Posts com Tag ‘investigação maranata’

duduca disse: 15 de maio de 2013 às 20:53

“Porque uma igreja que só prega a vinda de CRISTO compra tanto imovel aqui em SP?”

o pior cego é aquele que não quer enxergar

o pior cego é aquele que não quer enxergar

Isso não é de agora duduca. Já começou há muito tempo. Quando Juraminha, filha de Gedelti, se formou em medicina pela Emescan em 1998 e foi fazer residência em 1999 na Beneficência Portuguesa em São Paulo, o seu “generoso” pai lhe comprou um apartamento de três quartos, na Avenida Paulista em São Paulo (o metro quadrado mais caro da América Latina), para que ela completasse o seu curso.

Não sei se no nome dele, dela ou de laranjas. E quando sua mãe a visitava tinha carro e motorista à disposição.

Imaginem: filho de um padeiro, funcionário público e fazedor de dentadura, ter todo esse poder de fogo?

Esse é mais um que a Receita Federal também precisa investigar, já que não havia muito tempo, tinha comprado uma cobertura duplex na Praia da Costa – Vila Velha – ES , onde reside.

Esses são os milagres do sinhô não só para os da sua casa, mas também para os demais familiares, que espertamente os detonam, e faz isso somente para manter s fiscalização bem longe das extensas relação de bens desses chegados.

O homem é ou não “poderoso” na arte – “esperteza abençoada”!? pelos nossos dízimos, claro!

Paz!
.
.
A astúcia da elite maranática na arte do crime é coisa que deixou a membresia com a mão no queixo.

Esta postagem (observem a data) faz uma radiografia da ação da banda podre da maranata e da parte do leão.

Não é de admirar que o diploma VPC – “vértice da piramide do crime” coube ao pai da moça.

Se mais não bastasse, agora a membresia começa a compreender o que significa o “TÁ TUDO CERTOOOOOOOO!!!”

http://cavaleiroveloz.com.br/index.php/2010/08/o-rabo-do-diabo-esta-metido-nisto/comment-page-1/#comment-3266

CV.

fonte: http://cavaleiroveloz.com.br/index.php/2013/05/maranata-19-denunciados-por-estelionato-formacao-de-quadrilha-e-duplicata-simulada/#comment-53212

Anúncios

OPERAÇÃO “BARATA VOA” NA MARANATA!

Até o momento, os promotores estaduais já identificaram cinco tipos de crimes: estelionato, formação de quadrilha, falsidade ideológica, lavagem de dinheiro e crime contra a ordem tributária.

As denúncias de compra de dólares aparecem até mesmo na investigação feita pela própria Maranata no final do ano passado. O argumento dos pastores, segundo os depoimentos, era de que o dinheiro serviria para ajudar os “irmãos no exterior”. Os valores eram levados para o exterior na mala dos fiéis.

Já os equipamentos de videoconferência teriam sido comprados nos Estados Unidos e no Paraguai e trazidos para o Espírito Santo de forma irregular, na mala dos fiéis.
http://gazetaonline.globo.com/_conteudo/2012/03/noticias/a_gazeta/dia_a_dia/1146308-crimes-federais-investigados.html

O agente público trabalha em órgão federal e intui que a movimentação de funcionários desvendando o crime. Contrabando! Escutas telefônicas, esquemas da quadrilha que inclui religiosos, quebra de sigilos e a montagem da operação policial (na “Operação Duty Free” descobriu-se o envolvimento de 16 dezesseis pessoas, pastores inclusive).

O cumprimento dos mandados de prisão, o escândalo e o espanto: “Como?! Nessa Obra não! Aqui é tudo por revelação!” Mas o Ministério Público Federal entra em cena, a Justiça Federal aceita a denúncia e outra SENTENÇA!

O desespero entrou no coração de muitos sofredores.
O mal já está determinado… e já vem.
Os retirantes enchem as estradas.
http://cavaleiroveloz.com.br/index.php/2011/11/fuja-crente-nao-seja-cumplice/

Publicado pelo Cavaleiro Veloz em http://cavaleiroveloz.com.br/index.php/2012/10/negocios-nebulosos-seguros/comment-page-1/#comment-20593

COMENTÁRIO DIGA NÃO ÀSEITA:

Eu sempre tive um curioso interesse nos nomes que se batizam as operações policiais.

Nomes de deuses gregos, de ramos da biologia, de personagens de filmes, e muitos ainda baseados em cenas e personagens bíblicas.

Todas as operações contam com agentes criativos, que, diante daquilo que observam nos procedimentos dos envolvidos, levam a uma série de raciocínios lógicos que fazem lembrar um detalhe, em uma espécie de insight, e aí pronto: sai o nome da operação.

Sobre o escândalo maranata, eu gostaria dar uma de agente público e tentar batizar essa “operação” com o nome “BARATA VOA”! Calma, eu vou explicar abaixo os motivos:

Vocês já viram um lugar infestado de baratas? Elas estão em uma verdadeira vida comunitária naquele local, mas uma hora ou outra, aparece uma para conseguir comida, e alguém mata, e depois outra, mas há o núcleo delas em algum lugar, ou em outras palavras, o NINHO.

Para acabar com essa peste, o remédio é inseticida, mas daquele especial, que acaba com os ovos da bicha. Se você usar um veneno que venha atacar somente as espécies adultas, essas irão morrer, mas em pouco tempo, outras emergirão dos ovos que já foram depositados naquele local, para que se consiga garantir a proliferação da comunidade, e a área, considerada favorável à instalação das mesmas, continue tomada por elas.

