Doutrinas da igreja cristã maranata

Publicado: 3 de março de 2012 em Fatos obra maranata, Obra revelada
Tags:, , ,
icm doutrinas e heresias da igreja maranata

icm doutrinas e heresias da igreja maranata

Não tenho nenhum interesse em denegrir nenhum segmento religioso, porém achei justamente a resposta deste tópico na WEB. Não quero que acreditem “de primeira mão” nesta lista, mas devem se aprofundar mais, quem tiver mais interesse em saber a verdade, para isso acessem: http://seitamaranata.blogspot.com/.

LISTA DE DOGMAS E HERESIAS (da ICM)
1. Utilização sistemática e fundamental da Bibliomancia
(de olhos fechados, abre-se randomicamente um livro, e a esmo ler um
fragmento de um texto ou versículo, dependendo do teor, positivo ou
negativo, se obtém a resposta – chamada pela Denominação de “consulta à
palavra”). É o meio pelo qual utilizam para resolver questões, dúvidas
e obter direções para áreas da vida pessoal (profissional, espiritual e
sentimental); bem como é o meio que usam para “consultar a Deus” sobre
a procedência de dons espirituais (visões e revelações); e, por fim,
para tomar conhecimento se “Deus” aprova ou reprova determinada decisão
administrativa da Denominação;
2.
A dogmatização de uma frase, isto é, transformando em reza, chamada
“clamor”, a qual consiste em iniciar orações petitórias recitando,
fundamentalmente, a frase Clamamos pelo poder do sangue de Jesus.
Toda atividade iniciada com uma devida oração é obrigatório o recite de
tal reza anteriormente, seja espiritual, profissional, seja nas
dependências da instituição ou não, enfim, sob pena de Deus não atender
à oração, abençoar atividade ou o pedido que estar a ser feito –
justificam. Esquecendo ou ignorando tal frase, imediatamente, o orador
é interrompido por um membro atento, o qual, então, recita a reza
devidamente; porque, assim não recitando tal frase, a igreja ou, se for
o caso, o membro, não foram purificados dos pecados, logo, não irão ser
abençoados ou não estarão aptos para realizar o que, afinal, estejam a
fazer em nome de Deus;

3. O Culto-Profético
consiste no “momento de busca” a Deus sobre as revelações e visões a
respeito das necessidades do subseqüente culto principal. A composição,
geralmente, é de 05 membros ou mais, permissivo somente àqueles que são
batizados na Denominação, ou que já fizeram o “Seminário de
Principiantes”. É realizado 30 minutos antes de todos os cultos, e
perdura comumente 15 minutos. Revelações são dadas com caráter
adivinhatório para saber quem, como e por que a pessoa, normalmente
visitante, estará no culto principal, por meio do qual, no final,
sempre o Senhor (ou um anjo) supostamente dá a benção à pessoa que fora
objeto do dom espiritual. Por revelação, também, determinam quem serão
os “varões” que ministrarão o louvor e a mensagem. Visões são dadas com
cunho metafórico e também adivinhatório, seguidas pela interpretação
dos ouvintes, que eles chamam de “discernimento da visão”, as quais
também são a respeito de visitantes ou membros que estarão no culto
principal;

• A Consulta dos dons
(visões e revelações) é realizada, fundamentalmente pela “consulta à
palavra” (Bibliomancia), pela qual, apresentado o dom, alguém presente
no culto-profético se levanta e recita o “clamor”, logo em seguida 03
consulentes abrem as suas Bíblias, e cada um ler um versículo, revelado
a esmo. Segundo eles, dependendo do teor dos versículos, obtém-se a
resposta da procedência dos dons espirituais, na melhor das 03
leituras. Por exemplo, se dois lidos tiverem teor positivo e um
negativo, é “amém”, o Senhor aprovou, e vice-versa;

4. Imposição indireta (“revelações”, “sonhos”, “conselhos” – chantagem para realizar certas atividades), de Usos e Costumes:
Homens devem está sempre com o rosto feito, com exceção do bigode que é
permitido; bem como, em regra, é impelido o uso de roupa formalista;
Mulheres devem, expressamente, se ataviar apenas com vestidos e saias,
e, alguns casos, o uso de certos adornos como brincos de argola são
proibidos. Os membros só são considerados espirituais, “na revelação”,
obedientes a Deus, conseqüentemente, postos como opções para atividades
e funções na Denominação se, e somente se, estiverem e seguirem
piamente com tais conformes;

