Arquivo da categoria ‘Pastores que saíram da maranata’

espirito da maranata 2corintios11_14

espirito da maranata 2corintios11_14

“Quero informar que ontem(15/10/2013) um pastor de Duque de Caxias, RJ, pastor Jânio Sales, se desligou da ICM. Ontem também foi o culto para apresentar o novo pastor. Seria uma troca de ministério normal se não fosse a pregação do pastor que foi enviado para coagir a igreja, pois foi isso que a maioria entendeu.

Pastor Edson pregou em êxodo 31: 1 ao 6 falando dos artífices que foram cheios do espírito para fazer as obras do tabernáculo, foram Ficou claro que a intenção era exaltar o novo pastor, como se o anterior não estivesse fazendo a vontade de Deus. Alias, o novo pastor ficou anos sendo ungido e só foi levantado depois do escândalo. Coincidência?

Mas o que revoltou muitos de nós ali foram palavras como essa:

“Quem sai da obra, não tem vida”

“A obra tem uma marca registrada que veio da eternidade, ninguém vai mudar a obra porque ela é de Deus, quem não estiver satisfeito pode sair, porque essa obra não vai mudar, que desde a antiguidade, o sangue livrou o povo, o fio de escarlata esteve presente, que quem sai hoje nega o sangue de Jesus, que as pessoas até tentam mudar, mas essa é uma característica da obra que não vai mudar porque é eterna.”

“Que Deus permitiu que essa igreja passasse por tributações, mas agora Deus vai realizar uma obra”.

Eles tentaram manchar a imagem do pastor Jânio por ele ter decidido sair da ICM. E ainda falaram em palavra profética que a igreja tinha passado por um momento difícil, mas com o novo pastor o Senhor iria operar! Absurdo! Quer dizer que Deus não estava operando antes? E ainda mentiram para a igreja dizendo que a prisão dos pastores foi injusta. Eles estão tentando abafar as noticias, mas quem acompanha pela internet como eu sabe que não é verdade. Deu nojo de ouvir essa pregação e muitos irmãos saíram de lá chocados, pois foi sim coação.

Nem todos concordaram e já tem gente saindo e eu sou um deles. Não existe nada contra pastor Jânio que sempre foi um homem integro e sempre cuidou das ovelhas. Estávamos bem sem aquelas transmissões sem vida, pois pedimos a ele não ter essas transmissões e fomos atendidos. Um pastor que se preocupava conosco e pregava a Palavra de Deus, e mesmo sabendo dos escândalos, procuramos servir a Deus com fidelidade, mas diante de tudo o que foi feito ontem, entendemos o porque de nosso pastor ter saído. Enquanto ele servia a obra, ele era bom, mas depois que decidiu sair, agora ele é ruim, era o que causava tributações na igreja? É muita indignação, servos de Deus não agem com essa hipocrisia, essa covardia que fizeram com as ovelhas e com o pastor Jânio, que não estava presente.

Não importa o motivo da saída dele, não tinham o direito de falar o que foi falado no púlpito, em nome de Deus. É querer chamar o povo de Deus de burro e ignorante. Nada do que digam vai tirar o nosso respeito, carinho, admiração e amor que temos pelo pastor Jânio. Já fiquei sabendo que duas famílias saíram. A obra de Deus não é a ICM e quem sai da ICM e continua fiel ao Senhor em outra igreja não perde a salvação. Podem dizer o que quiserem, eu fico com a Bíblia.

Que isso sirva para que outros sejam libertos dessas mentiras, pois o povo de Deus não é placa, a Igreja de Cristo somos todos nós que creem e obedece a Sua vontade.

Obrigado pela atenção. A Paz do Senhor Jesus.”

——————————————————-

Irmãos, pelo que vemos, é igual em todo lugar, basta se levantar contra ou simplesmente sair que as atitudes desses meias solas são iguais. Oremos por esse pastor e sua família e pelas ovelhas que foram feridas por esses meias solas seguidores de GG.

Desperta, Crente.

 

fonte: https://www.facebook.com/photo.php?fbid=614309581964911&set=a.464938910235313.115008.464934880235716&type=1&theater

 

MAIS 1 BENEFICIADO PELAS EMPRESAS MARANATAS

seita maranata - destruindo famílias

seita maranata – destruindo famílias

Pastor Jamilson Inácio Rodrigues, de Volta Redonda (té 2010 morava em rezende)
Pr. Jamilson é um médico cirurgião-pediátrico e Perito do INSS.

Durante muitos anos morou nos fundos da Igreja do Paraíso, em Rezende, Ele diz que a Igreja comprou uma casa em Volta Redonda e essa casa foi reformada ( não sei com dinheiro de quem) o detalhe é que quem mora nessa casa é a família dele.

O cara é um beneficiário mesmo do Sistema pois o seu carro é em nome da ICM e a não paga IPVA e nem a gasolina. Dinheiro dos fiéis que paga porque quem dá dízimo que sustenta essa mordomia.

