maranata – passou a ser um ringue, um inferno para tantos.

Publicado: 27 de maio de 2012 em Testemunhos de obreiros, servos, pastores, diaconos
Tags:, , , , , , , ,

Vitória:

Não pude conter as lágrimas, que tristeza minha irmã! A igreja teria que ser um bálsamo para todas as famílias, mas passou a ser um ringue, um inferno para tantos. Agradeça a Deus por vc ter se despertado do engano, e isto vai, em nome de Jesus fazer a diferença para toda sua família.

Permita-me falar com vc algumas palavras que eu gostaria de ter ouvido quando enfrentei situações parecidas. Espera com paciência no Senhor, o tempo da vergonha da liderança está chegando. Aí sim, seus argumentos terão respaldo aos olhos do seu esposo. Não lute com ele, pq ele é vítima, ajude-o com mansidão e carinho a ter os olhos e entendimento abertos. De forma alguma se ausente do leito do casal! Este é uma atitude que deve ser banida, custe o que custar! Converse com ele sim, exponha os fatos, suas agonias e não-concordância, mas não permita que a conversa avance para a discussão, pq dalí para a frente não conseguimos conversar com mansidão, deixamos os frutos do espírito e caímos nas obras da carne, e nossos filhos não podem sentir isto de forma alguma, eles têm que ser preservados a todo e qualquer custo, senão corremos o risco de, querendo e buscando acertar, acabar caindo em erro. É tudo que o adversário precisa de nós para agir contra nós mesmos.

Em situações como esta, o melhor é agirmos como se fôssemos como eles para mais tarde, os ganhar. Em 1Corintios 9:22 Paulo disse: “Fiz-me como fraco para os fracos, para ganhar os fracos. Fiz-me tudo para todos, para por todos os meios chegar a salvar alguns.” Esta é a estratégia!

Se vc não sente confortável seguindo com sua funções e cargos que acaso tiver, entregue-os, não faça nada sem ter o coração no que faz pq o Senhor não aceita mesmo. Mas não abra mão de estar com eles o tempo todo. Nunca os deixe sós. Esteja com eles, seu marido e filhos sempre, seja em casa, no leito, ou mesmo na igreja, porque a hora da libertação completa vai chegar, e assim os encontrará juntos.

Bater de frente contra o “obra” é fomentar discussão, então não bata de frente neste momento. Olhe para seu esposo como uma vítima deste sistema, não como seu algoz. Seu carinho, seu amor, sua temperança e até mesmo seu silêncio ao invés da discussão rotineira, vão falar muito mais alto e convincente. Ame-o, ore por ele e com ele, respeite-o como sua metade, não desfaça da dedicação dele à maranata. Ore com ele pedindo a Deus que os ajude a encontrar a solução para os conflitos. É muito, mas muito difícil mesmo admitirmos que erramos ao crer que esta era de fato, uma “obra” perfeita. Para uma mulher é difícil, imagina para um homem, quanto mais difícil seja!

Vc não está sozinha. Tem uma legião de amigos-irmãos orando por famílias como a sua, pedindo a Deus incessantemente para os preservar unidos. Espere um pouco mais, tenha certeza de que isto tudo vai passar e vcs serão vitoriosos. Continue pedindo sabedoria a Deus, Ele te ajudará a se calar e a se fazer ouvida no tempo certo.

Que Deus os abençoe!

fonte: http://cavaleiroveloz.com.br/index.php/2012/05/apaixonei-me-pela-obra-e-agora/#comment-11325

comentários
  1. […] maranata – passou a ser um ringue, um inferno para tantos. […]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s