Aliás, falando sobre os ovos: já repararam como eles tem uma camada espessa para proteger o seu conteúdo? Por isso, o inseticida que penetre nessa camada, para que atinja o seu interior, é algo extremamente necessário, para que se consiga evitar a continuidade da infestação.

A barata é um bicho sujo, que anda em lugares mais diversos de podridão, esgotos, lixos, cemitérios, enfim, a presença desse inseto em sua residência pode indicar claramente que o ambiente não está bom, fugindo ao saudável.

Bem, na Torquato Laranja, foi estabelecido um ninho de “baratas”! Muitos sofreram com a infestação dessa peste, cujo agente é sujo e transmite “doenças”! Alguns tentaram usar inseticidas que atacam o bicho adulto, mas como havia vários ovos, a comunidade continuou crescendo, e se espalhando pelo mundo. Estranho pensar que o ES estaria exportando “baratas” para o exterior, mas na minha analogia é isso que ocorreu nesses quarenta e cinco anos, dentre outras coisas, naqueles que gerenciam a obra (por favor, excluo a membresia, no geral).

O modo de viver das baratas é próprio, e todas repetem sistematicamente esse tipo de vida, ligado à sujeira. Não tem como imaginar que uma dessas viva na limpeza, de forma alguma.

A questão dos containers em Belo Horizonte, a Operação Duty Frree, as saídas de pastores da cúpula, as diversas séries de reportagem na mídia capixaba, a Operação Entre Irmãos, os processos investigativos nos órgãos públicos, a destituição dos da cúpula administrativa, as prisões de pastores, nomeação de interventor, foram inseticidas sobre as baratas, que foram lançados de tempos em tempos, para que não se tenha mais a supremacia desse tipo de bicho, asqueroso, em um lugar que deveria prevalecer a limpeza, ou um termo que está bastante em voga, “ficha limpa”.

Mas, perceba uma coisa, que já falei, mas vou repetir: “É PRECISO MATAR OS OVOS DAS BARATAS”! O que seria isso na prática?

Bem, se você viveu tua vida toda dentro da maranata, é deixar de ser um sectarista, avarento, arrogante, faccioso, politiqueiro, falso, herético, apóstata, preconceituoso, discriminador, injusto, traidor, perseguidor, omisso, conivente, acomodado, acobertador, dissimulado, para que se consiga acabar definitivamente com essa praga de baratas, não incentivando a proliferação dessas práticas.

Se você se enquadra nisso tudo do parágrafo anterior, é melhor você tomar um rumo diferente na tua vida, meu caro, do contrário poderá vir uma carga de inseticida enorme, e você poderá ser tragado. E se você não se enquadra no perfil acima, toma uma postura mais firme, e aja, não aceitando esse tipo de coisa em um lugar que o administrativo sempre se confundiu com o eclesiástico, e não adianta dizer que vive ou viveu experiências maravilhosas, que tudo é perfeito, uma benção, sendo que foi Deus que te concedeu isso tudo e não o homem, e perceba que a grande maioria das orientações que você segue, nessa obra, não vem de Deus. A questão então, para muitos, resume-se em receber bençãos de Deus, e adorar e seguir uma denominação, e/ou os homens que nela estão, colocando essas coisas sobre um pedestal inatingível de pureza, santidade, verdade, transparência, e infalibilidade, maiores que o próprio abençoador! isso é idolatria! Acorda!

Bem, agora entrando no ponto mais específico do nosso batismo, “OPERAÇÃO BARATA VOA”, quem já presenciou, sabe, que ao ser lançado o veneno no foco de infestação de baratas, as bichas pulam, voam, saltam, e depois é só verificar, passado um certo tempo, que o chão fica todo tomado de baratas mortas.

É pertinente portanto o batismo dessa operação completa de ataque aos inescrupulosos da seita maranata, para que haja uma chance do ambiente ficar limpo.

É portanto recomendável que todos contribuam para esse fim, senão os ovinhos das baratinhas vão começar a ser escondidos em outro canto, e aquela sociedade somente migrará de um lugar para outro, com algumas perdas no meio do caminho, apenas isso!

Pense nisso!

Fica a dica: COMBATA OS OVOS DAS BARATAS, que existem dentro da maranata e não as BARATAS em si!

Fiquem todos com a Paz do Senhor Jesus!

Alandati.

fonte: http://diganaoaseita.wordpress.com/2013/04/03/operacao-barata-voa-na-maranata/

MATEM OS AMALEQUITAS!

Quero agradecer às palavras da Cavaleira da Verdade por expor o que ocorreu ontem em redes sociais. Eu comentei uma vez que a Bíblia em mãos erradas é uma arma muito poderosa, é uma arma de destruição. Ontem ficou claro que esta máfia que se esconde atrás de títulos como “pastores” está usando esta arma! Eles usam para enganar, amaldiçoar e criar medo. Eles usam para criar ódio. Eles usam para ter poder, controlar e para enriquecer!

O caso maranata vai muito além de desvio de dízimo.
Muito mais podre!
Muito mais cruel!
Sempre em nome de Deus!

Este ano passado de 2012 foi um ano de investigação, estudos, depoimentos de retirantes e ficantes na icm para conhecer a verdade que se esconde por trás dessa maranata – o CV até recusou um ou outro comentário meu, porque não tinha provas, somente suspeitas… concluia em cima de fatos históricos e conversas que, enfim não acabam de ser opiniões subjetivas, com certeza.