Abastece o carro em posto credenciado com o PES.
Queria entender porque o PES não compartilha com os irmãos essa benção de abastecer de graça em seus postos de gasolina?

É muita picaretagem, só os chegados que pode, garanto que tem irmãos que nem trabalham de carro por não ter condições de sustentar o custo com combustível, mas….. os chegados tem quem banque!

Os filhos desse Pastor Gabriel Rodrigues faz Matemática na UFES e mora em vitoria, e o Estevão que é formado em direito á dois anos mora em Volta Redonda.

Vendem Eletrônico Ilegalmente.

Essa estória foi ensinada com a oubra não é? Não gostam de pagar impostos, a oubra foi seus professores.

Compram pelo Ebay, mandam entregar na casa de irmãos na República Dominicana e em viagens em nome da igreja, eles trazem os eletrônicos e vendem aqui no Brasil.

Nas viagens que fazem em nome da ICM aproveitam para fazem as transações ilícitas.

A família dele come em restaurantes caros, pegam nota fiscal e pedem reembolso na secretaria local do PES.

E os irmãos sustentam essa patifaria toda com seus dízimos!

MP mais um para ser investigado!

http://cavaleiradaverdade.wordpress.com/2013/06/29/queria-entender-porque-o-pes-nao-compartilha-com-os-irmaos-essa-bencao-de-abastecer-de-graca-em-seus-postos-de-gasolina/

fonte: http://cavaleiroveloz.com.br/index.php/2013/06/snapshot-news-ii/#comment-54361

http://cavaleiroveloz.com.br/index.php/houve-ou-nao-prevaricacao/

maranata - contra fatos nao ha argumentos

maranata – contra fatos nao ha argumentos

Perguntas se acumulam e as respostas são vagas.
A impressão que se tem é que tudo o que foi apurado até agora não é incriminatório e a prisão de alguns deles foi mesmo perseguição, pois tão logo foram libertados correram atras do prejuízo, transferindo o PES para outro Estado, onde a grande maioria da massa ecemita permanece às escuras sem noção do tamanho do poço de iniquidades, continuam recebendo os dízimos em mãos, em total liberdade. Simples assim?
Com o aval de juízes que deveriam desmascarar os criminosos?
Revoltante!
.
.
Algo acontecia no palácio da rainha desfigurada em meados de novembro de 2011: o pastor-juiz de direito Idelson S. Rodrigues chegava à conclusão do PA – Procedimento Administrativo instaurado internamente a mando de Gedelti Gueiros.

Como Gedelti não sabia de DESVIOS DE DINHEIRO se em 1986 ofertas voluntárias foram desviadas para contas particulares de 7 (sete) pastores manipulados pelo PRD?

Como Gedelti não sabia se havia CAIXA DOIS em Maanains? Não, Gedelti, não dá para passar por ingênuo como ele disse; e nem sair gritando: TÁ TUDO CERTO!!!

Diz o PA: O objetivo primordial deste PA foi o de apurar se houve desvio de aplicação de valores financeiros da ICM-PES, proveniente de negligência administrativa. Como?! Desvio?! E quem não sabia disto?! Gedelti não sabia?!

Investigações conduzidas pelo GAECO-MP-ES revelaram pastores da cúpula da Maranata, incluindo Gedelti Gueiros envolvidos nas fraudes. Evidentemente os sigilos bancário e fiscal foram quebrados. Fala- se de organização criminosa. O poço da iniquidade começou a ser aberto…

Mas o que pesa é o seguinte: nos depoimentos coligidos nesse PA aparecem diversas CONFISSÕES DE CRIMES lançadas no rosto do pastor-juiz Idelson designado pelo mestre-profeta pseudocarismático, religioso e superior na hierarquia maranatizada; e o que pesa é a questão: inexistindo DENÚNCIA desses crimes confessados HOUVE OU NÃO PREVARICAÇÃO?

http://cavaleiroveloz.com.br/index.php/houve-ou-nao-prevaricacao/

CV

fonte: http://cavaleiroveloz.com.br/index.php/2011/12/muro-de-lamentacoes-e-protestos/#comment-53061

Para entender o occorido neste caso:

O Pr. Fernando Athayde estava com problemas cardíacos á beira da morte internado na UTI do Hospital Evangélico em Vila Velha.

O primeiro morcego a chegar o Elson, atual presidente da maranata, ameaçando e jogando pragas em um homem que qualquer tipo de alteração em seu estado poderia levar á morte.

O segundo morcego, o Amadeu tentou entrar no quarto mas não conseguiu! Voltou a casa e vestiu sua roupa de médico para ter acesso como profissional ao paciente que estava á beira da morte.

O terceiro e último morcego, o Pereira, apareceu como pastor mas não teve acesso pessoal. Somente ficou na janela fazendo gestos de cortar a garganta ao Pr. Athayde.