5. O Batismo nas Águas
só é permitido caso o membro seja aprovado por Deus – “Se o Senhor
permitir” -, através da revelação da “consulta” (Bibliomancia)
realizada pelo “Grupo de Intercessão” (composto por membros
considerados, aparentemente, os mais espirituais da igreja local).
Deus, segundo eles, revela a tal grupo que determinado neófito está
apto ou não para “descer às águas”. Caso Deus aprove, será batizado;
caso contrário, aguardará alguns meses até ser, novamente, submetido à
“consulta” quando for período de batismo;

6. O Batismo no Espírito Santo
é feito de modo similar ao anterior, mas agora de forma particular pela
Bibliomancia. No final do “Seminário de Principiantes” os neófitos
presentes são convidados a realizarem a “consulta”, com o “clamor”
antes devidamente recitado, a fim de obterem a “resposta de Deus” se
eles, cada um dali, receberam o “Batismo no Espírito Santo”. Em caso de
passarem pelo crivo da Bibliomancia (versículo com teor positivo),
estarão aptos para ir aos próximos seminários; caso contrário, terão
que aguardar um tempo, em espera ao próximo “Seminário de
Principiantes” para repetir tal alto, para assim, quem sabe, ser
finalmente “Batizado no Espírito Santo”. Frisa-se que a reprovação do
neófito nesse “Batismo”, de antemão, já o proíbe automaticamente de
“batizar nas águas”;

7. Espiritualização ou veneração de objetos, tais como, arranjos de flores, o púlpito e o terno e gravata usados pelos que possuem cargos eclesiásticos:

• O Púlpito
só pode ser utilizado por homens; já que mulheres quando pregam à
igreja, em “culto de senhoras”, há de ficarem ao lado do púlpito, sem
jamais ministrar sobre ele, deixando-o vazio. Frisa-se, também, que ao
iniciar o culto, recitando o “clamor”, é devido que todos estejam
prostrados em direção ao púlpito, logo, é proibido que algum membro dê
às costas a ele; e ainda que ninguém esteja sobre Púlpito, no caso, em
“cultos de senhoras”, é determinado que a senhora que ministrará a
palavra, ajoelhe-se voltada para ele. Também, homens que exercem o
cargo de “obreiro” que no passado foram divorciados, seja antes ou
depois da conversão em Cristo, não importa, jamais devem subir a
púlpito;

• O Arranjo de Flores
é expressamente obrigatório para o processamento dos cultos, reuniões e
aulas nos templos e auditórios; o qual deve ser montado somente com
flores ou rosas naturais, sob a justificativa de agradar a Deus,
proibido, assim, o uso das artificiais; bem como é terminantemente
proibido qualquer pessoa da igreja tocar no Arranjo de Flores, pois,
segundo eles, é uma tarefa revelada por Deus para que somente
determinadas senhoras da igreja possam tocá-lo, ordená-lo e prepará-lo.
O mesmo vale para a toalha que fica sobre o púlpito;

• O Terno e Gravata
é traje eclesiástico obrigatório, pois alegam que obtiveram uma
revelação de Deus de que ao se ataviarem com requinte perante as
autoridades seculares, assim também, devem fazer perante a Autoridade
Divina, por isso, só quem pode subir a púlpito em cultos principais são
pessoas devidamente trajadas de terno e gravata;

8. A Idolatria
é vigorosa, mas muito sutil e imperceptível pelos membros; veneram,
espiritualizam e estimam exarcebadamente os patrimônios da Denominação,
como “santos” e “sagrados”, dignos de serem depositados sobre eles até
mesmo amor; inclusive, se preciso, em detrimento do ser humano,
do próximo. Segundo eles, toda a arquitetura desenhada, a estrutura e
os locais onde são erguidos são provenientes de revelação de Deus,
inclusive a mobília segue, também, um padrão estabelecido pelo Senhor
Jesus. Ressalte-se que por serem tão “sagrados”, a rigor, é proibido a
entrada de pessoas inadequadamente mal trajadas (informais e
intrigantes), como maltrapilhos, homens de bermuda e camiseta,
travestis etc;