O Gedelti é um homem esperto – ele nunca coloca a cara de modo que o MPES e a Policia etc. obtenha provas fáceis contra ele. Alem de ele adorar “levantar policial”, juiz etc. dentro da obra dele para cargos importantes com benifícios financeiros, ele mostra uma cara de homem de deus (falsa) e evita qualquer possibilidade de prova que possa mostrar a verdadeira cara dele para a sociedade e o povo icemita (membros da maranata desculpem o termo é somente termo de qualificação sem opinião!!!)

Ele ADORA usar laranjas – veja Antonio Angelo…

O dia de ontem em rede social demonstrou que a maranata (com esse termo refiro-me, novamente, só aos comandantes e à máfia que se esconde por trás) está usando diversos fakes em redes sociais para desviar membros da icm da verdade; e paraAMEAÇAR quem está falando a verdade nas redes sociais e em blogs!

Eles hoje estão em um beco sem saída mesmo – por celular (com número restrito) ameaçam de morte e de agressão física!!

Eles usam essa ameaça de duas formas: muitos ainda têm parentes atuantes dentro da icm – acabam chamando esses membros atuantes e mostrando que um familiar deles, retirante, está expondo a “oubra”; mas também usam fakes (identidades falsas em redes sociais) e ligações restritas sem identificação do número de origem para gritar ameaças de morte e agressão . Por telefone!

A MÁSCARA CAÍU GEDELTI!

Irmãos, não estamos somente falando de heresias, doutrinas falsas, desvio de dízimo. É DE MÁFIA! Estamos falando de homens sem limites. Mesmo!

Eu já venho investigando, há muito tempo, se existe um límite nesses homens; e a cada dia, para mim, pessoalmente, fica claro que NÃO.

Vou explicar por alto minha suspeita – que hoje não passa de uma suspeita porque não tenho provas – mas o caso Josias que se econtra em coma no hospital Meridiano dá fundamento à minha suspeita!

Como funciona a AUTO-dinâmica da obra – dinâmica – uma palavra do fundador da obra tanto gosta de usar?

Vou dar um exemplo – mãe que busca Deus para afastar seu filho dos caminhos errados e cheio de morte desse mundo no qual vivemos encontra na maranata uma “igreja” que aparentemente é muito séria!

Ela dá sua vida para essa obra, ora a cada dia para proteger seu filho, fala com o filho para visitar com ela a igreja maranata, contribui com dízimos, trabalha igual uma escrava na obra, para agradar a deus e proteger seus filhos do mundo.

Ela acaba sendo formatada com uma lavagem cerebral com essa doutrina do medo e essa doutrina de jim jones de deus vivoque jamais pode lavantar alguma dúvida nesse deus para nenhum mal acontecer a seu sangue.

Por conseguinte, a “oubra” se benificia de VÁRIAS formas desta formatação – vamos destacar as principais:

– pagando o dízimo… mais certo que sua dívida nas Casas Bahia…
– serviços “escravos” – cada serviço prestado é um custo a menos que os donos da “oubra” não precisam pagar…
– “evangelização” – cada visitante é uma nova vítima potencial para o crescimento do sistema…
– “ponto de pregação” – modo de catequisar beatos escondendo a face da maranata, nome que está cada vez mais sujo na sociedade; além do mais nesses PP a maranata não tem gastos com nada e se alguem precisar de banheiro e papel higiênico é por conta das famílias…

Até aqui tudo bem – já foi tudo denunciado, explicado e aprovado. Mas vamos pensar mais além.

Será que a mente de GG para por aqui? Como iniciei – não tenho provas além de suspeitas e de dois casos relatados – o caso Josias que é cúmplice de GG e o arsenal de armas no maanaim que foi relatado por um irmão. Minha suspeita vai além disso e eu chamo isso de AUTO-dinâmica da obra.

O “dízimo” é comprovadamente pelo MPES desviado de duas formas – notas frias de produtos e serviços e além disso uma parte nunca entra no “faturamento” da “oubra filho único” porque é depositado por “pastores” e coordenadores de confiança de GGdiretamente em contas particulares que são indicadas pelo esperto GG!

O que temos aqui? Dinheiro em mãos de uma máfia não rastreável! Não declarado! Será que a máfia se contenta? Ou será que ele pode ser útil?

armas no maanaim

armas no maanaim

No caso Josias – ele buscava carros perto da Bolívia para vender para pastores do alto clero – um por um – um negócio pouco viável sendo que perderia o lucro do carro em viagem para a tranferência… Mas o que temos na Bolivia? Uma das principais portas de entrada para armas e drogas!

Agora vamos pensar na mãe que tanto busca a um deus que proteja seu filho desse mundo! E agora eu pergunto: E se esse dinheiro de dízimo não rastreável for usado para trazer armas e drogas, abastecer o mercado nas areas da icm?

Essa mãe lê jornal, olha o noticiário falando sobre o crescimento de crimes provocados por drogas e executado com armas… Essa mãe mais ainda se sente obrigada a visitar, prestar serviço, pagar dízimo para essa “oubra” … para esse deus que, enfim, é a causa da desgraça do próprio filho. A isso eu chamaria de AUTO-dinâmica da obra… mas não tenho provas…

Mas sei de duas coisas – que não é DEUS que está no controle dessa “oubra” e que essa gente que controla essa “oubra” NÃO TEM LIMITES!

