maranata – Era só obra, obra, obra, maranata, maranata, projeto, revelação,…dons vazios e que não se cumpriam.

Publicado: 11 de julho de 2012 em Testemunhos de obreiros, servos, pastores, diaconos
Tags:, , , , , ,

Ao Observador postagem de 08/07/2012 as 21:25

Irmão, nós relatamos aqui aquilo que vivenciamos 10, 20, 30 e até mais anos dentro de uma seita que mentiu para nós. Lugar onde não podíamos falar. Note que isso é unânime em todos os comentários.

Não conhecemos um irmão sequer, que saiu da icm, que não tenha do que relatar de preconceitos, discriminação, maus tratos, mentiras, arrogância e que não tenha se sentido enganado. Da icm podemos falar com propriedade. Das outras seitas que você cita não podemos porque não foi de lá que saímos. Não as conhecemos.

À Fernanda, post enviado em 07/07/2012 as 19:54, pergunto: Do que está cheio o seu coração quando xinga o CV, nosso irmão, de Cavaleiro feroz e de pangaré?

Do que está cheio seu coração quando julga que somos um bando de famintos perdidos pelo deserto, sem pastos verdes e sem o bom pastor?

É, sem esse “o bom pastor” assim com letra minúscula, nós estamos mesmo, porque o nosso BOM PASTOR É JESUS.

Agora, sim! temos liberdade para servir a Cristo Jesus, o Amado e Sumo Pastor das ovelhas. Temos tempo para ler a Palavra de Deus e nos alimentarmos dos pastos verdes que Jesus tem para oferecer. Alimento forte, sadio, sem mistura, sem alegorias, revelagens, sem dons fabricados e tantas invenções além da letra.

Irmãos, ninguém aqui está amaldiçoando a icm. Ela amaldiçoa quem não concorda com as doutrinas heréticas que ela prega e que consegue enganar tantas pessoas. Quantas vezes a liderança dessa seita usou e usa os púlpitos para amaldiçoar àqueles que saem e para falar mal das outras denominações?

Nós escrevemos aqui aquilo que vivenciamos e sofremos por anos. Em silêncio!

Sugiro à irmã Fernanda, a leitura de artigos como “Querite”, “Lavando os pés”, e depois diga se isso é pasto seco. Não julgue nossos corações irmã porque só Deus os sonda e conhece. Nós vemos o exterior mas Deus vê o interior.

O CV é um vaso de benção nas mãos de Deus. Quando ele escrevia esses artigos que indiquei, eu estava sim comendo pasto seco dentro da icm. Lá os pastos estão secos há anos. Eu frequentava os cultos na madrugada, ao meio dia e a noite todos os dias. Eu sempre chegava em casa vazia porque na igreja não era pregado o nome de Jesus.
Era só obra, obra, obra, maranata, maranata, projeto, revelação,…dons vazios e que não se cumpriam.

Você, irmã Fernanda não tem culpa. Todos nós aqui, talvez um dia, já tenhamos agido assim. Nós estávamos cegos e não percebíamos o que está por trás desta seita. Eu não conseguia entender como recebia um tratamento tão cruel onde se devia pregar o amor de Jesus. Esse amor eu NUNCA presenciei por quase duas décadas frequentando esta seita.

Agora que saí é que pude conhecer o Evangelho da Graça.

Irmã Fernanda, só posso te dizer uma coisa: Estar vivendo pela Graça de Jesus é a melhor coisa que existe.
Talvez você esteja precisando se dar essa oportunidade. Procure conhecer mais sobre o que é estar na Graça de Jesus e você não falará mais desta forma nem com o CV e nem com ninguém.
Você irá nos compreender assim como nós te compreendemos. É o que eu te desejo de todo coração.

fonte: http://cavaleiroveloz.com.br/index.php/2012/06/discriminacao-e-preconceitos/#comment-14541

comentários
  1. […] maranata – Era só obra, obra, obra, maranata, maranata, projeto, revelação,…dons vazios e que… […]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s