Durante todas estas visitas o Pr. Athayde estava devido ao seu estado de saúde imobilizado e entregue às ameaças dos morcegos da maramáfia.

O caso Amadeu é muito especial! Como médico ele conhecia o estado do paciente e ninguém pode negar – sabia que este tipo de atitude poderia trazer a morte do Pastor Athayde – foi uma tentativa! Mas Deus o protegeu! Glória!

O resto da história está nos jornais:

Caso Maranata: CRM-ES vai investigar conduta de pastor preso acusado de coação

Em depoimento à Polícia Federal, outro pastor da congregação disse ter recebido ameças para mudar depoimento em investigação

O Conselho Regional de Medicina do Espírito Santo (CRM/ES) vai abrir uma sindicância para apurar a conduta do médico e pastor da Igreja Maranata Amadeu Loureiro Lopes. Em depoimento à Polícia Federal, outro pastor da congregação disse ter recebido ameças de Amadeu enquanto se recuperava de uma cirurgia cardíaca, em um hospital da Grande Vitória.

Se a apuração do Conselho constatar infração, um procedimento ético profissional será aberto e poderá resultar em punições para Amadeu Lopes. Elas podem ir de simples advertência até a cassação do registro profissional.

> Leia mais notícias no Minuto a Minuto

Não houve denúncia formal ao CRM, mas a decisão de abrir a sindicância foi tomada a partir de informações publicados pela imprensa. O advogado de Amadeu Lopes preferiu comentar nada sobre as acusações contra o médico. Ele foi preso preventivamente na última terça-feira durante as invetigações sobre coação a testemunhas do processo que avalia possíveis desvios de dinheiro do dízimo dentro da Igreja Maranata.

Testemunha denuncia ameaça após prisões

O pastor que disse ter recebido as ameaças de Amadeu falou à Polícia Federal, em janeiro deste ano. Em depoimento, afirmou que foi coagido a mudar a versão dada nas investigações sobre os desvios. Além de Amadeu, Elson Reis, presidente da igreja, também teria ido ao hospital forçar mudança no posicionamento da testemunha.

Leia também
> Igreja acusa promotor e pede indenização
> Denunciante: “Sem surpresa”
> Coação era para evitar apuração de fraudes

Outro pastor da Maranata, o advogado Itamar Coelho, também foi preso na última terça sob acusação de ameaçar testemunhas. Procurada, a Ordem dos Advogados do Brasil no Espírito Santo (OAB/ES) informou que só iniciará apurações internas contra o advogado preso se ele for condenado judicialmente. Antes da conclusão dos processos, não tomará nenhuma medida contra Itamar. O médico e o pastor continuavam detidos nesta quinta-feira.

Matéria Maranata - Os detidos: Gedelti, Elson Carlos Itamar e Amadeu Loureiro

Em alguns casos, testemunhas eram levadas a cartórios para desdizer o que haviam dito.Segundo o promotor Paulo Panaro, em recente entrevista à CBN Vitória, há casos documentados de pessoas ligadas à igreja que davam as novas declarações ao oficial do cartório no lugar das vítimas, que apenas assinavam o documento. Essas manobras, segundo o promotor, eram orientadas por advogados.

Material apreendido com pastores é analisado

O material apreendido nas residências e nos escritórios de líderes da Igreja Maranata e na Rádio Maanaim, na última terça-feira, começou a ser analisado nesta quinta-feira. O trabalho está sendo feito pelos promotores do Grupo Especial de Atuação e Combate ao Crime Organizado (Gaeco), junto da Polícia Federal.

O promotor de Justiça Paulo Panaro não quis adiantar informações sobre o que foi encontrado. Os documentos foram apreendidos durante operação realizada pela Polícia Federal, que prendeu quatro pastores que lideravam a Maranata.

Todos eles são acusados de coagir testemunhas para garantir que mudassem depoimentos já prestados à Justiça e que prejudicam líderes da Maranata. Pelo menos 20 pessoas foram ameaçadas, entre elas um promotor e uma juíza.

Relembre o caso

> Bens de pastores da Maranata crescem 6 vezes
> Pastor briga para retomar a liderança da igreja Maranata
> Operação apreende documentos em sedes da Igreja Maranata
> Fraude derruba toda a cúpula da Igreja Maranata
> Igreja Maranata: dízimo desviado em fraude milionária
> Pastor usou ‘visão’ para justificar desvio
> Envolvido em compras foi preso pela federal
> R$ 1,8 milhão doados à igreja
> Igreja contratou sobrinho de presidente
> Maranata: “uma igreja que surgiu da luta pelo poder”
> Maranata pagou R$ 941 mil em materiais nunca entregues
> Maranata: líder da igreja é investigado
> Crimes federais investigados

