Posts com Tag ‘seita religiosa’

Estimado CV e irmãos,

Depois de seis anos mais ou menos fora desse local(icm) continuo a me surpreender com o que venho ouvindo, de pessoas que nos conheciam e porque não falavam conosco depois da nossa saída.

Depois de alguns anos venho reencontrando antigos irmãos, eles se surpreendem ao nos ver, pois achavam que o meu lar estava desfeito e que meu esposo estava com outra pessoa vivendo uma vida dissolut.É mole???

Para surpresa de muitos, a ponto de se admirarem de nos ver na rua, ainda perguntam, vcs estão tão bem? Com cara de espantados por nos verem unidos e felizes…

Outro dia, recebemos em nossa casa um irmão querido e que foi enxotado do maanaim do DF como se fosse um bandido! Quando colocávamos a conversa em dia, ele puxou o assunto da nossa saída, pois estávamos morando em outro estado quando aconteceu, e mesmo de longe a coisa chegou em Brasília de forma arrepiante.

Esse irmão estava no maanaim, quando o tal pr.Otávio (o que não deveria ser assim chamado de pr., pois isto é um insulto para quem é pastor de verdade!), reuniu todos os irmãos e pastores e disse que meu esposo estava fora porque tinha me trocado por outra e que vivia uma vida mundana… Para fechar a farsa toda, pregou no livro de Judas e disse para ninguém nos procurar e outras coisas mais que nem vale a pena postar.

São homens sem TEMOR DE DEUS!,tem familia, filhos e se prestam a esse tipo de papel, de conduta… Isto para mim é escória pura!! Não tem respeito pela sua família, que dirá a dos outros que não conhece. É muito fácil atirar pedras e lama nas costas das pessoas, mas esquecem que tem “telhado de vidro”…

Difamação das famílias que saem é a tônica dessa seita, são um bando de covardes e mentirosos enganado os mais fracos e inocentes.

Mas, para minha maior alegria é ver que alguns irmãos não acreditaram nas mentiras e se alegraram ao nos ver bem, Graças a Deus !

As pessoas que ainda teimam em defender este lugar só podem ser dois tipos de pessoa:
1- pertencem a cúpula suja;
2- ou é um pobre “peão de obra – escravo espiritual”.

Corram desse lugar, pois é seita de Balaão!

Boa semana pra todos.

Saudações em Cristo.
.
.
Àqueles que conosco participal deste Blob e aos que nos visitam.

Centenas de episódios de difamações e de esforço em destruir famílias parecem neste Blog. Interessante que, a expressão “muitas tribulações” me veio à lembrança ao ler a postagem. Este é o jogo do gedeltismo: formatados icemitas feitos meias-solas foram erguidos para a defesa do maranatismo monárquico pseudocarismático. O alvo preferido são os retirantes…

Gente imprestável, inimigos da Obra, réus do inferno, traidores da Obra e outras expressões continuam em meio às maldições que arrojam contra aqueles que abandonam o ninho sujo… muito sujo.

http://cavaleiroveloz.com.br/index.php/2012/02/decididamente-nao-ficarei-no-ninho/
http://cavaleiroveloz.com.br/index.php/2012/04/os-filhos-da-instigacao-do-odio/
http://cavaleiroveloz.com.br/index.php/2011/11/fuja-crente-nao-seja-cumplice/

Pois bem.

Querem fazer de nós habitantes de covas, errantes pelos desertos ou coisa parecida. Somos considerados corja, matilha, filhos do Diabo. Não me importo. Pra mim é lucro: eles perdem o galardão e o meu aumenta a cada calúnia e maldição. Dá pra entender? Não entendeu? Que bênção existe no sofrer “fora da porta”, como está escrito (Mt. 5.11-12):

“Bem-aventurados sois quando, por minha causa, vos injuriarem, e vos perseguirem, e, mentindo, disserem todo mal contra vós. Regozijai-vos e exultai, porque é grande o vosso galardão nos céus; pois assim perseguiram aos profetas que viveram antes de vós.”