Paz

Ah sim, desculpe CV,

esqueci de um benificio importantíssimo para a “oubra” que resulta da formatação. Acabou de entrar nas investigações do MPES:

formação de curral eleitoral dos maranatas (CEM) que em seguida traz diversos benifícios, ou melhor um sem números de benefícios para oubra dos gueiros:

os “amigos da obra” que são eleitos com os votos do curral eleitoral dos maranáticos (CEM) trazem dinheiro dos cofres públicos– já notaram que são sempre as mesmas caras? deputados estaduais e federais que “doaram” dinheiro para a fundação dos gueiros?

Além disso, a nível municipal, com os prefeitos eleitos por este “curral” terrenos para templos de graça e outros benifícios…

NÃO TEM LÍMITES!

Investigadores dos acidentes fatais do policial Joelson e do recente falecido Pr. Julio Cesar falam que nos dois carros os freios estavam manipulados…

morte do policial e obreiro da maranata Joelson que vinha de reunião com membros da cupula da maranata

morte do policial e obreiro da maranata Joelson que vinha de reunião com membros da cupula da maranata

morte em acidente do pastor julio Cesar que testemunhou contra a maranata no caso do contrabando

morte em acidente do pastor julio Cesar que testemunhou contra a maranata no caso do contrabando

PASSARAM DOS LÍMITES?

PAZ
.
.
Amado Marques,

Essa maneira odiosa de que se valem os filhos do gedeltismo para ameaçar, caluniar, difamar, injuriar, instigar o ódio religioso, maltratar, perseguir e zombar dos que não mais se submetem aos desvarios do chege religioso, já foi inúmeras vezes denunciada neste Site.

Os filhos do gedeltismo, nascidos no pandulho da rainha desfigurada – porque é pseudocarismática -, imitam o pai da Obra. Querem, a todo custo, implantar o pânico e o terrorismo. Talibãns! Xiitas!

Leia o que deixei aqui em 28 de janeiro de 2013 às 21:30

Amados,
Atento às postagens e procurando consolar os desesperados, neste momento recebo ligação de terceiros informando que A. está em prantos.
Ela deixou na página do Facebook os protestos que entendeu registrar. Mas alguém, acabou de ameaçá-la (celular) aos gritos e com palavras de baixo calão, EXIGINDO ela retire as postagens ou vai levar tapas na cara…
Estamos em momentos de perseguição.
Certos pastores da ICM, instigados pelo ódio, acham que podem ameaçar, espancar e causar maus tratos aos filhos (casados) pelo fato de estarem PROTESTANDO.
Leque de proteção à mulher é o que recomendo.
http://cavaleiroveloz.com.br/index.php/leque-de-protecao-a-mulher/
Peço que A. leve este assunto ao Ministério Público e peça proteção.
Retirantes, lembrem-se da mulher de Ló.
CV.
Neste episódio foi constatada a presença do pai de A., e de outro bem conhecido da família. Não duvido da presença de Gedelti neste episódio.

SEM LIMITES!

CV.

fonte: http://cavaleiroveloz.com.br/index.php/2013/01/judas-cade-o-dinheiro/comment-page-1/#comment-50399

MPE suspeita de uma Organização Criminosa agindo dentro da Igreja.

Trata-se também do homem de deus que toma café com o sinhô – o fundador da seita maranata – gedelti gueiros:

Enquanto isso, no Orkut

Marcos Bindi – 5 de dez
REALMENTE estão DESESPERADOS – APOIO COAGIDO…
REALMENTE a cúpula está desesperada. Na tentativa de encobrir o que para eles até então é absolutamente inexplicável, após realizar transmissões inócuas tratando de conteúdos vazios, sem qualquer explicação plausível a respeito do que realmente aconteceu, como aconteceu, por meio de quem aconteceu, limitando-se a disparar a metralhadora giratória em quem teve a CORAGEM de denunciar estes horrores estampados nos veículos sérios de comunicação que tem compromisso com a VERDADE, agora INVENTARAM CARTAS DE MANIFESTAÇÃO DE APOIO AO GG.

Estão ocorrento REUNIÕES DE PAUTA PREPARADA para assinatura de um PAPEL JÁ ELABORADO, constrangendo os pastores a assinarem APOIO com TEXTOS PRÉ-FORMATADOS.

Basta ler algumas destas cartas, supostamente elaboradas em áreas e regiões distintas, para CONSTATAREM A FARSA MONTADA, O CIRCO DOS HORRORES.

Que vergonha, meu Deus, que vergonha!

Leiam e vejam que É TUDO IGUAL, o modelo correu solto nestas supostas manifestações de apreço. Mas o Ministério Público não é bobo, como pensam que é (só pode ser isso), achar que o judiciário irá cair nesta FARSA.

www.radiomaanaim.com.br

Veja notas frias que teriam sido usadas no desvio de recursos dos dízimos da Igreja Maranata

Lívia Meneghel (redacao@eshoje.com.br)/ Fotos: Dayana Souza



 

destaque  igreja maranata maanaim carapina dayana souza Veja notas frias que teriam sido usadas no desvio de recursos dos dízimos da Igreja Maranata

Veja notas frias que teriam sido usadas no desvio de recursos dos dízimos da Igreja Maranata

O jornal ESHOJE teve acesso às cópias das notas frias que teriam sido usadas no desvio de recursos dos dízimos doados por fiéis da Igreja Cristã Maranata (ICM) e que levaram a ação da operação “Entre Irmãos”, do Ministério Público. As notas provenientes de transações para a ICM, emitidas por uma pequena papelaria localizada em São Torquato, Vila Velha, foram encaminhadas à nossa reportagem por meio da colaboração de um leitor.

