obra maranata – Os membros passaram a viver gravitando em função dos caprichos e melindres desse egrégoro “Obra”.

Publicado: 14 de outubro de 2014 em Fatos obra maranata, Obra revelada
Tags:, , , ,

Animation1_zps5a05b090Os membros passaram a viver gravitando em função dos caprichos e melindres desse egrégoro “Obra”.

A vida das pessoas era anulada para satisfazer os mimos e carências dessa entidade “Obra”, que as obrigavam e estimulavam a uma severidade de horários, compromissos, costumes, atividades – diariamente.

O sistema religioso “Obra” não media esforços para a satisfação de seu regime, por isso, reclamava, “revelava”, emitia “dons”, dava “orientação”, através do coração inebriado de seus apaixonados líderes e subalternos pastores das “unidades locais” (que diziam ser o próprio Deus falando), arregimentando as “formiguinhas” a trabalharem, a cirandarem e a tocarem tambor em função da “Obra”, almejando viverem a “Obra como forma de vida”, a se tornarem verdadeiros “Valentes da Obra”, adquirindo a “mentalidade de Obra”, seguindo piamente as “orientações” com “entendimento de Obra”, para, no fim, o coração ficar “cheio de Obra”.

Embora a dedicação dos “valentes da Obra” para a satisfação do sistema seja de uma doação nervosa e ofegante, de sorte a refletir negativamente no trâmite das necessidades da vida secular, o ídolo “Obra”, verdadeiramente, pouco está preocupado com a vida espiritual ou secular de seus “valentes”.

O sistema “Obra” funciona tal como uma empresa comercial que só está interessado com aquilo que o “valente” pode lhe ser útil. Se o “valente” não tem o que oferecer para a “imagem da Obra”, para a manutenção do arquétipo nervoso do sistema, a pessoa do “valente” é esnobada, como um copo descartável de plástico depois de usado. Por isso, inevitavelmente, desperta um sentimento carnal de competição entre os membros, a saber, de quem será ali, naquela panelinha religiosa, o mais prestigiado e estimado “varão valente” do sistema “Obra”. Uma religiosidade de méritos religiosos!

http://cavaleiradaverdade.wordpress.com/2014/09/14/a-icm-e-seu-conceito-de-obra/

comentários
  1. […] Essa enganação gira na mente do formatado 24 horas por dia, sem descanso, emitindo insights do egrégoro OBRA. […]

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s