Sempre na lembrança o sofrer “fora da porta” (Hb. 12.12-15), como se peregrinos fôssemos (e na verdade somos); porém, neste Blog os mais experientes na “fé em Jesus” continuam “fortalecendo a alma dos discípulos, exortando-os a permanecer firmes na fé; e mostrando que, através de muitas tribulações, nos importa entrar no reino de Deus.” (Atos 14.22)

Paz.

CV.

fonte: http://cavaleiroveloz.com.br/index.php/2012/05/apaixonei-me-pela-obra-e-agora/#comment-15053

Anúncios

IGREJAS E SEITAS PERIGOSAS

A liberdade religiosa no Brasil nos levou para uma zona cinzenta e perigosa. Assim como numa anarquia a democracia não sobrevive. Não se deve confundir liberdade com liberalidade. Viver democraticamente exige regras e limites do contrário a sociedade corre enorme perigo.

Vejamos uma seita onde as pessoas cantam com seus filhos músicas melodiosas onde elas renegam o mundo, ou seja a pátria Brasil e toda sua existência terrestre.

A crença e os valores dos seres humanos são válidos se os mesmos são saudáveis, úteis para o desenvolvimento de cada qual e da coletividade.

O fundamentalismo religioso não só atrasa inúmeras nações, como ameaça o mundo com bombas atômicas e extermínio de pessoas por sexo ou comportamento.

O Brasil com uma Constituição Federal das mais avançadas do mundo, está vulnerável a proliferação de todo tipo de abusos aos direitos individuais e coletivos.

O trauma dos regimes ditatoriais fizeram profundas feridas em nossas mentes quando o assunto é regular alguma atividade. É preciso entender a existência do abuso de liberdade. Este existe quando é colocado em risco vidas, a saúde, a nação, independente da existência de um fato. Mas detectar antes da ocorrência de danos graves coletivos ou individuais.

Uma pessoa desempregada, abandonada ou atravessando uma crise emocional ou física com a saúde comprometida, pode ser uma presa fácil para um sistema religioso ora em vigor no Brasil onde tudo é aceito e as Instituições por razões convenientemente políticas espera algum grave acontecimento para imprimir uma Lei como resposta a tragédia.

Todos os mais absurdos atentados contra a sociedade poderiam ser evitados se um estudo prévio sobre riscos à coletividade fossem analisados.

A Igreja Cristã Maranata aproveita como muitas outras seitas e religiões fazem no Brasil o que bem entendem. Inúmeras denominações são abertas do dia para noite usando a Bíblia para fazer um serviço socialmente útil aos aflitos. Entretanto a falta de um Código de Ética e conduta algo que imponha limites torna alguns lugares potencialmente perigosos as pessoas, famílias e a sociedade.

Vejamos por exemplo: Pela letra de alguns hinos apresentados aqui verificamos a negativa total a vida neste mundo. Fala-se em sangue, sacrifício e oferecer a própria vida daquela crença.

Imagino quantas pessoas não tiveram problemas sociais, emocionais e inclusive doenças graves e morreram diante de uma fragilidade onde sua mente foi afetada e seu corpo também.

A Psicossomática encontra pacífico entendimento de que a mente estando sã o corpo também estará. De outro modo, mente doente corpo doente.

Não preciso dissecar a Igreja Cristã Maranata e outras denominações para identificar práticas as quais colocam em risco o indivíduo, a coletividade e o Estado.

O custo para o país ainda não é nada se comparado ao comportamento dos membros de uma Igreja que espera o fim do mundo e a morte como sinônimo de salvação.

Em nome da democracia peço licença para expor respeitosamente minha opinião diante de todos os membros desta Igreja, ora chamada de Seita.

É um direito de cada um acreditar ou não nas crenças religiosas as quais se identifica, ou mesmo optar pelo triste caminho do ateísmo. Entretanto, precisamos logo observar a nocividade de doutrinas as quais dizem que o mundo vai acabar e fazem desta acertiva um conceito para suas práticas.