Conforme as notas (veja na galeria abaixo), a papelaria foi uma das empresas que forneceram notas frias para o desvio de recursos do dízimo doado por fiéis, fato apontado pela auditoria externa que apura o tamanho do rombo e também pela investigação que a própria Maranata realizou.

O esquema foi montado na cúpula da Igreja Cristã Maranata com o envolvimento de pastores, fornecedores e diáconos. A JE Scabelo – cujo nome fantasia é Papelaria União – vendeu à igreja R$ 941 mil em materiais que nunca foram entregues.

As notas eram emitidas a pedido de Antônio Ângelo Pereira dos Santos, vice-presidente afastado da igreja. O argumento era de ajudar aos “irmãos” no exterior e custear viagens a outros países.

Conforme o depoimento de Elionay Lopes Scabelo, filho do dono da papelaria, José Eloy Scabelo, o valor das notas que foram emitidas era determinado pelo próprio Antônio Ângelo. Além disso, era ao vice-presidente que o dinheiro era entregue, deduzido o valor referente aos impostos.

Presbitério funciona normalmente

Enquanto a Receita Federal analisa os documentos e computadores apreendidos pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) na operação “Entre Irmãos”, os membros da Igreja Cristã Maranata (ICM) preferiram não se manifestar na manhã desta quarta-feira (28).

O presbitério da Maranata, no Centro de Vila Velha, estava funcionando normalmente nesta quarta, com recepcionistas atendentes e seguranças, porém, não estavam autorizados a passar nenhuma informação sobre a investigação.

Uma senhora, que preferiu não se identificar, foi vista saindo da Igreja com um envelope guardado dentro de seu vestido, fornecido por um funcionário do presbitério. Abordada, ela disse que não frequentava a Igreja, mas que tinha contato com alguns membros da cúpula.

Também foi visto no local um funcionário da ICM, que quis manter sua identidade em sigilo. “Estava viajando até ontem, não tenho envolvimento com essa operação e, inclusive, estou me interando sobre o assunto só ágora, acompanhando pelos jornais”, disse o funcionário.

A reportagem esteve presente nos Manains da Igreja esta manhã e, segundo o vigilante do templo de Campo Grande (Cariacica), o local é usado apenas para eventos especiais. Já em Carapina (Serra), não havia ninguém, e, em Itaparica (Vila Velha), um vigia informou que o horário dos cultos da ICM são às 6h e 19h30, de segunda à domingo.

Sobre o desvio

Ao todo, o desvio de dinheiro pode ultrapassar R$ 21 milhões, advindos do desvio do dízimo dos fiéis. Há indícios de que os crimes envolvam estelionato, falsidade ideológica, formação de quadrilha, tráfico de influência e lavagem de dinheiro.

Por questões de segurança, o Ministério Público do Espírito Santo (MPES) ainda mantém em sigilo a identidade dos promotores atuantes na operação, além dos nomes da cúpula da Igreja Maranata envolvidos no esquema de corrupção.

URL curta: http://eshoje.jor.br/?p=61362

fonte: http://eshoje.jor.br/veja-notas-frias-que-teriam-sido-usadas-no-desvio-de-recursos-dos-dizimos-da-igreja-maranata.html

Uma tentativa de impedir a divulgação dos acontecimentos dentro da maranata no Brasil e no exterior foi o processo contra a Google do Brasil para impedir o uso da palavra “Maranata” em suas pesquisas e na comunidade Orkut.

maranata - a tentativa de fraude do uso exclusivo da palavra maranata pelo presbitério da igreja maranata

maranata – a tentativa de fraude do uso exclusivo da palavra maranata pelo presbitério da igreja maranata

O prebitério espírito santense da igreja cristã maranata não hesitou em processar a multinacional Google para proibir o uso da palavra “Maranata”, que se diz ser de uso exclusivo da igreja cristã maranata – mas que na verdade NUNCA lhe pertenceu:

Consulte você mesmo:

http://pesquisa.inpi.gov.br/MarcaPatente/jsp/marcas/pesquisa_classe_basica.jsp

Maranata está registrado em nome de:

811494004 21/03/1984 Marca Nominativa MARANATA Marca Registrada Registro IGREJA MISSIONÁRIA EVANGÉLICA MARANATA 41 : 10 – 70
811495981 22/03/1984 Marca Nominativa MARANATA Marca Registrada Registro IGREJA MISSIONÁRIA EVANGÉLICA MARANATA 11 : 10

Graças a Deus!

ACORDA MARANATA

Registro do processo ICM Maranata contra a empresa Google:

A ICM-PES, por sua ordem e por seus advogados (sete ao todo), em 18.02.2008 promoveu ação judicial com pedido de liminar contra a GOOGLE DO BRASIL, processo 035.08.001862-1 em curso na 6ª. Vara Cível de Vila Velha — ES. A Autora pretende AÇÃO ORDINÁRIA DE INDENIZAÇÃO POR DANOS MORAIS com pedido de liminar e MULTA DIÁRIA DE R$ 10.000,00 (dez mil reais) pelo descumprimento de decisão judicial, cujo objeto é a EXCLUSÃO DAS COMUNIDADES do ORKUT onde apareça, especialmente, a palavra MARANATA (que a Autora entende ser exclusivo).

