maranata – efeitos destruidores da seita – “Meus pais morreram e não poderei mais recuperar o tempo que fiquei longe deles para cuidar desta obra maldita.”

Publicado: 10 de agosto de 2013 em Fatos obra maranata, Obra revelada
Tags:, , , ,
seita maranata - destruindo famílias

seita maranata – destruindo famílias

“Eu não vi meus filhos crescerem…”

“Faz mais de um mês que eu e minha esposa não nos falamos. Nosso quarto, outrora cenário de nosso amor, se transformou em campo de guerra. A obra ergueu um muro entre nós…”

“Eu comprei uma mesa com oito lugares. Meu sonho era me reunir com meu marido e nossos cinco filhos para as refeições…agora… tudo acabou. Meu noivo se casou com outra mulher e eu vendi a mesa…por causa da idade não poderei mais ter filhos.”

“Por revelação sem lógica, eu e meu namorado terminamos. Nós nos amávamos muito e íamos nos casar mas, por outra revelação mais sem lógica ainda, me casei como quem não gostava. Nunca esqueci o meu amor.”

“Meu sonho é ver minha família mais unida, mais feliz, mais amáveis um com o outro…essa seita ela apaga isso na minha família, entende? Ela coloca uma frieza que não traz alegria, sabe?”

“Minha filhinha está doente e eu passei o dia todo com o coração doendo e com vontade de chorar. São 260 Km de distância entre ela e minha esposa…”

“O pastor me fez terminar o namoro porque ele é da Assembléia de Deus. Ele me afastou de tudo e ninguém fala mais comigo.”

“Papai, nem nas férias o senhor não vai ficar com a gente?”

“Meu marido foi embora com o conselho do pastor. Voltou para a casa da mãe. Ele não me aceita mais porque saí da obra. Ele ama mais a obra do que a família. Eu fiquei só para criar os nossos filhos.”

“Faz muitos anos que não passo um fim de semana com minha família, que não levo minha esposa para um jantar…”

“Eu e meu noivo viemos juntos para a obra mas ele não gostou do que viu e nosso noivado acabou. Cada um foi para um lado em meio à muitas lágrimas.”

“Me casei com um gay. A igreja e a família dele sabiam de tudo e me enganaram com falsas revelações. A mãe dele não o aceitava e o forçou a se casar de qualquer jeito. Todos me traíram e destruíram meus sonhos.”

“Eu tolero esta seita maligna por amor à minha mulher e meu filho. Oro para que Deus abra os olhos dela e assim podermos ir embora.”

“Papai, o senhor não vai na festa dos dia dos pais da minha escola? Eu vou fazer uma apresentação…todo sábado e domingo o senhor viaja ou vai para o maanaim…”

“Meus pais morreram e não poderei mais recuperar o tempo que fiquei longe deles para cuidar desta obra maldita.”

E viverão unidos até que a obra os separe.

… cercas erguidas, pontes quebradas, elos perdidos, laços rompidos, vírgulas, reticências e…ponto final.

“obra como forma de vida”

“Volta papai!”
“Volta amor!”
“Volta…!”
“…podemos comprar outra mesa…”

VOLTA…
VOLT…
VOL…
VO…
V…


..
.

Será que alguém entende essa destruição?

Eurípia Inês.
.
.
As lágrimas correm e gritam.

Dor surda.

Não existe cura,
nem bálsamo,
nem médicos!

Que dor!

Só o tempo para dizer…

CV.

fonte: http://cavaleiroveloz.com.br/index.php/2011/03/testemunhos/#comment-11317

comentários

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s