Posts com Tag ‘culto minas gerais’

Tomei conhecimento de um culto especial transmitido, no último sábado, pela seita, direto da região de Belo Horizonte, onde teve a presença do Comendador.

Soube que o texto base da pregação foi Judas 1:11 – “Ai deles! porque entraram pelo caminho de Caim, e foram levados pelo engano do prêmio de Balaão, e pereceram na contradição de Coré.”

Eu gostaria de lembrar uma aula do Maanaim (contradizendo o significado bíblico, que é acampamento dos anjos, mais parece “oficina para oprimir os servos” nas mãos dessa seita) a respeito de Culto Profético, onde é explicado, até com gráficos e desenhos, que a pessoa chega no culto com diversas opressões, sendo que uma delas é a maior, e enquanto não se retira essa maior, todas as outras menores não serão retiradas, e a pessoa continuará oprimida. (Não sei se ainda é ensinada essa asneira, mas os mais antigos poderão confirmar isso).

Na aula citada, então é/era enfatizado que se deve seguir a orientação do “Senhor” a respeito das necessidades dos que entrarem na igreja, conforme a direção dada pelos “dons”, e aí se terá certeza que as opressões maiores, de cada um, serão retiradas, e as pessoas ficarão libertas para aceitarem a salvação.

Continuando com o ensino de lá, os louvores e principalmente a mensagem dos cultos/reuniões são escolhidos com base na “direção dos dons”.

Bem, a que propósito eu estou trazendo tal conteúdo para este blog, e que mais traz asco aos que ouvem e já largaram o ninho sujo? É para afirmar que o texto levado pelo comendador, ontem o culto especial, fugiu TOTALMENTE do ensino da “obra”, pois não foi condizente com os “sinais” ou “dons” entregues para a reunião, segundo informação dos presentes.

Será que a preocupação maior era falar daquilo que veio de Deus, ou de fazer uma verdadeira lavagem cerebral nos que estavam assistindo, a respeito dos retirantes?

O Comendador pode fugir do script? Os obreiros da seita tem que ficar engessados pelas sugestões, que viram obrigações, para serem retransmitidas ao povo, de forma massacrante, a ponto de ninguém mais aguentar ouvir falar no tal do CHATÉLITE?

Icemitas, abram o olho. Em um culo especial, onde o objetivo deveria ser de salvar o homem e falar aos possíveis visitantes presentes, do amor de Deus, de Sua misericórdia, ao contrário, serve como meio de disseminar arrogância, ameaças, teoria do medo, maldições, lavagem cerebral, heresias.

A formatação continua.

“Sai dela, povo meu”

A Paz do Senhor Jesus a todos.

fonte: http://cavaleiroveloz.com.br/index.php/2012/05/me-desesperei-quero-fugir-do-ninho-e-nao-sei-como/#comment-12238