Eu pessoalmente penso que o maior problema da icm maranata hoje em dia é que a internet como area livre de expressão traz muitas verdades á luz. Traz as mentiras, heresias da icm maranata á luz. Mentiras e heresias com quais ela conseguiu controlar a mente de milhares de fieis inocentes por mais de 40 anos. Aqui encontramos também o perigo das revelaçõos praticadas pela icm maranata, fugindo da palavra escrita da Bíblia. As revelação serviu por 40 anos como ferramenta de justificar as heresias da igreja cristã maranata.

Somente para guardar na memória estamos lendo sobre este homem Gedelti Gueiros – Presidente e fundador da Igreja Cristã Maranata:

http://gazetaonline.globo.com/_conteudo/2012/02/noticias/a_gazeta/dia_a_dia/1110065-fraude-na-igreja-lider-da-maranata-e-intimado-pela-policia.html

fundador e atual presidente é alvo das investigações:

Vídeos comprovando as heresias ensinadas nos maanains Brasil fora:

http://www.myspace.com/video/vid/64405883

Falou mal da obra de gedelti – morreu bixada…

http://www.myspace.com/video/500418718/obra-icm-terror-pisicol-gico/63439156

Contratos da Sesa com fundação da Igreja Maranata na mira do Tribunal de Contas

Dóris Fernandes (redacao@eshoje.com.br)


Isso porque, segundo representação do Ministério Público Especial de Contas (MPEC), há indícios de irregularidades nos repasses.


capixaba politica  mara Contratos da Sesa com fundação da Igreja Maranata na mira do Tribunal de Contas

Contratos da Sesa com fundação da Igreja Maranata na mira do Tribunal de Contas

Os contratos de 2004 a 2011 entre a Secretaria de Estado de Saúde (Sesa) e a fundação da Igreja Cristã Maranata vão ser auditados pelo Tribunal de Contas do Espírito Santo (TCES). Isso porque, segundo representação do Ministério Público Especial de Contas (MPEC), há indícios de irregularidades nos repasses. O processo foi incluído em pauta na sessão desta quinta-feira (5).

Os repasses feitos à Fundação Manoel dos Passos Barros somam R$ 1,9 milhão. Há também valores na ordem de R$ 1,4 milhão, oriundos de emenda parlamentar, que também vão ser fiscalizados.

O conselheiro, João Luiz Cotta Lovatti, sugeriu que, além dos convênios com a Secretaria, todos os contratos referentes verba pública fossem incluídos na auditoria. O relator do processo, o conselheiro Domingos Augusto Taufner, acolheu a proposta e votou pela instauração de auditoria ordinária, em tramitação urgente na Corte.

Medida cautelar do Tribunal suspende contratações de processo seletivo em Jaguaré

O Tribunal aplicou medida cautelar à Prefeitura de Jaguaré, região Nordeste do Estado, para que não efetue novas contratações dos aprovados no Processo Seletivo Simplificado nº003/2012, por indícios de irregularidades. Entre elas estão a ausência de qualificação técnica na elaboração do concurso, a aprovação de parente de membro da Comissão do Processo, a violação da Lei de acesso à informação. O prefeito da cidade, Domingos Sávio Pinto Martins e a Comissão responsável pela elaboração do concurso foram citados em 30 dias, para que apresentem as defesas.

O edital prevê a contratação, por tempo determinado, para desempenhar as funções de médicos enfermeiros, dentista, nutricionista, psicólogo, farmacêuticos, fisioterapeuta, assistente social, auxiliar de consultório odontológico, auxiliar e técnico em enfermagem, fiscal sanitário, recepcionista e motorista.

URL curta: http://eshoje.jor.br/?p=50986

QR Code acesse direto no Smartphone ou Compartihe via SMS

fonte: http://eshoje.jor.br/contratos-da-sesa-com-fundacao-da-igreja-maranata-na-mira-do-tribunal-de-contas.html

http://cavaleiroveloz.com.br/index.php/2012/04/nota-a-imprensa/#comment-17104

Continuam dando ouvidos a pessoas que estão sendo investigadas por crimes (em tese): roubos milionários, contrabando, agiotagem (essas pessoas estão com sérios problemas de caráter; e excluem uma pessoa que trabalha honestamente, de noite, para sustentar a família.

proibiram os irmãos de um bairro de comprarem churrasquinhos na barraca de um pastor que saiu. E não é que os irmãos emburrecidos pararam de ir lá?!

Para quem não sabe sobre a arrecadação de dízimos, sobravam por mês 25 milhões de reais após pagarem todas as contas. Em um ano dá 300 milhões. Em dez anos dá 3 bilhões de reais. Hoje, estes valores devem ter diminuído um pouco pois muitos saíram e arrecadação por certo caiu. Por isso mesmo o desespero e as ameaças, afinal o estilo de vida não pode piorar. Depois que você se acostuma com a vida fácil. (…)

fonte: http://cavaleiroveloz.com.br/index.php/2012/02/poco-de-iniquidades/#comment-16475

Dependente de massagens do ego com profetadas e revelagens, às denúncias insistentes o monarca muito religioso começou a armar adefesa da Obra para este momento profético: impedir que o assunto de desvios de recursos fosse parar nos jornais (para isto os mais chegados: seja, deputado, jornalista ou juíza de parede e meia).

Diversos artigos deste SITE foram disponibilizamos mostrando onde a ideologia de Obra chegou: em um BECO SEM SAIDA.