• Os Templos
são considerados e espiritualizados como a “Casa de Deus”, como é no
judaísmo e no catolicismo, por isso devem os membros demonstrar todo
amor, cuidado, apreço e zelo por ele; com efeito, se portando com
extrema reverência e seriedade para não cometer algum sacrilégio; até
mesmo quando não estiver havendo atividades neles;

• Os Maanains,
sítios onde membros se isolam da civilização para receberem
doutrinamento, são estimados como lugares separados por Deus aqui na
Terra para o adorarem, é considerado como “um pedacinho da eternidade”,
“onde a Obra tem mais alcance” e “onde Deus fala de forma especial”;
por isso é expressamente proibido adentrarem homens vestidos de bermuda
(ainda que estejam a trabalho de limpeza e manutenção) ou barbado, ou
mulheres de calças compridas ou bermuda, pois é um lugar “santo” e
“sagrado” que deve ser respeitado e reverenciado. Por ser um lugar
“separado por Deus”, alegam que é muito comum anjos e querubins serem
vistos caminhando e sobrevoando por lá, afirmam;

9. O Fundamentalismo
de proibirem em orações a Deus expressões como “Paizinho”, “Papai do
Céu”, “Muito Obrigado” e “Obrigado”, uma vez que não há tais palavras
na Bíblia, não se devem proferir – justificam. Bem como, é considerado
falta de respeito dirigir-se a Deus de tal modo, alegam que é “chulo”.
“Eu te amo Jesus!” e derivadas, também, é uma expressão em oração
proibida, pois a reputam como carnal e emotiva, logo, Deus não aprecia
essa forma coloquial e informal de dirigir-se a Ele;

• Esportes e Lazer não
são algo naturalmente aceito pela Denominação, antes são vistos como
algo inclinável à libertinagem. Praticar atividades como musculação,
trilha, ciclismo, corrida, natação e ginástica são rigorosamente
reprováveis pela liderança e membros fundamentalistas. Alguns
raríssimos ministérios, porém, não abominam, mas também não vê com bons
olhos, mas sem farisaicamente acusar como pecador o praticante. Já
esportes ditos radicais (surfe, skate, patins etc.) taxativamente são
abomináveis. Alegam que pelo fato dos praticantes possuírem posturas
irreverentes, logo, não condiz que um servo adote tal esporte.
Inclusive, profissionais e competidores desses ramos são, jeitosamente,
induzidos a abandonarem tais atividades, uma vez como membro;

• Artes
em geral são consideradas como “opressão”. Cinemas são terminantemente
proibidos pela liderança da Denominação, alegam que é sentar-se com
escarnecedores, embora, intrigantemente, em restaurantes não inclinem
para tal conclusão. Teatros, por sua vez, são endemoninhados duas vezes
mais, sendo alvos em aulas e pregações;

10. O Exclusivismo
é gritante, visto que, segundo eles, o fundador de sua Denominação foi
o próprio Jesus Cristo, mediante uma revelação extraordinária a 06
dissidentes presbiterianos que receberam o Batismo no Espírito Santo na
década de 60. Essa revelação consistia em estabelecer novamente o Corpo
de Cristo, segundo eles, perdido há tempos, vivido tão-somente no
período da Igreja Primitiva, pois foi extirpado durante o Romanismo e o
Protestantismo. Reputam ser os únicos que exercem plenamente os noves
dons espirituais (se prendendo aos mencionados em coríntios), enquanto
as demais Denominações carecem de alguns ou abominam todos, por isso se
autointitulam de a “Obra Revelada” ou “Obra Maravilhosa”, muito comum,
também, proclamarem, quando isolados, “a Obra é filho único” ou a
“Igreja Fiel”;

