atacar até matar quem for considerado uma ameaça

Publicado: 12 de janeiro de 2017 em Obra revelada
Resultado de imagem para apontando arma

E-mails com ameaças, difamações, calúnias, injúrias e maldições endereçados contra o autor dos artigos do Blog do Cavaleiro Veloz, formam um capítulo à parte nesses primeiros sete anos de enfrentamentos contra crimes (em teses), erros graves e heresias instituídas pela elite da Instituição. Fomos traídos. Nosso o direito de opinião. O mal cresce. O maranatismo é sectário. Pastores denunciam. Resistir aos erros dos falsos profetas e maus pastores é nosso dever de cristãos.

Havendo inúmeras investigações em curso pela Polícia Federal, Ministério Público do Estado do Espírito Santo e Receita Federal, crescia a instigação do ódio religioso a ponto de o Blog haver publicado os nomes dos marcados para morrer. Não tive dúvidas em publicar nomes dos alvos principais desse ódio religioso e o Ministério Publico ficou ciente, pois denunciei o fato pessoalmente e por escrito.

Insistentes denúncias nas redes sociais contra a autodefesa, a avareza indiscriminada, a dissimulação e a dissolução do patrimônio mostravam a Instituição nesse quadro vergonhoso… enquanto os fakes palacianos instigados pelo ódio religioso nos acusavam se sermos os culpados das investigações!

O depoimento do pr. Abraão Rodrigues Ferreira, São Luís, MA, expressa a intimidação dos pastores e a ignominiosa manipulação através da hierarquia institucionalizada. O ódio religioso!  O pavor! Os coronéis do gedeltismo davam ordens e quem tivesse juízo devia assinar.

 

(…) “Lembro-me de um dia estar em uma reunião em uma assembleia extraordinária, diga-se de passagem, onde tudo estava armado e definido pela liderança e a sua cúpula, mas para demonstrarem uma falsa satisfação aos pastores que ali estavam, era uma convocação para aprovação do conselho presbiteral, criada para defender os interesses comuns e mútuos e não da igreja de forma global como muitos ingenuamente pensavam e continuam a pensar, conselho presbiteral também é um capítulo à parte, merece um destaque maior, pois eu nunca vi em lugar algum do mundo, um conselho presbiteral composto de coronéis e de homens que representem alguma autoridade, gostaria muito de entender porque um pastor, um líder espiritual, que deveria estar pregando a paz e a harmonia entre as pessoas, homens que deveriam ser vistos como propagadores da paz entre as gentes, ao invés disso, o que se vê é o inverso, homens rodeados de armas de todos os calibres pessoas preparadas para defender e atacar até matar quem for considerado uma ameaça, tudo para defender os interesses particulares de alguns líderes, senhores detentores do poder prontos para dar a ordem de ataque aos pitbulls.

 

Pastor não é para estar cercado de soldados armados, a não ser que ele tenha algo a esconder. Jesus nunca precisou de segurança, nem os seus discípulos, ao contrário, o Apóstolo Paulo era cercado de autoridades, mas para prendê-lo injustamente, que não é o caso dos nossos líderes que querem fazer as igrejas acreditarem em uma inocência que nunca existiu, Paulo, das vezes em que se via um soldado ao seu lado, não era para protegê-lo, mas para se guardar de que Paulo não fugiria deles, como esteve preso, algemado junto com soldado romano para terem mais garantia de que Paulo não fugiria, isso a pedido das autoridades romanas, e a segurança de Paulo em meio as aflições era: Paulo, a minha graça te basta.” (…)

 

O ano de 2011 estava chegando ao fim e o palácio da rainha desfigurada causou espanto com o VOTO DE CABRESTO. Esta manobra antecedeu à ardilosa 10ª Alteração do Estatuto da Igreja Cristã Maranata – Presbitério Espírito Santense, de 10.12.2011. Este instrumento público foi arquitetado para manter Gedelti Gueiros na presidência da Instituição e do Conselho Presbiteral cercado por assessores e diretores.

O absolutismo despótico e maligno.

O ano de 2012 mostraria o resultado.

O desastre estava iminente e inevitável.

O gedeltismo nos traiu.

O Presidente da Instituição fica furioso quando vê críticas ao que ele fala, especialmente se aparecem no Youtube. E consegue a retirada dos vídeos.

http://cavaleiroveloz.com.br/index.php/atacar-ate-matar-quem-for-considerado-uma-ameaca/

 

comentários
  1. ELIAS SOARES disse:

    É uma vergonha.

    Em Portugal, os fiéis foram enxotados e humilhados pelos irmãos portugueses e chamaram e fizeram queixa para o amadeu e o daniel, que vieram aqui e abriram locais de culto apenas para os brasileiros, trocam de pastores a cada três meses, dízimos e ofertas são cobrados em alto e bom som nos cultos para despesas da obra, mas os cultos são em hotéis, nem uma sala alugada não tem.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s