 

Nitidamente se observam nesses quarenta e dois anos: ameaças, autodefesa, avareza desmedida, balcões de negócios, contrabando ou descaminho, cortinas de fumaça, demandas judiciais, destruição de documentos, dissimulações, doutrina errada, estelionatos, falta de transparência, formatação, fraudes, fuga à responsabilidade, instigação do ódio religioso, introjeção de jargões premeditados e manobras palacianas em defesa da Obraconspiraçãofalsa unção, fisiologismo político (inclusive com candidatos declaradamente kardecistas) e o velho voto de cabrestoFrutos podres!

Os erros começaram há tempos. Mas nesta Obra manda quem pode e obedece quem tem juízo. O pior é que o avarento chefe religioso não tem noção das implicações legais em que se meteu. Convocados os conselheiros o berrante ecoou: ESTA OBRA É MINHA VIDA. DEFENDAM A OBRA! Imediatamente, o agregado cochichou no ouvido do profeta de plantão: ABAFA! Não adiantou: a mídia escancarou o esgoto.

MARANATA: da fé à fraude

http://gazetaonline.globo.com/_conteudo/2012/02/noticias/cbn_vitoria/reportagem/1107020-dizimo-desviado-em-fraude-milionaria-na-igreja-maranata.html

http://g1.globo.com/espirito-santo/noticia/2012/02/igreja-maranata-processa-suspeitos-de-desvio-de-dizimo-milionario-no-es.html

http://gazetaonline.globo.com/_conteudo/2012/02/noticias/a_gazeta/dia_a_dia/1107003-igreja-maranata-dizimo-desviado-em-fraude-milionaria.html

http://gazetaonline.globo.com/_conteudo/2012/02/noticias/a_gazeta/dia_a_dia/1107549-pastor-usou-visao-para-justificar-desvio.html

http://www.youtube.com/watch?v=07Xkyw-Smcg

http://g1.globo.com/espirito-santo/noticia/2012/02/advogado-diz-que-igreja-maranata-no-es-quer-iludir-fieis-com-acao-judicial.html

http://gazetaonline.globo.com/_conteudo/2012/02/noticias/a_gazeta/dia_a_dia/1110065-fraude-na-igreja-lider-da-maranata-e-intimado-pela-policia.html

Por oportuno, aproveito a mensagem do do Atalaia do Norte neste artigo:

“ICM, o negócio da “China”

Amados irmãos, APSJ a todos.

Resido na região norte do país, na cidade de Belém, no Estado do Pará, e freqüento a ICM aqui em Belém já fazem cerca de oito anos e, é com muito pesar e tristeza, que venho acompanhando o desenrolar dos fatos que agora estão sendo mais amplamente divulgados através deste site, já que nas igrejas nada é divulgado, a não ser que a “Obra” está sendo “atacada por um bando de incircuncisos e desordeiros” e, que todos devem se levantar e defender a “Obra”.

Até os jovens foram convocados no último domingo (05/02) para ouvirem uma palavra (proferida por um pastor jovem) para defenderem a “Obra”, como fez Davi com Golias, porém a palavra proferida por aquele pastor mais parecia com um apelo dramático e desesperado de uma instituição agonizante tentando frear a fuga dos jovens, como se eles não tivessem vontade própria e discernimento dos acontecimentos.

De fato, tudo isto está parecendo mais a um “sepulcro caiado”, ou seja, por fora tudo muito limpo, arrumado e pintado, mas por dentro… . Realmente é triste ver todo o esforço e trabalho de irmãs e irmãos dedicados, aqui em Belém e em outras cidades do Estado do Pará, vir a terminar desta forma. Aquilo que diziam ser o que mais se preservava na ICM, que era a tão proclamada “integridade da Obra” ruiu como um castelo de cartas. A  imagem (e credibilidade) da ICM (não do Senhor é claro) foi arranhada e o risco de imagem hoje dia, para qualquer instituição (ou empresa) que se preze, tem um custo muito alto com a perda da fidelização de seus membros (ou clientes).

Mas uma coisa é certa, o atual Pastor Presidente não irá (como ele mesmo já disse via satélite) servir de mártir, portanto, o seu afastamento está praticamente descartado por sua própria vontade. O afastamento do Pastor Presidente só acontecerá por decisão judicial, e isso se a justiça vier a concluir que o mesmo não teve (e não tem) competência para gerir ou, pior ainda, se teve participação direta no insólito episódio. Lembremos, porém, que o PES está fortemente ligado a família Gueiros. Quanto a devolução do dinheiro de dízimo, não se iludam meus irmãos, é mais fácil um boi (ou elefante) voar.

Pelo desenrolar dos fatos, percebemos que os dois cidadãos, que estão sendo formalmente acusados não estavam sós nesta história toda. Aparentemente estão sendo é utilizados como “laranjas” para tentar salvar a pele (e os bens) de outros. Não dá para acreditar que uma instituição destas, com igrejas nos quatro cantos da Terra (é uma multinacional da fé, como muitas outras) tem a sua contabilidade atrasada em quatro anos.

Qualquer quitanda ou mercearia da esquina tem as suas contas em dia nem que seja em caderneta de anotações, ainda mais quando se afirma que possui um super-sistema de gestão financeira. É hilário afirmar que fazia as suas compras direcionadas por “visões”, como foi afirmado por certo pastor advogado. Mas meus irmãos, vamos analisar mais de perto em que de fato se tranformou a ICM atuamente. Vejamos o que faz (ou o que fez) da ICM um negócio da “China”, um bom negócio para algumas poucas pessoas do PES.

1º – Isenção de impostos (até aí tudo bem, isso é comum a todas as instituições tidas como de utilidade pública e que não visem lucro).