11. A Intolerância Religosa
é aberrante, consideram que todas as demais denominações estão
contaminadas com pragas desse mundo, motivo pelo qual as definem como TradiçãoMescla e Movimento, ou, simplesmente, a Religião.
Rotulam os membros das demais denominações de “primos”, “amalequitas”,
“bodes”, “filhos de Baal”, “religiosos” etc. Apregoam que se associar
com qualquer um que professe uma fé cristã que não esteja sob o domínio
do Presbitério (PES), ou seja, que “não é da Obra”, é taxativamente,
segundo eles, praticar o próprio “Ecumenismo”;

12. O Sectarismo
é intenso, pois não permitem que membros engajados à Denominação sequer
possam visitar outros grupos religiosos, por mais que tais grupos sejam
sérios e compromissados com Deus; logo, coíbem o relacionamento
afetivo, a fraternidade corriqueira e casamentos de seus adeptos com os
de outras Denominações. Afirmam que “Namoro só na Obra”, “Amizade só na
Obra” e “Confraternizações só na Obra”. Até mesmo casamentos, batismos,
confraternizações ou ordenações de ministério de parentes e conhecidos
em outras Denominações, são seus membros compelidos expressamente de
não irem;

13. O Proselitismo
é bastante suscitado, uma vez que se consideram os únicos detentores da
plenitude e da ciência real e verdadeira do Espírito Santo, motivam
seus membros “a pescarem nos aquários dos outros”, segundo eles, com o
fim de os libertarem do “cristianismo falido” ou da “religião”. Sim,
generalizam tudo e todos. Convidam evangélicos de outras Denominações
para lhes visitarem, inclusive pastores, mas é proibido aceitarem
convites de outros grupos;

14. O Autoritarismo
é vigoroso de tal modo que pastores e “ungidos” (cargo logo abaixo ao
de pastor) são acobertados pela aura da “unção”; dessa forma, jamais
podem ser questionados, discordados e desobedecidos, sob pena do
desobediente incorrer ao pecado de “tocar nos ungidos do Senhor”. Ainda
que digam que são pastores de Jesus, seu poder é fundamentado no
sacerdócio veterotestamentário, pois são postos como mediadores entre
Deus e o povo, cujas palavras, ordenanças, enfim, a sua autoridade são
embasadas em “revelações”, “visões”, “sonhos” e “profecias” de Deus
sobre a vida alheia. Na prática, portanto, os pastores da “Obra” são
como “canais” ou mediadores entre Deus e a igreja;

• A Cobertura Espiritual,
então, é doutrina da Denominação. Pessoas são diretamente subalternas e
subservientes ao pastor da igreja local, tendo que sempre se
justificarem para eles das suas decisões de faltar o culto ou outra
atividade; bem como sempre pedindo seu aval em viajar com a família,
evangelizar, realizar determinados cursos em hora de atividades da
igreja etc. Namoros e casamentos, também, só serão aceitos se passar
pelo crivo do pastor, posteriormente, sua permissão. É muito comum
namoros serem terminados por ordens de pastores, e casamentos serem
proibidos por eles, sempre embasados supostamente em revelações de
Deus. Em alguns ministérios, namoros e casamentos ainda são feitos por
revelação de algum pastor, prática dogmatizada no passado pela
Denominação; mas o Senhor, hoje, revogou – justificam;

15. O Totalitarismo
é extremado, haja vista que as suas “unidades locais” (assim
denominadas, e não igrejas) espalhadas por todo o país e mundo estão
plenamente subordinadas e subservientes aos quereres e ordens do órgão
central da igreja, o Presbitério; o qual é absurdamente centralizador.
Não há respeito pela individualidade e liberdade para o ministério
local, tampouco há para com as necessidades da igreja local. Todos
devem seguir pragmaticamente o modelo, as determinações e as ordens
estabelecidas pelo Presbitério, pois, segundo eles, Deus é quem governa
a igreja e usa tal órgão como seu representante. Mensalmente todas as
“unidades locais” se reúnem para receberem doutrinamento do
Presbitério, não pelos seus pastores locais, mas pelos 07 presbíteros
do órgão central, mediante videoconferência;

16. O Absolutismo
é um apoio ao Autoritarismo e ao Totalitarismo, dado que para eles
vingarem, é imperioso que os pastores e o Presbitério sejam acobertados
da infalibilidade. Sobretudo o Presbitério que jamais admite os erros,
sempre está certo, porque sempre age debaixo das ordens supostamente
reveladas por Deus para cuidar da “Obra”, e os pastores, a seu turno,
para cuidar dos membros das “unidades locais”;

