oração era
> sempre para que eu fosse um vaso usado nas mãos do Senhor.

fonte: email recebido