Acredito particularmente na segunda volta do Senhor Jesus Cristo, pois acredito na Bíblia e em seus milenares registros. Por outro lado estudo, trabalho e faço o melhor para ser um bom brasileiro e um bom cidadão.

Aqueles que afirmam abusivamente em afronta a bíblia de que tal acontecimento pode ser agora ou a qualquer momento (“Daquele dia e hora, porém, ninguém sabe, nem os anjos do céu, nem o Filho, senão só o Pai”. Mc 13:32; At 1:7), incorrem em possível heresia no aspecto cristão. Saindo do lado espiritual, estas pessoas podem colocar em risco a própria vida e a de incontáveis multidões.

Se não vejamos; se para os membros da Igreja Cristã Maranata Jesus vai voltar a qualquer momento, pois já tocou a última trombeta na opinião deles. As pessoas debilitadas e vulneráveis vão viver de modo a não mais se preocupar com seus problemas. Eles se avolumam e assim os problemas tornam maiores. Por outro lado o zelo pela saúde torna-se menor. O empenho em estudar e trabalhar fica sem sentido. Os mais jovens na igreja devem sofrer diante deste paradoxo. Como a mesma está nas mãos de pessoas com mais idade, algumas com graves problemas conforme mostra a imprensa. Invocar pecaminosamente o nome do Salvador para ele vir logo é covarde, nocivo a sociedade e ultrajante a fé cristã.

Os membros da Igreja Cristã Maranata os quais convivi por mais de 10 anos não são estimulados a ter preocupações ambientais. Muito pelo contrário, nos Manaains (sítios onde ocorrem encontros religiosos) é comum verificar desvios de cursos dagua e outras agressões ao meio ambiente. Muitos pastores debocham quando um jovem demonstra sua educação preservacionista. Eles ensinam que isto tudo vai ficar aí, e logo a Igreja será arrebatada. Não falo das instalações do Manaaim, pois ninguém investe dinheiro para ter de refaze-las ou receber uma multa ambiental pesada. Mas o dia a dia, a manutenção a preocupação em preservar as matas ciliares e ensinar os membros a fazer é óbvio que a Igreja está se lixando para isso. A preocupação da Igreja com o meio ambiente é mais administrativa, mais temerosa com o custo em dinheiro que uma multa pode resultar do que com a educação dos membros para em suas comunidades defenderem o país e o planeta.

Se o mundo vai acabar, ou seja se a Igreja Cristã Maranata será arrebatada e muitos serão levados para a eternidade salvos deste mundo mal, como afirmam. Por qual motivo um membro desta denominação vai mudar seu comportamento com o meio ambiente, com o país.

Não incomum são profissionais de baixa qualificação, estudantes limitados, pessoas sem muita perspectiva na medida em que envolvem com a doutrina Maranata.

Os adultos entendem que a morte torna-se algo bom e a esperam brevemente.

O SUS Sistema Único de Saúde acaba pagando uma conta salgada na proporção do número de fiéis desta igreja na fase adulta ou na terceira idade.

A doutrina do fim do mundo é tão nociva e perigosa, deixando uma enorme interrogação sobre o que uma pessoa pode fazer diante do ódio estimulado as coisas deste mundo. Em muitas pregações assim como nas letras dos hinos é claro o incitamento a exclusão total de tudo que não seja a Igreja. O mundo tornou-se para a Maranata o grande inimigo. Ela interage com ele conforme seus interesses financeiros e de sustento. Mas em suas igrejas e Manaains o mundo é o grande satã.

O fundamentalismo cristão existe, mas aqui ainda não pregam ainda abreviar a espera do Salvador com mártires e suas bombas e atentados.

Por outro lado o terreno fértil para o surgimento de atentados não só ao meio ambiente mas as coisas consideradas impuras, inimigas da fé é extenso e profundo.

