maranata – Quer dizer aquela historinha de um projeto vindo da eternidade… promessa para os últimos dias… e a experiência de meia dúzia de “santas” pessoas, foi tudo historinha da carochinha.

Publicado: 11 de julho de 2012 em Discriminação e preconceitos na maranata, Testemunhos de obreiros, servos, pastores, diaconos
Tags:, , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Queridos CV e irmãos,

Uma pretensa igreja, que começou por causa da disputa de poder, realmente não tem nada a oferecer como Corpo de Cristo, e muito menos, levar o necessitado a conhecer Jesus como Salvador.

O livro de Joel Brinco mostra com toda clareza, que a família Gueiros, encabeçada por Gedelti Gueiros, não tinha nenhuma intenção de fundar outra igreja, e sim continuar mandando na Igreja Presbiteriana de Vila Velha, tanto que dentre os muitos problemas criados por eles, um foi tentar junto ao Presbitério daquela igreja, anular a eleição do candidato vitorioso.

Não conseguindo, fundaram então a Igreja Cristã Presbiteriana, atual Igreja Cristã Maranata. E o uso do nome Presbiteriana “…servia de chamariz na arregimentação de novos membros…” Quer dizer aquela historinha de um projeto vindo da eternidade… promessa para os últimos dias… e a experiência de meia dúzia de “santas” pessoas, foi tudo historinha da carochinha.

Toda a vida pregaram que nunca houve um “racha”, quando da saída da IPB. O livro de Joel Brinco está aí mesmo, para desmascará-los. Nele consta a relação das 82 pessoas (adultos e crianças), “quase a metade da igreja”.

É debaixo dessas mentiras, que são tomadas todas as decisões, inclusive o levantamento dos “ungidos”. Homens vaidosos, e sem nenhum preparo para cuidar das ovelhas do Senhor.

Semana passada em uma das “unidades locais” de Vitória – ES, só porque um jovem de 16 anos, visitou uma outra denominação juntamente com sua mãe e irmãos, foi chamado e humilhado pelo pastor, dizendo ser má influência para os demais jovens, e que precisava de oração; colocando-o de joelhos. Chamou então, mais um obreiro e um diácono, e aproveitando que o jovem estava sem os familiares o constrangeu ao ponto de fazê-lo chorar. Enquanto isso sua mulher saía em colunas sociais em festa com político e empresários.

Quer dizer : ir em uma igreja se torna uma má influencia, ir em festa do mundo – uma boa influencia. Por aí se avalia, os reais valores dessa “obra” e os frutos desses “ungidos” de Gedelti. Nada contra alguém ir onde quiser. Duro mesmo, são os dois pesos e as duas medidas, usados de acordo com suas conveniências.

Esses são discípulos do “gedeltismo monárquico pseudo-carismático”, que pune, fere e destroça os pequenos e aqueles que tem menos; e enleva, endeusa e bajula os que tem mais.

Por isso as casinhas de tijolinhos estão cada dia mais vazias. Tem algumas que nem abrindo pelas madrugadas estão mais. Sem falar na de VV I, aquela bem pertinho do pes; já não tem culto às quartas-feiras a noite, e no domingo o culto começa às 18.00 e não 19,30 horas, por causa da baixa freqüência.

Enquanto isso, nas demais denominações estão precisando aumentar o número de bancos, e algumas até de templos, para atender a demanda sempre crescente, dos muitos desiludidos com a “obra perfeita”. Fora os que ainda estão lá, à espera de um ou outro familiar indeciso, mas que não tem mais nenhuma ilusão quanto ao rumo dessa instituição. Ah! Tem ainda os que estão em Querite, desfrutando do aconchego do Senhor e que são a grande maioria.

E nem com tudo isso aprendem!

Continuam maldizendo os retirantes via satélite, chamando-os de traidores, e vendendo “obra”,“obra” e “obra” nas vigílias, com muito “movimento”, barulho e emoção, tentando com isso, levar alguns incautos a achar que é tudo operação do Espírito Santo.

Como se Deus, Jesus e o Espírito Santo habitassem no meio do erro e da mentira…

Não esperem mais Irmãos! Essa organização não tem mais nada a oferecer, quer dizer nunca teve , nós é que vivíamos iludidos. Experimentem essa maravilhosa liberdade e alegria em Cristo Jesus! E isso só é possível, longe das grades e dos portões da icm-pes.

A todos, a paz e o amor do Nosso Senhor!

fonte: http://cavaleiroveloz.com.br/index.php/2012/06/discriminacao-e-preconceitos/#comment-14541

comentários
  1. […] maranata – Quer dizer aquela historinha de um projeto vindo da eternidade… promessa para os últ… […]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s