2º- Tesouraria e contabilidade centralizada e blindada, com acesso apenas um pequeno e privilegiado grupo de pessoas e, o que é pior, sem a devida prestação de contas (balanço contábil) a todos os membros da ICM, seja onde for. Demonstra falta de transparência e respeito para com a administração de recursos oriundo dos dízimos e doações. É aí que estava o “x” da questão, o grande perigo.

3º- Com a sua estrutura contábil centralizada, blindada e sem transparência, a ICM se transformou em uma instituição arrecadadora de recursos, como se fosse alguns órgãos públicos, onde o recurso entra mas ninguém sabe como e quanto e está sendo gasto. Esta foi a grande falha, pois ainda que os recursos estivessem sendo desviados para outros fins que não de interesse da “Obra”, mas se o PES tivesse tido o cuidado de fazer uma prestação de contas anualmente (ou semestralmente), mesmo que apresenta-se um balanço contábil falso (maquiado, vamos assim dizer), possivelmente a falcatrua ainda passaria por muito tempo ao largo da desconfiança dos olhos humanos, mas não do Senhor. Os valores do evangelho regem-se pela honestidade, pelo compromisso com a Palavra lançada. Equidade. Altruísmo. Integridade. Amor ao próximo. Se quiserem dar outra roupagem, chamem isso de probidade administrativa, eficiência, prestação de contas, justiça, responsabilidade fiscal, interesse no bem público. Isso tudo tem o bom aroma do Evangelho de Jesus e, não esse mau odor de lama que impregnou a ICM.

4º- Agora vem o que eu considero a grande “sacada” o “pulo do gato” da administração do PES, que foi a adoção, na sua doutrina, do trabalho voluntário nas igrejas. Trabalho voluntário é muito bonito e engrandecedor, principalmente quando se é servo do Deus Verdadeiro e o trabalho que se faz é verdadeiramente dedicado à Ele, porém isso torna-se uma “mão na roda” para qualquer administrador inescrupuloso, mas o que eu vejo é os  irmãos e as irmãs (inclusive eu também), nas igrejas e nos manaains, trabalhando cheios da vontade de servirem ao Senhor quando são, na verdade, usados, muitas das vezes sofrendo pressões por parte de “pastores”  e “diáconos” que ameaçam de destituir-lhes as suas funções (já sobrecarregadas) ou quando não são acusados ou taxados de “caídos” “esfriados” ou coisas parecidas, promovendo a extorsão de seus membros. Além disso, estende-se o conceito de trabalho voluntário para as ofertas e doações sob o pretexto de ajudar na manutenção das igrejas, onde tudo mais é doado, desde material de limpeza até coletas para aquisição de outras coisas inclusive material de construção. Ora se o dízimo já é pago, e se os pastores, por sua vez, não recebem salários, obviamente só podemos concluir que, tirada as despesas de energia elétrica, de água e aluguel (nos casos de imóvel alugado) todo o restante é contabilizado pelo PES e, se não há prestações de contas nem pelas igrejas locais (que, aliás, deveriam fazer também), quanto mais se não houver nem pela administração central (PES), aí tudo fica muito mais fácil. O custo total de manutenção das igrejas (seja ela onde for) é de responsabilidade do PES.

5º- Por último, arrematando todo o rebanho com uma doutrina férrea, agora com transmissão via satélite, com alcance mundial, onde tudo passa a ser teleguiado diretamente do PES, como eles dizem, não se permite desviar (nem olhar) nem para a direita e nem para esquerda e, onde se coloca que, depois de Deus, vem a “Obra”, e onde se deve viver somente para a “Obra” e pela “Obra”, colocando-a, inclusive, acima da própria família, e quantas famílias eu não presenciei se acabarem ao entrarem em conflitos devidos aos “rigores doutrinários” que em vez de semearem a paz e a união das famílias, levavam era discórdias para os lares. Onde até uma simples festa de aniversário familiar era mal vista, principalmente se nem todos os familiares eram membros da ICM. O rigor doutrinário imposto pela PES é de fazer inveja aos regimes totalitários já presenciados pela humanidade ao longo de sua história. É escravizador. Voc~e se torna escravo, não de Jesus, mas do PES. Quem vive e convive na ICM sabe muito bem do que eu estou falando.

CONCLUÍMOS, portanto que, com uma administração financeira altamente centralizada e sem transparência, sem prestação de contas dos recursos a quem quer que seja, somada ainda a um regime doutrinário fortíssimo, onde o controle da vontade de seus integrantes é realizado de forma eficiente e eficaz, como está sendo realizada, é realmente um bom negócio para um grupo sem escrúpulos onde conseguem enriquecer ilícitamente. Eles conseguem tudo isso, não trabalhando pelo Evangelho, à semelhança de Paulo, Pedro e João, mas corrompendo a mente das pessoas em nome de Deus. No final das contas tornam-se mercenários da Palavra e da consciência alheia, fazendo com que a ICM não seja nada diferente de muitas outras “igrejas” que existem por aí.  É, de fato, um negócio da “China”.”

Sei de algo que assusta o Diabo, encanta os crentes honestos e retine nos ouvidos até dos endurecidos de coração: se os que governam este rebanho perderam a vergonha, aqueles que os obedecem perderam o respeito por si mesmos.

Triste fim de “jornada de quarenta anos”.

TSUNAMI!

fonte: http://cavaleiroveloz.com.br/index.php/2012/02/operacao-abafa-desvio-de-recursos