Uma pessoa que tem coragem de desviar dízimos aos milhões e milhões, ao perceber o fim de sua receita pode ter em mente algumas saídas. Especialmente se a doutrina e promessas não se cumpriram por quase meio século.

Não seria honroso o desligamento, pois o afastamento é humilhante ao coração vaidoso do imperador, o qual sofre diariamente em ser ou não ser mais quem era. O desprestígio tornou-se uma dúvida. As estatísticas não são mais confiáveis e o volume de arrecadação segue em queda.

A mentira descoberta ou no limiar de ser desmascarado e tratado como um líder ordinário com riscos reais nas ruas de sofrer um atentado. Faz borbulhar numa mente autoritária e mesquinha um plano onde se torna vítima de sua própria inverdade. É quando passa-se a acreditar no que foi inventado e repetido milhares de vezes.

Os Manaains não são mais locais seguros para estar, alimentar-se e dormir.

Estão deformando brasileiros. Eles só pensam na eminente hora da partida. Não leem a bíblia, não a conhecem, eles usam somente a bíblia.

Crianças pequenas apreendem a doutrina da morte a qualquer momento, ou do arrebatamento.

Tragédias são comemoradas pelos mais radicais, como castigo divino ou sinal da partida.

Muitos estão deprimidos, desempregados e só não falam em suicídio pois Jesus está chegando.

Mas se demora o que vai acontecer.

Ultrapassaram todos os direitos de exercer a livre e plena liberdade religiosa. Estão aptos a fazer o mal a todos e a si mesmos.

São doutrinados a viver para a igreja, a ter amizades só dentro da Igreja a votar só nos candidatos da Igreja (ferindo a Lei Eleitoral a cada eleição) Pela igreja não existe pecado. Ir para o exterior e trazer equipamentos eletrônicos não é pecado.

Eles são incitados a odiar as outras religiões, fazem piadas com os nomes das denominações, animam suas pregações com este tipo de intolerância arrancando gargalhadas ao ridicularizar os líderes e suas respectivas igrejas.

Por isso jamais você irá ver a Igreja participando de um ato ecumênico em lugar nenhum do Brasil e do mundo.

Se um membro não faz tudo que eles mandam, sofre Bullying, humilhações durante os cultos ou Mannaains. É comum de público um pastor humilhar um membro diante de centenas ou milhares de pessoas, por causa de uma determinada falha ou fraqueza.

Mas quando um ungido ou pastor erra, eles escondem para preservar a Igreja.

Muitas pessoas estão sofrendo uma verdadeira lavagem cerebral e prontas a atender vozes de comando. São estimuladas a ouvir vozes. E muitas afirmam ouvir tais vozes.

A medida que as coisas não saem bem para os Maranáticos a sociedade brasileira pode preparar-se. Pois em cada ponto deste país onde existir um fanático desta Igreja, não haverá bandeira nacional, nem pátria. Tudo que eles querem é que jesus busque a Igreja hoje se possível.

Chegou-se a tal ponto esta religião em 2012 devido a falta de limites. Acredito que muitas outras também desdenhem das leis e pecado seja não seguir a igreja tal como um império paralelo.

Traficantes, terroristas, corruptos, homicidas e todo tipo de mau elemento estão infiltrados nestas denominações. Entretanto eles não as usam, mas podem ser usados.

Não é incomum ver Igrejas abertas em locais dominados pelo tráfico de drogas ou frequentada por fugitivos do sistema penal. Os pastores são orientados a compor e dar-se bem com estes elementos.

Em algumas Igrejas eles são recebidos com respeito durante os cultos. Lembro-me bem de um pastor falando com orgulho por ter conhecido um determinado bandido de alta periculosidade.

A corrupção dos valores é altamente nociva aos jovens as crianças.

O problema da Maranata é igual de muitas outras denominações religiosas.

