Posts com Tag ‘quem saíu da obra e morreu’

Lendo outros tópicos encontrei uma “linda pregação” do Gedelti e resolvi colocá-la aqui, pois eu mesma achei que fosse exagero pensar em queima de arquivo, mas agora, estou achando que não é tão exagero assim. O negócio lá tá muito feio mesmo…

http://www.myspace.com/video/500418718/obra-icm-terror-pisicol-gico/63439156

“O temor é aquilo que nós temos hoje de não falar das coisas que o Espírito Santo está fazendo. Nem censurar as pessoas ,muitas vezes.
que estão no nosso meio, numa operação,numa orientação que o Senhor dá as vezes
ao presbitério,para uma igreja, para um grupo…as pessoas sabem que não podem
se levantar (contra),por que estão se levantando contra uma determinação do
Espírito Santo e isto é muito sério! É preciso temor! Para que nós aprendêssemos
o que era temor, nós vimos as lutas se travar(em) Nós vimos as pessoas se
levantar(contra), entenderam?, abrir a boca….entenderam?….E foram
estraçalhadas, estraçalhadas no trânsito e tantos,tantos cantos. Pessoas que
abriram a boca, os urubus comeram a carne deles. Ficou dez dias exposto no meio
mato e quando foram ver não tinha mais nada, os urubus tinham comido.Nós
tínhamos visto isso isso e quando nós vimos isso nós entendemos uma coisa,é que
aquilo era para nós. Nós é que merecíamos aquilo. Nós presenciamos uma pessoa
que eu nunca vi isso na vida, nunca tomei conhecimento….uma pessoa morrer
totalmente ‘bichada”, bichada! …..na Santa Casa de Misericórdia , em Vitória.
Bichada!bichada! de ninguém poder chegar perto, nem médico, nem ninguém chegar.
Bicho comendo o “cidadão”. Abriu a boca contra a Obra do Espírito. Foi desse jeito que aprendemos a ter temor.

fonte: http://www.facebook.com/groups/maranatarevelada/