17. Estabelecidos esses elementos governistas, a Hierarquia
está em voga, a qual é extremamente baseada na filosofia militar, cujos
cargos, seguindo a ordem crescente, são os membros, Professora, Senhora
da Frente, Obreiro, Diácono, Ungido e Pastor, Coordenador do Pólo,
Coordenador da Área, Coordenador Regional, Presbitério e o Presidente.
Na medida do grau hierarquia, a obediência deve ser demasiadamente
subalterna, baseada nas revelações de Deus e na “unção hierárquica” de
que cada cargo é acobertado, sob prejuízo de “tocar nos ungidos”;

18. A Censura
é um meio sempre utilizado para proibir os membros a terem contato com
literatura, alguns filmes, músicas em geral, ainda que sejam de caráter
cristão; também é coibido a busca de estudos bíblicos sistemáticos,
inclusive a Teologia Cristã é altamente discriminada,
ridicularizada e abominada pelas pregações da liderança da Denominação.
Por outro lado, apostilas, vídeos, áudios de pregações, álbuns musicais
da Denominação e livros de editoras das quais são vinculados, são
comercializados em Maanains e distribuídos entre os membros;

• O Orkut
é o meio que causa maior pavor ao Presbitério, pastores e membros,
porque nele se encontra a comunidade de ex-adeptos (pastores, ungidos,
diáconos, obreiros, senhoras etc.) – Já Fui Um Maranata – cujo conteúdo
é bastante similar a deste espaço. Por isso, segundo eles, Deus havia
revelado que o Orkut é uma arma do diabo para enganar os “servos da
Obra”, por isso decretou que nenhum membro tenha acesso a esse meio de
comunicação. E mais, segundo eles, a etimologia de Orkut vem do gaulês
que significa: Ork: Potro e Ut: Inimigo – Potro do Inimigo;

19. O Escravismo
é intenso. Toda a estrutura organizacional e administrativa da
Denominação é edificada por trabalhos voluntários, salvos algumas
exceções; bem como a manutenção de patrimônios fica a cargo dos
trabalhos dos membros. Fazem isso sob o pretexto de estarem “fazendo a
Obra”. Pois enquanto estão trabalhando para “Obra”, Deus está
resolvendo os seus problemas. Em regra, Grupos de Louvores e
Instrumentistas são submetidos a ensaios semanais rigorosamente.
Obreiros, diáconos, senhoras de frente, professoras, pastores
participam quase todo fim de semana de seminários, mutirões de limpeza,
reuniões, encontros de igrejas, sem deixar de se considerar as
presenças diárias na Denominação, nas madrugadas, ao meio-dia, e
rigorosamente à noite, para as suas atividades de culto;

20. Os Meios de Graça é uma doutrina que, depois da Bibliomancia, é a mais importante da Denominação. São 05 Meios de Graça: Madrugada [cultos às 06h:00min da manhã], Jejum [de sábado para domingo, rigorosamente, de 00h:00min até às 09h:00min; sim, parte do jejum é dormindo.(?)], Louvor
[somente os cânticos da Denominação são permitidos: são reputados como
revelados direito da eternidade; assim, louvores de outros grupos, são
considerados “cospel”, “da mescla”, “sem revelação” ou “do homem”], Oração [oração recitando sempre a reza do “clamor”, “segredo dessa Obra”, dizem] e Palavra Revelada
[espécie de cabala, que ao decifrar supostos simbolismos, números e
tipologias ocultas nas Escrituras, a pessoa foi agraciada com essa
benção que a chamam de “Além da Letra”. Reputam que essa é a maneira
que Deus se compraz em pregar a sua Palavra, mas só eles conhecem, é
outro “segredo dessa Obra”]. Os Meios de [obter] Graça devem ser feitos
periodicamente para buscarem cada vez mais Graça. Segundo eles, a Graça
de Deus, vem através dessas obras ou meios, claro, sem deixar de
considerarem o sacrifício de Cristo. Tais “meios”, também, servem para
adquirir bênçãos de Deus ou para vencerem tribulações do dia-a-dia do
servo, justificam;