O Brasil precisa encontrar um Código de Disciplina e Ética para conduta religiosa. Onde não podemos aceitar igrejas com conceito destrutivo em suas doutrinas. Seria um avanço para o país e todo mundo.

fonte: https://obramaranatarevelada.wordpress.com/denuncia-igreja-crista-maranata-icm/#comment-934

Olá Alandati e demais irmãos, a Paz!
Alandati, estive lendo o seu comentário no qual voce classifica quatro tipos de pessoas ligadas à seita ICM. Entre elas, voce falou daqueles irmãos classificados como inocentes, humildes, desprovidos de cultura e que não sabem de nada ainda que está ocorrendo na “obra maravilhosa”. Porém, te digo que não é bem assim não. Um dia destes fiz a questão de imprimir as notícias veiculadas na internet que dão conta dos diversos crimes (em tese) praticados pela cúpula da seita ICM e entreguei a alguns parentes meus. Eles mesmos é que me haviam solicitado, pois queriam ler. São pessoas que se enquadram naquele grupo que voce classificou como inocentes, humildes, lembra? Sabe o que aconteceu? Elas nem se quer tiveram o interesse de lerem.

Sabem de uma coisa, Satanás é quem domina esta seita ICM e faz de tudo para impedir que as pessoas saiam de lá. Mas, infinitamente maior é o SENHOR DEUS DOS EXÉRCITOS, o qual tem libertado a muitos e continuará a fazê-lo.

Mudando um pouco de assunto, e aí, será que o Ministério Público do estado do Espírito Santo irá soltar uma nova Nota à Imprensa informando a sociedade sobre o resultado das investigações feitas contra os líderes da ICM? É, precisamos pressionar para que isto ocorra, caso contrário… O prazo de 90 (noventa) dias dito pelo MP para a apuração das denúncias ja se esgotou. Um abraço a todos. Fiquem na PAZ!

fonte: http://cavaleiroveloz.com.br/index.php/2012/06/desertores-quem-sao-e-onde-estao/#comment-12555

Desculpem a franqueza no que vou postar agora. Não quero ofender ninguém, mas classifico quatro tipos de pessoas, ligadas a icm, nesta hora:

1) Os que tomaram conhecimento de bem mais do que a ponta do iceberg, ou seja, de toda a podridão submersa, de heresias, mentiras, falsas unções, politicagens, crimes, etc, e resolveram deixar o ninho sujo e fedorento, por estarem incomodados;

2) Os irmãos inocentes, coitados, que nem imaginam estar em lugar de tanta hipocrisia e falsidade. Podem perguntar, quem não sabe de nada ainda? Sim, queridos, tem pessoas simples, aqueles vozinhas por exemplo, humildes, os irmãozinhos desprovidos até de cultura, e estão com inteireza de coração, e até ficam tristes e oram por nós, quando saímos. Posso estar errado, mas estes, mesmo se permanecerem na seita, vão direto para o céu, mas como não sou Deus para garantir;

3) Aqueles que sabem de tudo e ainda participam ativamente dos diversos esquemas, e nunca pensariam em largar o “osso”, pois tem rabo preso mesmo, e

4) Aqueles que fazem vista grossa, são honestos, e mesmo tendo ouvido as diversas denúncias, não querem se aprofundar nelas, e permanecem por medo mesmo, acreditando estarem na “obra filho único de mãe solteira”, aceitando todos os mandos e desmandos, baixando a cabeça e cumprindo com tudo de forma subserviente. Muitos destes ainda, juntamente com as respectivas famílias, almejam insistentemente crescimento, vindo do “sinhôrevelou”, dentro da unção meia-sola e de funções (diaconato, unção, ordenação, grupo de intercessão, grupo de louvor, professor, frente de servas, etc), e a todo custo. Há ainda uma outra variante dentro deste grupo, que é o grato, por um favor recebido da seita ou dos seus gestores, resultando em um grande benefício, seja recebido em uma única prestação (como um bom empréstimo por exemplo) ou em gordas mensalidades (caso de vínculos empregatícios diretos com o pes, vínculos empresariais com alguns da seita, etc…) Denomino o quarto de “vaca de presépio”, e confesso que são esses alvos maiores da minha oração e trabalho, para que deixem a seita.

