Realmente é um absurdo, uma espécie de assédio moral diário e velado.

Pelas enfermidades que eu possuo, enquanto estava na ICM, não podia participar de determinadas atividades da ICM (madrugadas, limpezas, mutirões e outras).

Sempre que não participava, mesmo que com justificativa prévia, eu era (veladamente) cobrado nos cultos. Olhares de canto de olho, desconfiados, condenatórios.

Eu não compartilhava com essas práticas e as condenava educadamente, com questionamentos imediatos. Nunca tolerei esses absurdos. Só por não concordar já era visto como “questionador”, “murmurador”.

Quantas vezes presenciei irmãs com graves problemas de saúde limpando templos enormes, porque era dito a elas que se elas assim fizessem o Senhor as curaria.

Da mesma forma, irmãs e irmãos eram coagidos a estarem nas madrugadas, mesmo em dias de chuva e frio. Depois a conta da farmácia chegava e ninguém perguntava se eles tinham condições de arcar com os remédios.

Sem contar a produção desenfreada dos sentimentos de culpa e medo no coração dos membros. Eles se sentem culpados por faltarem a madrugada ou a limpeza, sentem que não serão abençoados ou salvos.

Ora, a salvação não é pela graça? Na ICM não.

Mais um exemplo: Certa vez um “pastor” que diariamente espancava (e ainda espanca) as ovelhas de púlpito conversou com um irmão e deu a entender que o problema dele (depressão) era era causado por falta de busca ao Senhor. Misericórdia! O “pastor” coordenador desse outro “pastor” ficou sabendo disso e NADA fez.

São esses aspectos que tornam a ICM uma igreja com fortíssimas características de seita.

Está doente? É falta de fé. É falta de madrugada. É falta de participação na limpeza.

E o pior é que isso é um círculo vicioso, pois os mais novos são induzidos a agir igualmente aos mais antigos e, assim, também são inseridos nesse ambiente maligno de cobrança e perseguição.

Isso é evangelho meus irmãos?

ISSO É EVANGELHO???

fonte: http://cavaleiroveloz.com.br/index.php/2012/06/discriminacao-e-preconceitos/#comment-12960

Anúncios
comentários
  1. […] maranata – Quantas vezes presenciei irmãs com graves problemas de saúde limpando templos enormes… […]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s