21. A Liderança e as Decisões Carismáticas:
são todas, absolutamente, carismáticas. Isto é, todas diretrizes, seja
administrativas, doutrinárias e organizacionais da Denominação são
provenientes de “revelação” de Deus. Segundo eles, “nessa Obra” não há
dedo do homem como a “religião”, pois tudo é revelado. É muito
comum, por isso, se notar a exaustiva repetição da frase “o Senhor
revelou que…” para embasar suas decisões e afirmativas;

22. A Doutrina do Medo
é extremamente implantada na Denominação. Não se pode questionar ou
discordar da Liderança geral e nem do subseqüente superior hierárquico,
sob pena de estar “tocando no ungido do Senhor” ou “blasfemando contra
o Espírito Santo”, uma vez que foi, teoricamente, o Espírito que
revelou para os pôrem em seus cargos eclesiásticos. Também, a doutrina
do Fatalismo é apregoada massificamente, em defesa de
“não poder tocar na Obra” (questionar ou discordar das doutrinas),
“tocar nos ungidos” e “sair da Obra (ser dissidente da Denominação),
pois, em caso de desobediência, o resultado seria infortúnios
decorrentes do “peso da mão do Senhor” e das investidas do “adversário”
(como chamam o diabo, pois o nome mesmo dele, não é elegante falar -
justificam). Proíbem, assim, que membros jamais continuem a
fraternidade e a ligação com os dissidentes, sob pena de punições e
excomunhão da Denominação. Apregoam a discriminação e a rejeição sobre
os dissidentes, ainda que sejam familiares;

• As Punições
são bastante rigorosas, as quais são advertência, cassação das funções
e cargos (“banco”) e, em último caso, excomunhão. Todas as decisões,
toda a doutrina que fora cuidadosamente elencada acima deve ser
cumprida draconianamente pelos membros, sob prejuízo de sofrer tais
sanções. Como toda e qualquer Denominação existe homens falhos, mas
aqueles que caem em pecado escandaloso são julgados e excluídos. Sim,
para eles existe pecadinho, pecado e “pecadão”. O pecadão é intolerante
e imperdoável para eles;

23. Sobre Dinheiro,
publicamente não é falado, como, por exemplo, são as cobranças de
dízimos e ofertas na “Religião”, alegam. Adotam, porém, o
estabelecimento do dízimo judaico, o legalismo dos 10% dos vencimentos,
cobrados, indiretamente, em reuniões fechadas, em reuniões sobre
batismo e em algumas aulas de Seminários, sob pena do “desacertado” ter
as funções cassadas, e “diagnosticado” como “enfermo espiritual”. Em
teoria, os pastores não são remunerados, pois eles não são
“profissionais da Bíblia” ou “teólogos” (mas buscam a revelação de
Deus), pois o certo é servir voluntariamente, já que a Bíblia não
aprova isso – fundamentam (?);

23. A Maledicência e o Juízo Temerário
são praxe, são demasiados sobre aqueles que abandonam a Denominação,
pois, segundo eles, jamais alguém “sai da Obra” de forma nobre, honesta
e fiel a Deus, mas são pessoas que estão em busca de: libertinagem e
mundanismo nas igrejas. É comum, também, em reuniões fechadas e
seminários nos Maanains, os dissidentes serem taxados de “caídos”,
“vadios”, “pedófilos”, “alcoólatras”, “prostitutos”, “porcos”,
“defuntos”, “bodes”, “adúlteros”, “perderam a Salvação” e “foram para a
religião” etc. Os que refutam suas doutrinas, por sua vez, recebem a
acusação de “apóstatas”, “hereges”, “serpentes da internet”, “filhos do
diado”, “pastores de si mesmos” etc.

“Mas agora estamos livres da lei, pois morremos para aquilo em que estávamos retidos; para que sirvamos em novidade de Espírito e não na velhice da letra” (Rm. 7:6).
About these ads
Comentários
  1. Impressionado disse:

    to pasmo…

  2. Fé em Deus Maranata Jesus Voltará disse:

    Você não conhece a bíblia e muito menos a Deus que traz a revelação da mesma( se é que vc sabe o que é revelação ou Deus) eu espero que Deus tenha misericordia de sua vida para que vc não vá para os quintos dos infernos pela sua falta de respeito, temor a Deus.
    é muito dificil mesmo pessoas ignorantes e burras entenderem uma obra tao complexa e que exige amor e dedição!
    pobre estupido vc é!