Os outros, deixo para os irmãos escolherem o nome que quiserem.

Deixo claro que tal classificação foi resultante de uma pesquisa no “teti-a-teti”, dentro do universo do meu conhecimento, na qual busquei entender o pensamento de quem se definiu por se retirar ou de quem decidiu permanecer, analisando as respectivas razões apresentadas.
E aí, o que acham? A Paz do Senhor a todos.

fonte: http://cavaleiroveloz.com.br/index.php/2012/06/desertores-quem-sao-e-onde-estao/#comment-12418

CV, Se me permite!
Tem tempo que não escrevo nada! Só estou acompanhando!
Estou me tratando das feridas causadas por esta Seita, segundo a minha pisicoterapeuta, um bando de retardados. Desculpe os irmãos o linguajar,fiquei sabendo que (…) O dia da justiça esta chegando, vamos MP entra detonando!

Irma vitória estava como você talvez pior minha esposa também depois de 20 anos nesta seita agora estou livre você ainda vai ser muito feliz!

Ao Cavaleiro Veloz que Deus o abençoe ricamente. Avante Valente.

fonte: http://cavaleiroveloz.com.br/index.php/2012/03/nao-sou-fanatico/

Quanto mais essa “obra” nos julga, condena, amaldiçoa, mais temos a certeza de que tomamos a decisão certa.

Vendo a última vigília em BH, dirigida pelos pastores Maurício e Sergio, tive muita pena do que aquele lugar se tornou, se é que um dia foi. Profetadas e mais profetadas, línguas muito estranhas. Louvor arrastado e sem nenhuma alegria.

E nada de JESUS

Coitado daquele povo! Quantos queridos ainda estão lá, precisando de força para romper com esse sistema enganador.

Sabe CV e irmãos, tem muita gente entregando suas funções, indo à igreja, uma ou duas vezes por mês, desiludidos com tudo, mas sem forças pra chutar tudo pro alto e começar de novo, em outro lugar. A maioria irmãs com filhos. Por isso a necessidade de nossas orações, como também de estarmos sempre aqui, postando alguma coisa, pois é aqui, que muitas tem encontrado um pouco de consolo.

Assim como me ajudaram, tem ajudado a muitos que ainda se encontram prisioneiros naquela “obra”, que pode ser tudo menos igreja – corpo de Cristo. Igreja – corpo de Cristo é lugar de consolo, conforto, amor, alegria, paz, segurança e certeza de vida eterna com Jesus.

Lá, mentiras, heresias, maldições, profetadas, e muita pressão pra segurar o povo, a qualquer preço. Sabem que o que não falta é palavra de morte, contra os que saem, por isso o medo.

Como o que estão fazendo agora com as 23 pessoas que saíram da igreja de Jardim da Penha I – em Vitória. Gente honesta e temente a Deus, com 20, 30 e até 40 anos de “obra”, taxados agora de todos os “adjetivos”, próprio de um icemita formatado. Mas “a boca fala, do que o coração está cheio”, então fazer o quê? Só nos resta orar e GRITAR, aqui nesse blog.

Porque esse SOM não para de ecoar!
.
.
Amados, Ângela nos chama atenção para este fato: ORAÇÃO!

E nós podemos ORAR, sim! isso podemos… E me lembro dos primeiros começos do Blog e pensava: é nada em comparação ao que eles precisam. Foi nessa ocasião que escrevi um artigo ainda não publicado, falando algo a respeito de Elias saindo de Querite e indo para Sarepta à espera dos dias… Depois, este inesquecível profeta dirigiu-se ao monte Carmelo, e, com a descida do fogo de Deus consumindo o novilho no altar restaurado (e até lambendo a água que escorria), a obra dos meia-solas remendados por Nabote e Zesabel (quem lê entenda) foi destruída.