Fonte: Rádio CBN Vitória (93,5 FM)

fonte: http://gazetaonline.globo.com/_conteudo/2013/03/noticias/cidades/1418735-caso-maranata-crm-es-vai-investigar-conduta-de-pastor-preso-acusado-de-coacao.html

É para este tipo de “homem”,  “pastor”, “médico” que o presbitério espírito santense ou melhor os representantes dos donos da seita pedem oração:

“MARANATA – PRESBITÉRIO ESPÍRITO SANTENSE
Rua Torquato Laranja, 90 – Centro – Vila Velha – CEP.: 29100-370 – ES – Brasil
Tel. (27) 2122-3300 – Fax. (27) 2122-3395 – E-mail: secretaria@presbiterio.org.br
Vila Velha/ES, 14 de março de 2013
CIRCULAR N.º 036/13
ORAÇÃO
Solicitamos as intercessões das Igrejas em favor dos Pastores Amadeu Loureiro Lopes,
Elson Pedro dos Reis, Carlos Itamar Coelho Pimenta e Gedelti Gueiros e suas respectivas
famílias.
“Pedro, pois, era guardado na prisão: mas a igreja fazia contínua oração por ele a
Deus”. At 12:5
A Paz do Senhor
A Secretaria. ”

Pastor sofreu ameaça até dentro de UTI

Membro da igreja há 40 anos recuperava-se de uma cirurgia

 

Um pastor da Maranata denunciou ter sido ameaçado dentro da Unidade de Terapia Intensiva (UTI) de um hospital da Grande Vitória, onde se recuperava de uma cirurgia cardíaca. De acordo com ele, a coação foi feita por Elson Pedro dos Reis, presidente da igreja, e pelo pastor Amadeu Loureiro Lopes, ambos presos pela Polícia Federal em operação conjunta com o Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), na manhã de terça-feira.

Pastores Elson e Amadeu

Os relatos da vítima estão presentes em um depoimento – a que A GAZETA teve acesso – prestado para a Polícia Federal no final de janeiro deste ano. Procurado, o ameaçado, de 62 anos, não quis dar entrevistas.

A vítima integra a igreja há mais de 40 anos. No depoimento à polícia, diz que a primeira coação ocorreu logo após sua internação, onde foi diagnosticado edema pulmonar grave, causado por um quadro de hipertensão, isquemia e infarto.

“Próprio bem”

Segundo o pastor, foi durante a internação que ele recebeu as primeiras visitas, feitas por Elson dos Reis. Em uma delas, o presidente da Maranata teria deixado claro o motivo de sua presença: “Ele disse que a igreja teve acesso aos depoimentos prestados e que as declarações eram prejudiciais à Maranata e que, ‘para o meu próprio bem’, eu deveria me retratar das declarações”, relatou a vítima à Polícia Federal.

Leia também

> Igreja acusa promotor e pede indenização
> Denunciante: “Sem surpresa”
> Coação era para evitar apuração de fraudes
>Polícia prende presidente e ex-presidente e outros dois pastores da igreja Maranata
>Líderes da Maranata são presos por ameaçar 20 pessoas


O pastor ameaçado avaliou ainda, no depoimento, qual seria a intenção de Elson: “A de me colocar em uma posição de vulnerabilidade, o que poderia levar a uma antecipação eventual de um infarto”.

Diante da recusa de revisão do depoimento, uma nova visita foi feita, desta vez logo após uma cirurgia de ponte de safena que o levou a passar dias na UTI. Segundo a vítima, o primeiro visitante foi um pastor identificado como Pereira. “Ele ficou uns dez minutos parados em frente à UTI onde estava. Nada falou, porque havia enfermeiros no local”, relata o depoente.

Visita proibida

Ele revela que a coação continuou até quando foi levado a um quarto onde as visitas eram proibidas. E lá – afirma – recebeu a visita do pastor Amadeu. “Não sei como ele conseguiu entrar nem o motivo, mas acredito que por ser médico e estar vestido de branco”, disse o ameaçado. Na ocasião, Amadeu não conversou com a vítima, pois pessoas chegaram ao local.

O denunciante das ameaças conclui seu depoimento, afirmando que “nada acontece na igreja se não for da vontade de Gedelti Gueiros, ex-presidente”. “Ele delega funções”, acrescenta.

Igreja volta a negar que dirigentes pratiquem coações

A Igreja Cristã Maranata voltou a negar ontem que seus dirigentes tenham coagido testemunhas envolvidas nas apurações do Ministério Público e afirma que esse ato não é aceitável nos padrões da igreja.

“A igreja não tem a postura de atuar de forma ilícita. Não há nenhuma ordem, comando ou autorização que permita que as pessoas hajam de forma a coagir testemunhas ou a praticar qualquer ato que prejudique a investigação que está em curso. E essa não é a postura das pessoas que dirigem a instituição, seja nesta gestão ou na gestão que foi afastada”, afirma uma das advogadas da igreja, Bárbara Valentim Goulart.