    Querida este lugar é para quem procura a VERDADE e não para discutir com quem prefere cego seguindo o anti cristo de gedelti

    Se você está tão segura – volte para obra – você está enfraquecendo a obra, você está procurando o que? não escutou seu chefe maior? saia da internet! saia destes blogs! é tudo lugar de caído! vão ser todos comidos pelo bicho!

    Volte e não volte mais aqui se não estará pecando contra a obra!

    ACORDA!!
    uma “igreja” que foi fundada por homens com pacto com satanas NÃO TEM DEUS! Tem muitas vítimas fieis a Deus iludidas com um deus vivo alem da letra (alem das escrituras sagradas!!), iludidos com consulta á palavra usando a sagrada Bíblia como uma máquina lotérica em busca de respostas

    tudo isso porque eles não têm capacidade de divulgar as escrituras assim como Deus falou e do jeito que Ele falou.

    “Todo aquele que ultrapassa a doutrina de Cristo e nela não permanece não tem Deus; o que permanece na doutrina, esse tem tanto o Pai como o Filho.” (2 Jo. 1.9 – RA-SBB)

    um criador, fundador da obra que prega separação entre famílias, que declara no pulpito que seus maiores inimigos são sua própria família.

    “Mas, se alguém não tem cuidado dos seus, e principalmente dos da sua família, negou a fé, e é pior do que o infiel.” (ITm. 5:8)

    NÃO É UM HOMEM QUALQUER – é o fundador, criador da maranata – da família gueiros de vila velha – tudo em pró do deus que ele obedece – deus mamon

    http://cavaleiroveloz.com.br/index.php/marcados-para-morrer/

    NÃO TEM DEUS NESSA OBRA PARA REVELAR NADA A NÃO SER DE INTERESSE DOS SEUS FUNDADORES E DONOS!

    ACORDA – você não mais poderá dizer que não foi avisada e conhece a verdade!

    http://cavaleiroveloz.com.br/index.php/2009/12/eu-e-o-meu-tambor/

  3. Giovana disse:

    Tambem to pasma com muitas coisas que li…apesar de nunca, em 12 anosde “obra” ter dizimado, sempre fui do Grupo de Louvor, saí 2 vezes: qdo era jovem e o pastor na epoca não queria jovens no GL, só casados, mas voltei, e dpois de casada, pois o pastor não queria q ninguem viajasse no final do ano e sim era obrigado a cantar na vigilia, fui morar em Sp e minha familia morava em Vitoria, eu e meu marido estavamos com saudade da nossa familia, desobececi e fui excluida de vez do GL, mas fiquei como professora. Nunca conseguimos entender pq nao podiamos ir ao cinema, não encontravamos na Biblia algo sobre isso…mais uma vez desobedecemos, afinal se depender da “obra” nao temos muita opção de lazer…hj em dia estou afastada da funçao de professora pq nao tem ninguem pra ficar com meu filho de 1 ano e meio e meu marido tb esta afastado como obreiro, estamos indo como “visitantes”, estou com muita vontade de conhecer outras denominações, ele está balançado com a ideia mas é meio resistente…qdo oro nem clamo mais pelo “sangue” pois o desvio de dizimo nao me abalou tanto e sim o depoimento dos irmaos q li aki no blog… Q Deus ajude a minha familia a encontrar o caminho melhor, principalmente minha sogra, q é maranática, maranata+fanatica.

  4. Giovana disse:

    Ah, já sofri tb discriminação, msm sendo do ” padrao maranata” q incluia boa aparencia, beleza, e criticada, falavam q eu cantava mal no GL, e meu marido tb foi discriminado e traido na igreja por “amigos” na igreja q servia, inclusive super rica, timha gente de mta grana na igreja dele. Isso td qdo eramos jovens, dpois de casados nao mudou mto, na outra unidade nao nos dao muita “bola”, meu filhinho nunca foi convidado pra nenhum aniversario de criança, sendo q todas as criancas da nossa unidade iam nos aniversarios…é revoltante…

    • Eurípia Inês disse:

      Amada irmã Giovana,

      Li sua postagem e não poderia deixar de falar com você sobre vários questionamentos que você faz.