E aconteceu que neste incidente algo mais restava; e é quando nós encontramos o amado profeta de cabeça enfiada entre os joelhos, esperando o mover do Eterno e Todo-Poderoso para socorrer os desesperançados da terra. E ele orou com insistência, até que bem distante apareceu a nuvem, pequena como o punho de um homem… Era o sinal da grande tempestade…

Filhos de Deus, com Elias, o amado “homem de Deus”, aprendemos lições de perseverança na oração. Entreguem-se à oração perseverante. Este é o momento de consolar desesperados, curar feridos, dirigir os sofredores, fortalecer os que manquejam de opressão. Infelizmente, como instituição a ICM se nos apresenta cidadela de ofensas, pedra de tropeço e poço de iniqüidades. O ninho está sujo… muito sujo.

Olhem o cenário de cada família dos retirantes. (Comentei a obra de C. Portinari com este título. Cena forte mas não nos parece a realidade dos retirantes?) O gedeltismo mentiu e semeou a desesperança, a fome, a loucura, a profetada e tradições de vaidades. Porém, o Deus da Consolação em breve esmagará a Satanás usando nossos pés, sim! os pés daqueles que não se permitem cansar, nem desanimar; mas ousam crer que Ele é poderoso para nos sustentar ainda que andemos pelo vale das sombras e da morte…

Orem! Peçam a Deus uma capacitação especial neste sentido. Na sua casa será como aconteceu a Elias: pequeno o sinal da resposta mas de repente o quebrantamento de coração, com lágrimas… abundantes lágrimas de gratidão pelo livramento das amarras, doenças e medos; livramento das maldições e profetadas… algo que o Espírito de Cristo Jesus está disposto a conceder.

SIM! Nós podemos orar… e orar com ações de graças… até que os Céus se abram e desçam chuvas de bênçãos sobre a secura dos corações doentes de desesperança.

Paz.

CV.

fonte: http://cavaleiroveloz.com.br/index.php/2012/06/desertores-quem-sao-e-onde-estao/#comment-12179

CV,

As feridas são tantas. Agora que estamos de fora é que vamos nos lembrando e ligando os fatos.
Na verdade essa instituição nunca se interessou em cuidar das vidas e muito menos respeitá-las.

Eu era professora em uma escola e perto ali, havia um trabalho da igreja.
Um dos frequentadores dos cultos andava sempre com crianças que não eram de sua família. Uma delas era uma menina aluna da escola que foi sexualmente violentada por esse homem. Isso me trouxe muito sofrimento e trauma. A polícia e o IML levou a criança e tudo foi provado e o homem foi preso.
Mas a revolta maior foi saber que um obreiro da igreja dava o maior apoio a esse violentador e pouco depois ele estava solto e frequentando a igreja. Eu reclamei e fui tratada com desprezo e com aquele silêncio próprio da seita.

Pouco tempo depois uma das professoras de criança comentou comigo que esse indivíduo estava na porta do banheiro olhando as meninas e elogiando-as.
Eu me revoltei de tal maneira que chamei o ungido da igreja e ameacei dizendo que rumaria um cabo de vassoura na cabeça daquele homem se eu visse ele olhando para uma menininha nossa.

Quando me lembro de fatos como esses é que me encorajo a relatar para que fique público aquilo que existe dentro deste ninho violento. Ali não existe a menor preocupação com as almas feridas, com as vidas dilaceradas pelo mundo, nada.
Sem palavras.