> Leia mais notícias em Minuto a Minuto

Ela destaca, entretanto, que não há como controlar as ações de todos os fiéis que fazem parte da instituição e que é preciso considerar aqueles que são dissidentes.

“A Maranata conta hoje, no Brasil, com mais de 800 mil fiéis. Não temos como controlar efetivamente todas essas pessoas. É preciso considerar que parte desses fiéis é de dissidentes que estão deixando a igreja por motivos diversos e que são, inclusive, objeto da investigação”, diz a advogada.

Bárbara Goulart acrescenta que “as alegações formuladas pelo Ministério Público vão ter que ser submetidas ao contraditório, os promotores vão ter que mostrar que as coações realmente aconteceram e as pessoas envolvidas terão direito de defesa”. (Daniella Zanotti)

MP: igreja teve acesso a documentos 

O promotor Jerson Ramos, do Gaeco, garantiu ontem que a Maranata teve acesso aos documentos da investigação – ao contrário do que afirmou a igreja na terça. “Não houve cerceamento da defesa. O processo estava disponível dentro do que a Justiça, que havia decretado sigilo parcial, permitia” E disse que são os líderes os investigados. “As ações visam aos administradores.

Relembre o caso

> Bens de pastores da Maranata crescem 6 vezes
> Pastor briga para retomar a liderança da igreja Maranata
> Operação apreende documentos em sedes da Igreja Maranata
> Fraude derruba toda a cúpula da Igreja Maranata
> Igreja Maranata: dízimo desviado em fraude milionária
> Pastor usou ‘visão’ para justificar desvio
> Envolvido em compras foi preso pela federal
> R$ 1,8 milhão doados à igreja
> Igreja contratou sobrinho de presidente
> Maranata: “uma igreja que surgiu da luta pelo poder”
> Maranata pagou R$ 941 mil em materiais nunca entregues
> Maranata: líder da igreja é investigado
> Crimes federais investigados

 http://gazetaonline.globo.com/_conteudo/2013/03/noticias/cidades/1418352-pastor-sofreu-ameaca-ate-dentro-de-uti.html

Fonte: A Gazeta

RELATO DO BREVE DIÁLOGO COM O PASTOR FERNANDO ATHAYDE

Bem, muito se especula sobre a saída ou não do pastor Fernando Athayde da icm-pes, e a curiosidade a respeito da definição desse querido pastor é algo inevitável.

Como hoje o nosso blog “diganaoaseita” chegou a uma certa notoriedade, por certo pela continuidade da seriedade demonstrada pelo pioneiro CV, mas com um pequeno diferencial ligado ao humor, gostaria de usar esse espaço para revelar alguns assuntos, que foram objeto de um diálogo entre Alandati e o pastor Fernando Athayde, em atendimento àqueles que aqui buscam informações.

Nada aqui é sigiloso, e a referida conversa ocorreu quando o citado pastor necessitou comparecer na firma onde trabalha Alandati, para resolver um problema.

Alandati não tem qualquer vínculo de amizade com o pastor Fernando Athayde, a não ser o respeito e admiração, compartilhados por muitos que frequentaram ou frequentam a icm, denominação onde o mesmo atua, ou atuou até bem pouco tempo atrás, caso se confirme realmente a sua saída, parecendo ser quase certa.

Bem, faremos então a reconstrução do diálogo, buscando sempre fidelidade ao que foi declarado por cada um, e esclarecendo mais uma vez, para não restar nenhuma dificuldade, que Alandati foi interlocutor da conversa, e não estaria descumprindo nenhuma recomendação jurídica a respeito do conteúdo da mesma, mesmo porque não há nada comprometedor que não possa ser dito, muito ao contrário, boas conclusões podemos chegar a respeito da pessoa do tão amado pastor Athayde.

Esclareço de antemão, que quem esperar nesse diálogo alguma declaração específica sobre a definição de saída do pastor em comento, pode se decepcionar, pois o encontro foi muito breve, e o tempo era exíguo. Mas, de qualquer forma, as falas do pastor Fernando são interessantes, sobretudo vindas de alguém como ele, conhecedor profundo das Escrituras, e além disso, pastor de verdade, conforme as recomendações bíblicas.

Passemos ao diálogo, que ocorreu em meados do ano de 2012:

Alandati: “pastor Fernando Athayde, eu fui “obreiro” da maranata, mas me retirei, e eu gostaria de te fazer uma pergunta: o que está acontecendo com essa denominação?”

Pr. Fernando Athayde: “Bem, o que está acontecendo com a maranata é algo que está se repetindo em todas as igrejas cristãs, e se refere a um câncer de todas as igrejas, chamado “dízimo”! O dízimo, no Novo Testamento, não é bíblico! O dízimo era a décima parte da colheita, oferecida pelo povo de Israel, aos levitas, que serviam no templo, e exatamente por terem dedicação exclusiva, não podiam auferir ganhos para sustento em outro lugar, carecendo portanto de serem mantidos pelo povo. Então, dizer que alguém tem que contribuir obrigatoriamente com o dízimo, no NT, é descabido, mesmo porque dízimo nunca foi dez por cento sobre dinheiro, e sim sobre mantimento!”.