      Você diz que não entende porque não podia ir ao cinema e que não encontrou nada a respeito na bíblia.
      Pois bem irmã, eu te digo que você não vai mesmo encontrar na bíblia nenhuma explicação para esse ou outra invenção da maranata como por exemplo:
      -a obrigação do uso da saia;
      -porque os homens não podem usar barba e nem bermuda, mesmo que seja debaixo do joelho;
      -não pode se relacionar com irmãos de outras denominações;
      -os(as) solteiros(as) não poderem participar de diversos grupos da igreja;…

      …irmã, se formos colocar todas as doideiras que esta seita inventou e que NÃO estão na Bíblia, iria dar uma lista enorme. Como você diz que está lá há doze anos, você a conhece muito bem e sabe do que estou falando.

      Entenda, todas as doutrinas da maranata foram criadas por uma mente doentia. Tudo foi pensado para beneficiar financeiramente o dono dela, sua família e chegados. Meticulosamente. Não há nada que se aproveite neste lugar a não ser os membros de boa fé e que ainda são inocentes quanto aos acontecimentos. É por eles que lutamos e combatemos para que conheçam a verdade. Eles não merecem ser enganados.

      Tenha paciência com seu marido. Vá aos poucos mostrando as denúncias, os Blogs e ore para que o Espírito Santo toque seu coração e ele entenda que precisa sair.

      Você fala que seu filhinho é discriminado e ainda assim fica num lugar onde ele vai crescer sofrendo esse tratamento?
      E sobre esse padrão maranata em que você se encaixa, saiba que em se tratando de seitas, você NUNCA vai agradar. Isso é feito para que você se sinta sempre uma devedora, uma inútil, para que se esforce para atingir o inatingível.
      Você não deve nada. Tudo já foi pago por Jesus mas eles querem inculcar isso na cabeça dos membros pra fazê-lo se sentirem inferiores continuarem a sustentar o sistema.

      Giovana, existem igreja sérias, procure as mais tradicionais e não olhe para a forma de culto pois é diferente mesmo, mas o importante é que você é a igreja. Denominação é somente um ajuntamento para adoração, para conviver com os irmãos, se confraternizar, ouvir uma mensagem e adorar a Deus em grupo, mas Igreja Corpo de Cristo somos todos nós independente de placas e nomes.

      Você deseja que Deus a ajude encontrar um caminho melhor. Irmã, o caminho melhor, o Único Caminho, Deus já mostrou que é seu filho Jesus. A maranata usurpou o lugar Dele quando prega outras doutrinas, prega idolatrias e heresias…é outro evangelho.

      Continue se informando e tome uma atitude antes que seu filho comece a entender que não é aceito.

      Deixe Deus conduzir sua vida. Ele já tem Um Caminho sobremodo excelente para você e sua família. Deus deixou toda sua vontade registrada na Palavra e já está tudo revelado. Não precisa a maranata inventar revelação. É do jeito que está escrito porque foi Deus quem disse e Ele não muda.

      Que Deus derrame bençãos celestiais sobre você.

      A paz do Senhor Jesus.

      Eurípia Inês.

    • ze carlos disse:

      uma das marcas registradas da icm é discriminação e preconceito. me lembro em cachoeiras de macacu o pr Antonio Carlos q hoje esta em Araruama Região dos lagos, quando os irmãos subiam p trabalhar nesse maanaim esse pr maltratava as pessoas q eu mesmo vi alguns chorarem por causa do tratamento desse moço, uma vez chamou um irmão de macaco, colocou o dedo no rosto de um diacono ameaçando punir pq esse diácono não foi p um multirão, tentou prejudicar um outro pastor dizendo q ele estava tendo um caso com um homosexual, e o casamento desse pr não foi destruido pq Deus é justo, hoje esse A,Carlos esta ao lado do meia sola, Fernando Pitta, eles se merecem,

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s