Tristeza.

fonte: http://cavaleiroveloz.com.br/index.php/2010/09/pedofilo-teria-feito-mais-duas-vitimas/#comment-12178

Com toda a sinceridade. Estive na ICM há pouco mais de vinte anos. Fui diácono e não conseguia enxergar tantas irregularidades, falcatruas e heresias.
Hoje, sinto vergonha de haver pertencido a esta seita anticristã. Quando vejo um maranata na rua, jamais posso confundí-lo: nariz empinado, desrespeitador(a), hipocrisia, etc. A vestimenta da SAIA JEANS (mais comum) é a marca registrada .
Tenho, infelizmente, um cunhado que é filho de um dos SETE pastores “poderosos” da maranata: bandido puro, e ainda recebe salário como empregado da maranata sem fazer NADA, UMA LÁSTIMA!
Só Jesus!

fonte: http://cavaleiroveloz.com.br/index.php/2010/09/pedofilo-teria-feito-mais-duas-vitimas/#comment-12160

Um casal de amigos meus que mora lá no litoral saiu da icm por causa dessa historia.

Eles já estavam magoados com a igreja quando moravam aqui na minha cidade pois denunciavam os podres de pastores daqui ,mas ninguém dava ouvidos.

Estavam na ilusão de que os problemas eram só por aqui,foi uma decepção muito grande quando viram que a coisa por lá estava feia também.

Ainda existem pessoas que acham que só na sua igreja que o Senhor não revela as coisas ,que os obreiros não são dedicados, que no maanaim o Senhor opera de forma maravilhosa,etc…oproblema é geral,aliáz,lá no pes acontece cada podre que é abafado…

Eu e meu marido sabemos de cada coisa horrivel que eles fazem,é tipo uma máfia,uma maranata maléfica dentro da maranata,e o chefão sabe de tudo.

Não podemos falar nada porque eles processam e derrubam quem atravessar o caminho deles.

E pensar que tem tanta gente boa sendo enganada,as vezes eu tenho vontade de gritar para o mundo tudo o que eu sei,mas tenho família e também,seria uma espécie de vingança,então deixo tudo para Deus resolver.

um abraço.

fonte: http://cavaleiroveloz.com.br/index.php/2010/09/pedofilo-teria-feito-mais-duas-vitimas/#comment-12160

Dentro da minha trajetória fora do jugo pesado da “obra”, onde a sensação foi de ser tirada uma tonelada das minhas costas, deparei-me com uma letra um tanto quanto instigante, além de muito inteligente, de 2007:

“É Proibido Pensar”
(João Alexandre)

“Procuro alguém pra resolver meu problema
Pois não consigo me encaixar neste esquema
São sempre variações do mesmo tema
Meras repetições

A extravagâncias vem de todos os lados
E faz chover profetas apaixonados
Morrendo em pé rompendo a fé dos cansados
Com suas canções

Estar de bem com vida é muito mais que renascer
Deus já me deu sua palavra
E é por ela que ainda guio o meu viver

Reconstruindo o que Jesus derrubou
Re-costurando o véu que a cruz já rasgou
Ressuscitando a lei pisando na graça
Negociando com Deus

No show da fé milagre é tão natural
Que até pregar com a mesma voz é normal
Nesse evangeliquês universal
Se apossando do céus

Estão distantes do trono, caçadores de deus
Ao som de um shofar
E mais um ídolo importado dita as regras
Pra nos escravizar.

É proibido pensar (5x)

Procuro alguém pra resolver meu problema
Pois não consigo me encaixar neste esquema
São sempre variações do mesmo tema
Meras repetições

Meras repetições
É proibido pensar”

Ele não pertence à “obra”, e portanto não tem “revelação”, nem “entendimento de obra” como você icemita, mas relata de maneira precisa, em 2007, o quê você vive dentro da seita “obra”, “obra”, “obra”, “obra”, “obra”, “obra”, dentre muitas outras que, em nada, diferem uma da outra.

Você pode me exlicar isso? A própria letra responde: “Deus já me deu sua palavra
E é por ela que ainda guio o meu viver”

Deixo também o link para o áudio, para quem não conhece. Vale à pena ouvir:

http://www.youtube.com/watch?v=d-7eeM5mMzc

fonte: http://cavaleiroveloz.com.br/index.php/2012/05/apaixonei-me-pela-obra-e-agora/#comment-12136