Alandati: “Interessante! Pastor, o senhor tem tanto conhecimento bíblico, fala bem, tem boa didática, por que não estaria mais dando aula no maanaim?”

Pr. Fernando Athayde: “A maranata perdeu o seu rumo desde 1992, quando se preocupou muito mais em crescer do que com o ensino puramente bíblico. Nos seminários, queriam desde essa época, mestres que repetissem o que eles mandavam, e eu queria ensinar Bíblia. Como eu não me adequei àquilo que eles queriam, eu fui colocado de escanteio. Eu sempre tentei alertar do equívoco quanto ao rumo que estavam tomando, mas nunca quiseram me ouvir”.

Alandati: “Mas, o senhor continuou pastor, só deixou de dar aula no maanaim, não é?”

Pr. Fernando Athayde: “Sim. Depois disso, além de continuar atuando como pastor, cuidando do rebanho e da pregação da Palavra da Verdade, eu fui ainda para os Estados Unidos, onde dava assistência. Os cultos lá estavam bons, e a congregação estava crescendo. Quando me tiraram de lá também, eu havia deixado mais de quatrocentas pessoas. Hoje, eu sei que lá, onde eu assitia, não tem mais do que quatro. Todo mundo saiu!”.

O pastor Fernando já havia resolvido seu problema ali naquela sala, onde estávamos, e já levantava, quando fiz a última pergunta, aquela que todos gostariam de fazer.

Alandati: “Pastor, após me falar isso tudo, a pergunta que não quer calar é: por que o senhor não sai?”

Pr. Fernando Athayde: “Bem, o motivo principal é que eu sou um exemplo dentro da maranata, e se eu declarar uma saída, eu vou levar muita gente junto comigo, e isso pode não ser muito bom, a partir do momento em que essas pessoas podem ficar fortemente abaladas e totalmente desestruturadas.”. 

Aí, encerrou-se o diálogo, mas antes foram ditas algumas coisas curiosas sobre uma face humorística do pastor Fernando, pois ele fez imitações, inclusive a do ex-presidente Lula, contou piadas, ou seja, divertiu aquele local com a sua gentil presença.

Bem, era isso que eu gostaria de compartilhar com os irmãos, desse privilégio de ter mantido esse contado com o amado pastor Fernando Athayde, mas ressaltando um fato cruel: se ele não queria sair espontaneamente, para que as ovelhas não fossem abaladas, infelizmente, esse desfecho pode ter ocorrido da pior maneira possível, quando, após declarar tudo que sabia junto aos órgãos oficiais, a respeito dos bastidores da obra, esteve doente, não necessariamente um em consequência do outro, mas enquanto no hospital, foi largado pelos líderes da denominação a qual pertencia.

Ainda no hospital, sofreu afronta de dois meias-solas que lá compareceram, a mando do chefe.

E por fim, após ser operado, e estar convalescido, recebeu de brinde, da obra, inteiramente grátis, sem pagar nada, conforme OSINHORREVELÔ, um processo nas costas.

Cruelmente, o efeito que tanto o pastor Athayde tentou evitar, que era a desestabilização pela sua provável saída, concretizou-se da pior maneira possível, visto que o homem de Deus foi expurgado pelos da cúpula da denominação, destituídos pela justiça, diga-se de passagem, simplesmente porque queria ensinar a todos como viver pautados na Palavra e primou pela Verdade, que é o cerne das Escrituras Sagradas!

Temos então dois pólos extremos:

“Porque levantarei nesta terra um pastor que não se preocupará com as ovelhas perdidas, nem procurará a que está solta, nem curará as machucadas, nem alimentará as sadias, mas comerá a carne das ovelhas mais gordas, arrancando as suas patas.

Ai do pastor imprestável, que abandona o rebanho! Que a espada fira o seu braço e fure o seu olho direito! Que o seu braço seque completamente, e fique totalmente cego o seu olho direito!” 

 

Zacarias 11:16-17

“Que o teu amor alcance-me, Senhor, e a tua salvação, segundo a tua promessa; 

então responderei aos que me afrontam, pois confio na tua palavra. 

Jamais tires da minha boca a palavra da verdade, pois nas tuas ordenanças depositei a minha esperança.”

Salmos 119:41-43

De qual lado você está?

Eu já escolhi o meu, e é o do segundo relato bíblico, o mesmo escolhido pelo nosso amado pastor Fernando Athayde.

Sê forte, pastor Athayde! É maior O que está contigo!

Paz e Graça,

Alandati.

fonte: http://diganaoaseita.wordpress.com/2013/03/01/relato-do-breve-dialogo-com-o-pastor-fernando-athayde/

maranata processa pr. fernando athayde

maranata processa pr. fernando athayde

será que GG e seus meia-solas do PES pensam que tem o respaldo de Deus para sair processando pessoas sem dó nem piedade????

e os membros???? o que pensam sobre esse ato covarde de processar o Pr. Fernando, que está recém-operado????
.
.
Não duvide: a heresia icemita é um desastre! Ela destrói a “fé em Jesus”, dá credibilidade à falsa-unção, desestrutura a família e instiga o ódio religioso. Nesses lugares de medo onde demônios habitam, espíritos de mentira ditam normas e inspiram profetadas e revelagens. Restante em
http://cavaleiroveloz.com.br/index.php/copias-repetecos-e-requentadas/

CV

fonte: http://cavaleiroveloz.com.br/index.php/2013/01/judas-cade-o-dinheiro/#comment-50922

visitem também: http://www.facebook.com/photo.php?fbid=499181480144389&set=a.464938910235313.115008.464934880235716&type=1

Boa noite irmãos!
Não estava enganada quando postei esse artigo no Blog do CV e no meu blog pessoal no dia 16/02/2013.

Que seita maligna é essa que gosta de processar desafetos. Sempre que algum pastor rompe o elo com esse sistema falido e ameaçado, caluniado, difamado, injuriado e perseguido.

Quero ver qual vai ser a mentira que esses covardes vão inventar pois é isso que eles sabem fazer, não respeitam nem o momento delicado do Pr Fernando.

Pr Fernando Ataíde nosso sentimento é de indignação e revolta, nós retirantes somos pessoas honradas e dignas e estamos orando e sabemos que Deus não irá desampara-lo nesse momento.

Deus falou para Josué (Js.1.9): “Não to mandei eu? Sê forte e corajoso; não temas, nem te espantes, porque o SENHOR, teu Deus, é contigo por onde quer que andares.”

Deus é o nosso castelo forte, o nosso pão de cada dia, a nossa água no deserto da vida e ainda a nossa paz no meio da tormenta.

A liderança desta seita de meia-solas remendados está apavorada com o que vem pela frente e fica atirando a ermo e sempre acerta pessoas boas, homens de Deus. Mas o juízo sobre esses Judas! Ele acabou na vergonha da traição e no suicídio, com a sua alma a caminho do inferno.

A vida desses Judas será sempre trágica e amaldiçoada. Chegará o tempo, mais tarde ou mais cedo, em que o Senhor virá fazer contas de tudo que esse anticristo gedelpapa tem feito aos membros, pastores que não se renderam aos encantamentos do mestre das mágicas e malabarismo.

Precisam passar óleo de peroba na cara para ver se tomam vergonha e o pior que as pessoas não enxergam as coisas estão ai estampada na cara!

Eles nunca se preocuparam com membros agora até ônibus de graça colocaram para levar o gado desenfreado para a praça do papa. Falta de temor a Deus.

Judas, cadê o dinheiro?

 

Imagem

Paz!

fonte: https://cavaleiradaverdade.wordpress.com/2013/02/20/nao-respeitam-nem-o-momento-delicado-do-pr-fernando-ataide/

Processo : 0005247-04.2013.8.08.0035 Petição Inicial : 201300177454 Situação : Distribuído
Ação : Procedimento Ordinário Natureza : Cível Data de Ajuizamento: 19/02/2013
Vara : VILA VELHA – 6ª VARA CÍVEL

Distribuição
Data : 19/02/2013 14:32 Motivo : Distribuição por sorteio

Partes do Processo
Requerente
IGREJA CRISTA MARANATA – PRESBITERIO ESPIRITO SANTENSE
5879/ES – GUSTAVO VARELLA CABRAL
Requerido
FERNANDO ATHAYDE CARVALHO
.
.
Este abençoado e caríssimo irmão saiu de uma cirurgia de alto risco

e

IMPIEDOSAMENTE

é alvo de rolo compressor

Hebreus 13.12-15 “Por isso, foi que também Jesus, para santificar o povo, pelo seu próprio sangue, sofreu fora da porta. Saiamos, pois, a ele, fora do arraial, levando o seu vitupério. Na verdade, não temos aqui cidade permanente, mas buscamos a que há de vir. Por meio de Jesus, pois, ofereçamos a Deus, sempre, sacrifício de louvor, que é o fruto de lábios que confessam o seu nome.”

CV

fonte: http://cavaleiroveloz.com.br/index.php/2013/01/judas-cade-o-dinheiro/comment-page-3/#comment-50910

MERGULHADA em doutrinas anti-bíblicas e com a elite comandando uma vasta rede de crimes (em tese), de fraudes, de intrigas, de meias verdades e profetadas em defesa da oubra.
https://obramaranatarevelada.wordpress.com/2012/07/11/igreja-crista-maranata-quem-traiu-a-biblia-mas-a-lei-federal-nao-proibe-a-instigacao-do-odio-religioso-nao-e-crime/

investigação sobre desvios na maranata - o escandalo da maranata

investigação sobre desvios na maranata – o escandalo da maranata

Essa oubra do sinhô gedelti, chamada de obra-corpo, icm-corpo, é para gente muito especial: gente que não gosta de pensar e se deixalevar pela linguagem do não-pensamento. Aqueles que desejam conhecer as Escrituras, as doutrinas fundamentais não ficam nessa oubra nascida de briga de famílias lutando pelo posso do poder eclesiástico, e enquanto escondia os laços com a maçonaria, como o CV já demnstrou aqui. Também, pudera, essa oubra abriga pastores maçons que vestem a camisa do Baphomet, o Lucifer deles. Vade retro Satana.
.
.
Esta seita é FALÁCIA E POÇO DE INIQUIDADES.

Estávamos denunciando… Mais de 1.000 (mil) dias de DENÚNCIAS neste Blog
do Cavaleiro Veloz. Na manhã de 5.02.2012 eis a matéria Maranata: da fé à fraude estremecendo as bases da instituição religiosa e deixando atônita a Sociedade.
http://gazetaonline.globo.com/_conteudo/2012/02/noticias/a_gazeta/dia_a_dia/1107003-igreja-maranata-dizimo-desviado-em-fraude-milionaria.html

Eu não pude continuar ali. Milhares de outros retirantes
romperam com o sistema implantado no modelo ossorrevelô,
aqui quem manda sou eu,
manda quem pode e obedece quem tem juízo,
eu sou mais eu
e o resto já morreu..

Gente que não mais suportava as meias verdades de Gedelti, começou a abrir os olhos, a despertar para a realidade.

Gedelti ameaçando, dando chifradas como boi danado, instigando o ódio religioso, perseguindo os questionadores e procurando alguém para pisar.

Gedelti, por telefone, ordenando que o pastor (do baixo clero) ordene à irmã casada: – pare de denunciar os erros da ICM lá no Facebook ou VOU PROCESSARRRRRRRR

Não, Gedelti.
Não tivemos escolha: foi romper ou romper; foi sair ou sair.
Paciência tem limites e a paciência cristã também.

No palácio da rainha desfigurada, onde V. construiu o seu trono, o desmonte começou. V. foi bem avisado, não considerou e esbravejou: – Não sou homem de voltar atrás!!!

Nada obstante, o seu teologismo (falsa teologia) ocasionou a implosão desse maranatismo pseudocarismáticoe quadragenário. Não foi por nossas mãos. Nenhum de nós entrou com processo na Justiça pretendendo o seu afastamento das áreas administrativas da ICM-PES.

Não, Gedelti. O Próprio Deus, na sua soberania, estabeleceu o magistrado como espada para quebrar os queixos dos homens maus que nada querem com a paz: o Ministério Público fez a parte que lhe compete e a Sociedade quer resposta, como estrá escrito (Rm. 13.3-6):

“Porque os magistrados não são para temor, quando se faz o bem, e sim quando se faz o mal. Queres tu não temer a autoridade? Faze o bem e terás louvor dela, visto que a autoridade é ministro de Deus para teu bem. Entretanto, se fizeres o mal, teme; porque não é sem motivo que ela traz a espada; pois é ministro de Deus, vingador, para castigar o que pratica o mal.
É necessário que lhe estejais sujeitos, não somente por causa do temor da punição, mas também por dever de consciência.
Por esse motivo, também pagais tributos, porque são ministros de Deus, atendendo, constantemente, a este serviço.”

Pois bem.

Os crentes estão aprendendo as antigas angústias dos crentes primitivos e descobrindo a grandeza de serem retirantes. Na verdade, o nosso Lar não é aqui. Não precisamos de templos de tijolinhos à vista, mesmo porque nossa Pátria está nos Céus.

Somos servos do Senhor, gente honesta e simples que quer seguir nos passos de Jesus, concretizar a “obra de Deus” (Jo. 6.29) curar os enfermos, fazer discípulos de Jesus, permancer na palavra de Deus e pregar o “evangelho da graça de Deus”.

Só isso, Gedelti. E ainda que V. tenha se afastado – e muito, muito mesmo – desses limites da Graça, da Misericórdia e da Paz, o que queremos nos basta: a simplicidade do “não mais eu, mas Cristo”, coisa de que V. não nos serve de modelo.

Sai dela povo meu…

NOTA: Agora, agente de informação do PES, meia-sola de plantão, faça uma cópia e entregue em mãos de Gedelti. Acredito que quando Gedelti vai deitar ainda pensa naqueles que o exortaram a ficar nos limites da Graça de Deus.

CV.

fonte: http://cavaleiroveloz.com.br/index.php/2012/12/bando-de-fariseus/#comment-50783